24/05/2008

TIME LUTA MAS PERDE PARA O FLAMENGO NO RIO

Por Alexandre Corrêa (textos) e Alexandre Lops (fotos)
Enviados especiais/Rio de Janeiro

O Internacional perdeu para o Flamengo por 2 a 1, no Maracanã, na tarde deste sábado (24/05), em jogo válido pela 3ª rodada do Brasileirão. Co o resultado, o time colorado parece na 13ª colocação com três pontos. Agora o Inter terá uma semana de treinamentos pela frente visanto o confronto contra o Sport no próximo final de semana no Beira-Rio.

O desafio colorado era grande. Do tamanho do Maracanã. Enfrentar o Flamengo, atual campeão carioca, sem três titulares do meio-campo: Edinho, Guiñazu e Magrão. Com isso, o técnico Abel Braga escalou Danny Morais, Ji-Paraná e Ramon nos seus lugares. O time então ficou assim: Renan; Índio, Sidnei e Marcão; Jonas, Danny Morais, Ji-Paraná, Alex e Ramon; Nilmar e Fernandão. Chance para garotos como Ji-Paraná e Ramon, este último retornando depois de curar a hepatite.


Nilmar bate pra marcar seu gol, após belo passe de Alex

Já o Flamengo que retornava ao maior estádio do Brasil depois de ser eliminado ali mesmo da Libertadores da América foi escalado com Bruno; Léo Moura, Fábio Luciano, Ronaldo Angelim e Juan; Jailton, Cristian, Toró e Marcinho; Souza e Diego Tardelli.

O Inter defendia um tabu: há cinco anos ou 10 partidas não perdia para o time carioca. Era a maior seqüência de um time da Série A contra o Flamengo. A torcida colorada compareceu e lotou o espaço reservado nas cadeiras próximas ao gramado, onde antigamente havia a famosa geral.

Antes da partida, uma banda composta de dezenas de músicos e bailarinos animou as torcidas. Trajados como se fossem soldados romanos, os músicos tocaram músicas e fizeram coreografias.

O Maracanã não iria lotar. Sabia-se disso bem antes do começo. A torcida do Flamengo ainda estava desanimada com a eliminação da Libertadores. Mas o confronto prometia: campeão carioca contra campeão gaúcho. Juntos dois dos maiores vencedores do futebol brasileiro que somados ganharam oito títulos brasileiros, três Copas do Brasil, duas Libertadores da América, uma Recopa, uma Copa Intercontinental e um Mundial Fifa.


Nilmar (E), Fernandão (C) e Ji-Paraná (D) comemoram o gol junto à numerosa torcida colorada no Maracanã

Inter em campo: o time colorado entrou com o uniforme número 2 com camisas brancas, calções vermelhos e meias brancas. ?O Maracanã é algo de diferente. É fundamental fazer com que o Flamengo erre, principalmente nos primeiros minutos?, afirmou o técnico Abel Braga, na entrada de campo.

O Inter contava com um apoio especial. O atacante Alexandre Pato, ex-jogador do Inter, foi ao Maracanã torcer pelo time colorado. Na noite anterior foi a vez de Fabiano Eller, campeão da Libertadores em 2006 pelo Inter visitar seus ex-companheiros no hotel onde estavam concentrados.

Começa a partida: o Flamengo deu a saída de bola. O time carioca avançou cedo. A 1min5seg, Souza entrou na área pela esquerda e chutou forte por cima. O Flamengo tentava pressionar, tocando a bola com velocidade e movimentação. O time colorado marcava forte e buscava sair no contra-ataque.

Aos 7min20seg, Ramon fez boa jogada pela esquerda, entrou na área, passou pelo marcador e cruzou rasteiro para Fernandão, mas zaga conseguiu salvar. Aos 8min40seg, Nilmar recebeu na área, de costas para o gol e chutou de bicicleta quase marcando um golaço.

Aos 11min, Nilmar recebeu na área, foi à linha de fundo e cruzou para Fernandão, mas novamente a zaga conseguiu afastar. Aos 14min30seg, Nilmar recebeu na área, recuou para Alex chutar e a bola sobrar para Ramon concluir para fora. O Inter já era melhor na partida.

Aos 17min, Alex passou até Danny Morais da intermediária concluir por cima. O zagueiro Sidnei se destacava atuando como líbero, marcando bem e avançando com qualidade para o ataque. Outro que aparecia bem no ataque era o ala esquerdo Ramon. Atuando com personalidade, causava problemas para o sistema defensivo carioca.

O Inter seguia melhor.Aos 20min50seg, o ala Jonas recebeu na direita e cruzou para Fernandão cabecear bem e Bruno fazer grande defesa. Aos 22min30seg, Leonardo Moura avançou até a meia-lua e concluiu rasteiro para defesa salvadora de Renan para escanteio.


Inter, de Ramon (de branco), lutou bastante em busca do resultado positivo

O jogo era jogado em alta velocidade, mas sem deslealdade. Eram 25 minutos e nenhum cartão amarelo havia sido aplicado. Aos 25min, Alex passou pelo marcador, avançou até a entrada da área e concluiu por cima. Boa jogada do artilheiro colorado na temporada.

O primeiro cartão amarelo só saiu aos 28min para o lateral Juan, por reclamação. Na seqüência, o zagueiro Fábio Luciano reclamou também e também foi advertido com cartão. Aos 29min, Diego Tardelli fez boa jogada pela direita e cruzou para Souza concluir e Índio salvar. O Inter marcava bem e impedia a pressão carioca, deixando a torcida local irritada.

Aos 32min, Juan cruzou para Souza e Renan salvou nos pés do atacante. Aos 33min, a resposta fulminante do Inter. Nilmar recebeu grande passe de Alex, avançou até a área e chutou na saída do goleiro Bruno. Gol do Inter!!!! Foi o primeiro gol de Nilmar no Brasileirão e o terceiro na temporada. Na comemoração do gol, Nilmar correu até a torcida colorada, que fez grande festa para o atacante.

A vantagem não mudou nada na partida. O Inter continuou tocando bem e atacando, enquanto o Flamengo, recuado, apostava nos contra-ataques. Aos 39min30seg, Alex tocou para Fernandão que achou Nilmar, livre na área. O atacante concluiu para grande defesa de Bruno, mas o juiz anulou o lance por impedimento.


Nilmar (de branco) agora buscará a vitória contra o Sport no próximo sábado no Beira-Rio

Aos 41min, depois de cobrança de escanteio, Diego Tardelli acertou uma bicicleta e fez o gol, mas o lance foi anulado por impedimento. A torcida flamenguista, contrariada com o domínio colorado, começou a vaiar o próprio time. Aos 46min30seg, Juan cobrou falta para a área e Renan tirou com um tapa na bola. Foi o último lance do primeiro tempo que terminou com vitória colorada por 1 a 0.

?Conversamos para nos aproximarmos um do outro. O gol saiu na hora certa. Não adianta forçar?, afirmou Nilmar, o autor do gol colorado.

A vitória parcial colorada foi absolutamente justa. O Inter jogou melhor, criou mais e fez o gol em lindo passe de Alex para Nilmar, que deslocou do goleiro com categoria e precisão.

O Flamengo retornou do gramado com uma substituição. Entrou Jônatas e saiu Jaílton. Já o Inter retornou com a mesma formação.

?Não podemos jogar fora de casa e proporcionar o contra-ataque. Temos que matar o jogo e rodar a bola de um lado para o outro?, avaliou o técnico Abel Braga.

Começa a etapa final. O Inter busca a primeira vitória fora de casa no Brasileirão. O Flamengo retornou tentando pressionar e erguer bolas para a área em lances de cobranças de falta. Na terceira tentativa de bola parada, o Flamengo chegou ao empate. Aos 5min, a bola foi erguida para a área, Fábio Luciano cabeceou para defesa parcial de Renan. No rebote, Marcinho completou: 1 a 1.

Com o gol, o Flamengo ganhou moral e passou a pressionar mais, deixando o Inter acuado. A torcida que antes vaiava passou a incentivar o time da casa. O Maracanã tremia. Aos 8min40seg, Fernandão deu grande passe para Nilmar na área chutar e Bruno fazer defesa sensacional, mas o lance já era anulado por impedimento.

Aos 10min, o time carioca chegou à virada. Diego Tardelli entrou livre na área, driblou Renan e a bola sobrou para Souza marcar o segundo gol. Na tentativa de reação, o técnico Abel Braga chamou Andrezinho. O meia entrou no lugar de Ji-Paraná aos 14min. O Flamengo fez a segunda troca aos 15min: saiu Marcinho para a entrada de Renato Augusto.

Aos 21min, a última mudança do Flamengo: saiu Souza e entrou Obina. O jogo caiu bastante de ritmo depois dos dois gols do Flamengo. O Inter tentava reagir, mas tinha dificuldades de superar a marcação carioca. Aos 25min30seg, o Inter chegou forte e quase empatou. Nilmar recebeu passe na área, driblou o goleiro e chutou para o gol, mas o lateral Léo Moura se atirou de carrinho e salvou em cima da linha.

Aos 28min, Marcão partiu do campo colorado em velocidade pelo meio, foi até a entrada da área e concluiu rasteiro ao lado do gol com perigo. Aos 28min30seg, saiu o zagueiro Marcão no Inter e entrou Gil. Aos 32min30seg, entrou Adriano e saiu o volante Danny Morais. O Inter era puro ataque em busca do gol. Estavam em campo Adriano, Gil, Andrezinho, Alex, Fernandão e Nilmar.

Aos 36min, Adriano fez boa jogada pela direita e cruzou para Gil matar a bola na área e chutar para boa defesa de Bruno. O Inter era todo pressão, deixando o Flamengo encolhido no seu campo. Aos 39min45seg, Alex cobrou falta da intermediária para boa defesa de Bruno. O time colorado ainda tentou pressionar, mas o Flamengo se defendeu bem e garantiu a vitória por 2 a 1.

?Eles voltaram bem no segundo tempo e aproveitaram as chances que tiveram?, avaliou o capitão Fernandão.

?Deixamos que eles tomassem conta do jogo. Não deu. Agora tem o próximo final de semana pra buscamos a vitória?, projetou Nilmar.

?Sabemos que o grupo forte. Temos que trabalhar. Temos o jogo em casa para buscar o resultado?, afirmou o zagueiro Índio.

"Certamente o Inter irá vencer (fora de casa), vamos melhorar muito ainda", avisou o técnico Abel Braga.

"Ganhamos a primeira (na primeira rodada do Brasileirão), depois tivemos duas infelicidades, agora vamos novamente em busca dos três pontos em casa", disse o vice-presidente de futebol, Giovanni Luigi.

Flamengo (2): Bruno; Léo Moura, Fábio Luciano, Ronaldo Angelim e Juan; Jailton (Jônatas), Cristian, Toró e Marcinho (Renato Augusto); Souza (Obina) e Diego Tardelli.
Técnico: Caio Júnior.

Internacional (1): Renan; Índio, Sidnei e Marcão (Gil, 28min30seg2ºt); Jonas, Danny Morais (Adriano, 32min30seg2ºt), Ji-Paraná (Andrezinho, 14min2ºt), Alex e Ramon; Nilmar e Fernandão.
Técnico: Abel Braga.

Gols: Nilmar (I), aos 33min do primeiro tempo, Marcinho (F), aos 5min do segundo tempo, Souza (F), aos 10min do segundo tempo. Cartões amarelos: Juan, Fábio Luciano, Jônatas (F), Marcão, Jonas (I). Renda: R$ 426.566,00. Público: 27.031. Arbitragem: Evandro Roman (PR), auxiliado por Roberto Braatz e José Amilton Pontarolo (PR). Local: Maracanã, no Rio de Janeiro.


Outras notícias
Loja Virtual