29/06/2013

Inter vence amistoso contra o Cerro em Rivera


Inter venceu por 2 a 1 o amistoso disputado no Atílio Paiva

> Veja fotos do jogo

O Internacional venceu o Cerro de Montevidéu por 2 a 1 na noite deste sábado (29/6), em amistoso disputado em Rivera. Josimar e Juan marcaram os gols do time colorado. Agora, o Campeão de Tudo terá mais uma semana de treinamentos em Viamão antes de reestrear no Brasileirão. Confira abaixo os detalhes da partida em solo uruguaio. 

Faixa de tricampeão no peito

Momentos antes do amistoso começar, uma cerimônia festiva: com o hino do Inter tocando nos alto-falantes do estádio, os jogadores colorados receberam dos atletas da equipe uruguaia as faixas alusivas à conquista do tricampeonato gaúcho. O terceiro título estadual consecutivo e o 42º da história do Colorado foi obtido em maio.


Josimar com a faixa de tricampeão gaúcho

Teste para reestreia

O duelo em solo uruguaio foi o último teste antes da retomada das disputas do Brasileirão e da Copa do Brasil. Como foram permitidas dez substituições, o técnico Dunga pôde fazer observações e testar opções do time que volta a atuar pelo campeonato nacional no próximo dia 7 contra o Vasco da Gama. Pela Copa do Brasil, o desafio é diante do América-MG dia 10, pelo jogo de ida da terceira fase.

Muriel, Gabriel, Airton, Ygor, Otávio, Leandro Damião e Caio, lesionados, e Forlán, a serviço da Seleção Uruguaia, não puderam participar do amistoso em Rivera. Por outro lado, o lateral Ednei e o atacante Jorge Henrique foram as novidades na equipe que começou a partida com a seguinte formação: Agenor; Ednei, Índio, Juan e Fabrício; Josimar, Willians, Jorge Henrique e D'Alessandro; Mike e Rafael Moura.

Novamente em Rivera

O Inter atuou pela terceira vez no Estádio Atílio Paiva nos últimos três anos. Em 2010, o time colorado havia enfrentado justamente o Cerro de Montevidéu, em partida válida pela fase classificatória da Libertadores que acabou empatada sem gols. A campanha do Campeão de Tudo nesta edição da competição continental acabou culminando com a conquista do bicampeonato.

Torcida colorada mais uma vez marcou presença em Rivera

Também em 2010, no começo de julho, o Inter voltou a jogar em Rivera, desta vez em um amistoso contra o Peñarol. Após empate sem gols no tempo normal, o Colorado venceu por 2 a 1 nos pênaltis e ficou com o troféu Fronteira da Paz.

Jogo começa duro

Foi o Cerro de Montevidéu que criou a primeira chance ofensiva do amistoso. Aos 7min, Dadomo cobrou falta, a bola desviou na barreira colorada e obrigou Agenor a fazer boa defesa. O Inter procurava trocar passes na busca pela melhor jogada, mas esbarrava na forte marcação imposta pelos uruguaios, que jogavam com intensidade equivalente à uma partida oficial. Aos 14min, Dadomo experimentou chute de longa distância, mas a bola ganhou muita elevação. Um minuto depois, Agenor trombou com Varela na área e por pouco que o Cerro não abriu o placar.

Josimar marca de cabeça

O Inter respondeu aos 16min, quando Mike ficou cara a cara com o goleiro Obriozola, mas quando preparava o chute, acabou sendo desarmado por Pereira. Aos 18min, Ednei fez cruzamento da direita e Rafael Moura cabeceou à esquerda do gol. Aos 24min, o atual campeão gaúcho chegou ao gol em cobrança de bola parada. Jorge Henrique cobrou escanteio pelo lado esquerdo com qualidade e Josimar se antecipou à zaga para desviar de cabeça. 1 a 0!

Juan amplia no primeiro tempo

Aos 34min, D'Alessandro cruzou e quase que Rafael Moura conseguiu o desvio para o gol. Aos 35min, Josimar soltou uma paulada, mas a bola passou por cima do travessão. Aos 43min, o Inter ampliou, novamente em lance de bola parada – Ednei cobrou escanteio pela direita e Juan mostrou seu oportunismo na área adversária, ao cabecear no canto esquerdo para fazer 2 a 0.


Josimar abriu o placar contra o Cerro de Montevidéu

Mudanças para a etapa final

No intervalo, Dunga promoveu cinco alterações: Alisson, Jackson, Ronaldo Alves, Kleber e Giovâni entraram nos lugares de Agenor, Willians, Índio, Fabrício e Rafael Moura.

Aos 3min, Giovâni, atacante oriundo do time Sub-23, recebeu bom passe, mas ao tentar o domínio, o goleiro Obriozola acabou ficando com a bola. Aos 6min, Caballero experimentou de longe, mas o chute passou por cima do gol. 

Cerro diminui vantagem

Aos 13min, Falete, que havia entrado no lugar de Silveira, chutou de longe e descontou para os uruguaios. 2 a 1. Aos 19min, Ednei cobrou falta com qualidade e a bola raspou a trave direita. Um minuto mais tarde, Mike teve boa chance de marcar o terceiro, mas perdeu o ângulo e acabou chutando para fora.

Dando sequência às alterações no time, aos 23min, Dunga promoveu as entradas de Alan, Vitor Júnior e Dátolo nas vagas de Juan, D'Alessandro e Jorge Henrique. Pouco depois, Cláudio Winck entrou no lugar de Ednei.

O Inter voltou a chegar com força aos 34min, com Mike desviando de cabeça o cruzamento de Kleber e colocando a bola sobre o gol uruguaio. Aos 36min, Mike, novamente, aparou por cima a bola alçada para a área por Dátolo, mas a finalização saiu pela linha de fundo. Aos 40min, um susto: Falete acertou a trave em chute do meio da área. No entanto, aos 47min, quase que o Inter ampliou, em chute de Giovâni que passou rente à trave. 

A vitória rendeu uma taça comemorativa ao Colorado, mais uma para o Museu do Inter!

"Todo mundo que entra está dando conta do recado. Estamos bem preparados para o Campeonato Brasileiro", afirmou Willians.

"Temos uma sequência difícil e temos que estar bastante fortes para encarar os jogos. Hoje fomos bem", disse Josimar.

"Agora preciso ganhar ritmo de jogo e buscar o entrosamento com a equipe", avaliou o estreante Jorge Henrique.

"Foi um bom jogo, com marcação forte e dura. Podemos observar jogadores que não vinham tendo oportunidades", destacou o técnico Dunga.

"No final do jogo tínhamos oito jogadores oriundos da base. Isso faz parte do nosso plano estratégico", observou o assessor de futebol Eduardo Hausen.

Ficha técnica:

Internacional (2): Agenor (Alisson); Ednei (Cláudio Winck), Índio (Ronaldo Alves), Juan (Alan) e Fabrício (Kleber); Josimar, Willians (Jackson), D'Alessandro (Vitor Júnior) e Jorge Henrique (Dátolo); Mike e Rafael Moura (Giovâni). Técnico: Dunga.

Cerro de Montevidéu (1): Obriozola; Duarte, Mieres, Pereira (Melo) e Leites; Caballero, Rodríguez (Urrute), Alonso e Dadomo (Fuentes); Silveira (Falete) e Varela (Muñoz). Técnico: Danilo Baltierra.

Gols: Josimar (I), aos 24 minutos do primeiro tempo, Juan (I), aos 43 minutos do primeiro tempo, e Falete (C), aos 13 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos: Rodríguez e Mieres (C).

Arbitragem: Márcio Chagas da Silva, auxiliado por Júlio Rivero e Ciro Ronaldo.

Local: Estádio Atílio Paiva, em Rivera-URU.


Outras notícias
Loja Virtual