05/05/2013

Inter vence Taça Farroupilha e conquista o tricampeonato gaúcho


Jogadores vibram com o título conquistado de forma antecipada

Pode soltar o grito de campeão, colorado!!! O Internacional venceu a Taça Farroupilha na tarde deste domingo, no Centenário, e sagrou-se tricampeão gaúcho. O time colorado empatou sem gols com o Juventude no tempo normal da final, mas buscou a vitória nas cobranças de pênaltis (4 a 3), quando brilhou a estrela de Muriel.

O título foi obtido de forma antecipada, já que o time colorado também havia vencido a Taça Piratini, correspondente ao primeiro turno. O Inter volta a campo no próximo dia 15, diante do Santa Cruz, pelo jogo de volta da Copa do Brasil.

Veja também:

Galeria de fotos da final

> Inter, o maior vencedor dos Pampas

> Torcida colorada dá show

> Forlán entra para a história do Gauchão

> Personagens da conquista do 42º título

> Relembre a campanha do tricampeonato

> Grupo tricampeão gaúcho

> Juventude dificulta, mas Muriel brilha nos pênaltis

Equilíbrio no primeiro tempo

Atuando pelo terceiro jogo consecutivo no campeonato com a mesma escalação, o Inter apostou no seu equilíbrio tático e entrosamento para superar o Juventude. O time colorado procurou se impor desde os primeiros minutos, mantendo a posse de bola no campo ofensivo.

Aos 8min, D'Alessandro encontrou Fred entre os zagueiros, mas o chute do meia foi prensado para escanteio. Aos poucos, o Juventude redistribuiu-se em campo e passou a oferecer certo perigo. Aos 11min, Diogo cabeceou para o fundo da rede após cobrança de escanteio, mas o gol foi anulado em virtude da falta cometida pelo meia sobre Willians antes da conclusão do adversário. Aos 16min, Bergson chutou de longe para a defesa tranquila de Muriel. Aos 19min, Bergson cruzou da esquerda e Zulu por muito pouco não conseguiu o cabeceio da pequena área.

Apesar de ter maior posse de bola, o Inter sentia a forte marcação imposta pelo adversário e tinha dificuldade em chegar à área adversária. Com isso, praticamente não conseguiu finalizar em gol na etapa inicial.


Juan em ação na final do returno do Gauchão

Pressão colorada

No segundo tempo, o Inter foi para cima. Aos 2min, Fred chutou colocado, mas Fernando defendeu sem problemas. O Juventude não deixou por menos, e um minuto depois chegou com força: após cobrança de falta, a bola sobrou para Zulu no interior da área, que concluiu para a defesa sensacional de Muriel. Aos 10min, Damião foi acionado pelo alto, mas acabou trombando com o goleiro ao tentar o cabeceio.

Empurrado pela torcida, o Inter intensificou a pressão em busca do gol da vitória nos 15 minutos finais, mas estava difícil de superar o ferrolho armado pelo Juventude. Aos 28min, Damião sofreu uma lesão e deixou o campo para a entrada de Caio.

Aos 29min, Fabrício cabeceou e Fernando espalmou providencialmente para escanteio. Um minuto mais tarde, Fred chutou da entrada da área, de primeira, para outra boa defesa do goleiro da equipe caxiense. Aos 34min, D'Alessandro cobrou falta e Fernando evitou o gol colorado com mais uma intervenção. Aos 45min, Caio recebeu a bola livre da marcação na pequena área e cabeceou ao lado da trave direita, desperdiçando grande chance.

Decisão nos pênaltis

Apesar da insistência colorada o tempo normal, o returno teve que ser decidido nas cobranças de pênalti. D'Alessandro fez a primeira cobrança e Fernando defendeu. Zulu converteu para o Juventude na sequência. Juan igualou para o Inter: 1 a 1. Robinho colocou o time da Serra na frente: 2 a 1. Forlán empatou novamente. Rogerinho fez a terceira cobrança e acertou o travessão. Fabrício converteu e fez 3 a 2 para o Inter. Diogo empatou na quarta cobrança. Caio fez 4 a 3 na quinta cobrança. Moisés cobrou para o Juventude e Muriel saltou no canro direito para defendeur e garantir o título!! Final: 4 a 3!


Muriel defendeu a cobrança derradeira do Juventude

Já vestindo camisas comemorativas com o número 42 gravado às costas, alusivo ao número de títulos estaduais conquistados pelo Colorado, os jogadores subiram no palco armado pela Federação Gaúcha de Futebol, onde foram entregues as taças da Farroupilha e do Gauchão.

D'Alessandro comemorou intensamente mais um título com a camisa colorada

Na sequência, todos foram comemorar junto à torcida. O capitão D'Alessandro era um dos mais empolgados: levou a taça ao encontro da torcida, escalou a tela de proteção e até a sua camisa entregou a um emocionado torcedor.

"Fico muito contente com esta conquista. Merecemos ganhar", disse Forlán, artilheiro do campeonato, com nove gols.

"São muitas finais disputadas com o Inter. Tenho muito orgulho de jogar aqui", falou Leandro Damião.

"Depois do ano passado, ser coroado com esse primeiro título me deixa muito feliz", comemorou Gabriel.

"Temos um grupo competitivo. Respeito todos os jogadores, trato todos de forma igual, mas a decisão de quem entra em campo depende do treinador", disse o técnico Dunga.

"A missão era essa. Tínhamos um título a ganhar neste primeiro semestre e perseguimos de forma obstinada. Agora temos outras metas, como a Copa do Brasil", afirmou o diretor de
futebol Luís César Souto de Moura.

“Nós sempre estivemos focados na competição. O título premia quem levou o campeonato a sério”, avaliou o diretor de futebol Marcelo Medeiros.

Ficha técnica:

Internacional (0)(4): Muriel; Gabriel, Moledo, Juan e Fabrício; Willians, Airton, Fred e D'Alessandro; Forlán e Leandro Damião (Caio, aos 28min do 2º tempo). Técnico: Dunga.

Juventude (0)(3): Fernando; Moisés, Rafael Pereira, Diogo (Romano) e Robinho; Jardel, Gustavo (Dê), Fabrício e Diogo Oliveira; Bergson (Rogerinho) e Zulu. Técnico: Lisca.

Cartões amarelos: Gabriel (I); Robinho, Bergson, Jardel (J).

Público: 18.314 (16.077 pagantes). Renda: R$ 656.724,00.

Arbitragem: Márcio Chagas da Silva, auxiliado por Altemir Hausmann e Júlio César Santos.

Local: Estádio Centenário, em Caxias do Sul.


Outras notícias
Loja Virtual