18/09/2009

Copa Davis: Gigantinho recebe a copa do mundo do tênis

Porto Alegre e o Complexo Beira-Rio receberam a Copa do Mundo. Só que esta Copa é com uma bola menor, e amarela. A abertura do evento ocorreu as 16 horas desta sexta-feira e se estendeu até este domingo. No primeiro jogo, o gaúcho e colorado Marcos Daniel venceu o número dois do Equador Giovanni Lapentti por 3 sets a 1 (parciais 7/6, 3/6, 7/6 e 6/2). O disputado jogo teve mais de três horas de duração.


Marcos Daniel joga observado pelos equatorianos (D) e pelo presidente do Inter Vitorio Piffero (E)

A Copa Davis, que está ocorrendo no Gigantinho, é a competição mais importante do Tênis e faz parte do calendário oficial do Centenário do Inter. É o equivalente a Copa do Mundo de Futebol. E cabe ao Internacional, e ao ginásio Gigantinho, a responsabilidade de ceder o espaço. Onde seria a quadra de futebol de salão do ginásio foi montada uma bela quadra com mais de uma tonelada de saibro, com iluminação que alcança as exigências da Confederação Brasileira de Tênis, para que a competição acontecesse em altíssimo nível.


Cerca de cinco mil torcem pelo Brasil no primeiro dia da Copa Davis no Gigantinho

No torneio, o Brasil está enfrentando o Equador. A competição está sendo prestigiada por mais de 5 mil torcedores e conta com a presença ilustre e torcida especial do tricampeão de Roland Garros, Gustavo Kuerten. O presidente do Inter Vitorio Piffero e a diretora de esportes amadores e projetos sociais do Clube Constance Piffero também prestigiam o evento. Na partida de fundo, o brasileiro Thomaz Bellucci perdeu por 3 sets a 0 para Nicolás Lapentti.

Segundo dia: Gigantinho segue sendo sucesso com a Copa Davis

O ginásio Gigantinho foi mais uma vez palco de uma grande partida de tênis. A torcida novamente esteve presente em bom número e o ginásio colorado vem obtendo enorme sucesso ao receber a Copa Davis. Na partida deste sábado, no jogo de duplas, Marcelo Melo e André Sá enfrentaram os equatorianos Giovanni e Nicolás Lapentti, mas os brasileiros infelizmente perderam para a dupla adversária. Assim, neste domingo, Thomaz Belluci e Marcos Daniel precisavam vencer seus confrontos de simples contra os irmãos equatorianos para o Brasil levar a melhor com três vitórias contra duas do Equador e voltar ao Grupo Mundial, a elite da Davis. Porém, com mais uma derrota e uma vitória para o Brasil na Davis o Equador venceu a série por 3 a 2 e conseguiu a classificação.


Outras notícias
Loja Virtual