03/03/2013

Com dois golaços de Forlán, Inter vence Esportivo e está na final

O Internacional venceu o Esportivo por 2 a 0 na tarde deste domingo, no Centenário, pela semifinal da Taça Piratini. Diego Forlán marcou dois golaços e assegurou a classificação à decisão. Agora, o time colorado enfrentará o São Luiz, que eliminou o Caxias, na final do primeiro turno do Gauchão. O confronto será no próximo domingo (10/3), às 16h, no Estádio 19 de Outubro, em Ijuí.

> Galeria de fotos da partida

> Brilha a estrela do artilheiro uruguaio

Forlán isolou-se na artilharia do Gauchão, com seis gols

Repetição de time

O Inter iniciou a busca pela vaga na final do primeiro turno com a mesma escalação que havia eliminado o Grêmio na semifinal. Assim, o Inter foi a campo em Caxias do Sul com: Muriel; Gabriel, Moledo, Juan e Fabrício; Ygor, Josimar, Fred e D'Alessandro; Diego Forlán e Leandro Damião. Os zagueiros Índio, Jackson e Ronaldo Alves, o lateral Kleber, o volante Willians e o meia Dátolo, lesionados, seguem se recuperando.

Jogo fechado

Já nos primeiros movimentos da partida, o Inter procurou impor seu estilo de jogo, trocando muitos passes na busca pelos espaços em campo. Atuando no esquema 3-5-2 nitidamente defensivista, o Esportivo marcava com intensidade e cometia muitas faltas – foram quatro somente nos cinco primeiros minutos. Apesar de ter mais posse de bola, o time colorado tinha dificuldades em concluir em gol. Aos 11min, Forlán alçou a bola para a área em cobrança de falta e o goleiro Fabiano afastou de soco. Aos 14min, Gillian tentou acionar Erick, mas Muriel interceptou a bola pelo alto. Aos 18min, Gabriel tabelou com Forlán e chutou mascado por cima gol.

Forlán marca gol de placa

A partir dos 20min, o Inter ficou mais incisivo no ataque e passou a espremer o Esportivo no seu campo de defesa. Aos 24min, Fred foi lançado na entrada da área e chutou forte, cruzado, para a grande defesa de Fabiano. Quatro minutos depois, Forlán acertou um lindo chute de longa distância, no ângulo direito, e colocou o Inter em vantagem no placar.

Foi um golaço de pé canhoto – muito parecido com o marcado pelo Uruguai contra a Seleção de Gana na Copa de 2010 –, possivelmente um dos mais bonitos do Gauchão até agora. 

O time da Serra assustou aos 39min, em chute de Léo, campeão do mundo pelo Inter em 2006, que passou muito próximo à trave direita.

Defesa colorada bem postada

O Esportivo voltou para o segundo tempo com uma alteração: Gabriel no lugar de Léo. O time treinado por Luiz Carlos Winck tentou se impor na busca pelo empate, mas o Inter se fechou bem, conteve o ímpeto inicial do adversário e passou a explorar os contra-ataques.

Aos 10min, Fred avançou com a bola dominada pelo meio e disparou o chute frontal que passou perigosamente ao lado do gol. Dois minutos mais tarde, D'Alessandro chutou colocado e a bola saiu à direita. Aos 20min, a zaga do Esportivo saiu jogando errado e a bola sobrou para Forlán, que finalizou para fora.

Brilha a estrela do artilheiro uruguaio

Mas a tarde era mesmo de Forlán. Aos 22min, o uruguaio driblou o marcador na frente da área, primeiro para a esquerda, depois para a direita, e chutou com precisão, no canto direito de Fabiano: 2 a 0! O camisa 7 se isolou na artilharia do campeonato, com seis gols. Foi o seu 11º gol em 25 jogos.

Momentos depois do gol, Caio entrou no lugar de Damião e fez sua estreia com a camisa colorada. Aos 27min, Dunga foi expulso por suposta reclamação da arbitragem. Aos 32min, Fred obrigou o goleiro Fabiano a fazer defesa em dois tempos após pancada de fora da área. Em rara chegada do Esportivo, aos 34min, Gillian cruzou e a bola quase surpreendeu o goleiro Muriel.

Atacante Caio fez sua estreia pelo Inter

Antes de deixar o campo para ser substituído por Vitor Júnior, aos 38min, D'Alessandro cobrou falta que passou rente ao travessão. O argentino estava pendurado com dois cartões amarelos, mas como não foi advertido na partida deste domingo, está garantido na decisão do turno.

O Inter por pouco não ampliou aos 40min: Josimar fez linda tabela com Caio, invadiu a área e chutou para fora. Aos 43min, Forlán quase fez o seu terceiro gol, em chute cruzado do interior da área que tomou muita elevação.

"O time está trabalhando bem. Tive a felicidade de acertar os chutes. Vamos continuar assim", disse a estrela do jogo Diego Forlán.

"Foi bom, mas agora temos um jogo difícil pela frente. É sempre complicado jogar em Ijuí. Temos a semana toda para nos prepararmos", projetou o presidente Giovanni Luigi.

"Foi uma atuação consistente. Estamos muito satisfeitos com o rendimento do time", avaliou o diretor de futebol Marcelo de Medeiros.

"O time se comportou bem, fez as jogadas que precisava fazer e chegou aos gols", destacou o técnico Dunga.

Ficha técnica:

Internacional (2): Muriel; Gabriel, Moledo, Juan e Fabrício; Ygor (Elton), Josimar, Fred e D'Alessandro (Vitor Júnior); Diego Forlán e Leandro Damião (Caio). Técnico: Dunga.

Esportivo (0): Fabiano; Ediglê, Vitor e Raoni; Anderson Feijão (Diego Campos), Fábio Oliveira, Mateus Santana, Erick e André; Léo (Gabriel) e Gillian (Rafael). Técnico: Luiz Carlos Winck.

Gols: Forlán (I), aos 28 minutos do primeiro tempo, Forlán (I), aos 22 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos: Léo, Gillian, Fábio Oliveira, Raoni, Gabriel (E); Juan (I). Expulsão: Dunga (I).

Público: 4.613 (3.523 pagantes). Renda: R$ 126.455,00.

Arbitragem: Francisco Silva Neto, auxiliado por José Silveira e Carlos Henrique Selbach.

Local: Centenário, em Caxias do Sul.


Outras notícias
Loja Virtual