11/05/2008

VITÓRIA DA FORÇA DO GRUPO COLORADO

A vitória sobre o Vasco mostrou mais uma vez a força do grupo colorado. Às vésperas de decidir contra o Sport-PE a vaga à semifinal da Copa do Brasil, o técnico Abel Braga teve que abrir mão de utilizar o time que vinha atuando. O Inter não poderia correr o risco de perder mais jogadores por lesão, pois precisará de sua força máxima na Ilha do Retiro, no Recife. Mas como o próprio Abel declarou, no Inter não existem reservas ou titulares. Todos estão prontos para jogar.


Renan retornou em grande estilo

O Inter estreou no Brasileirão 2008 com um time misto repleto de destaques. A começar por Renan, que voltou a defender o time depois de mais de um mês e meio de afastamento em virtude da hepatite. O longo tempo sem atuar parece não ter prejudicado o goleiro, que mostrou muito reflexo durante a partida. Aos 43min30seg da etapa final, Renan fez uma grande defesa após a finalização de Leandro Amaral e garantiu a vitória colorada.

Na zaga, Sorondo também regressava à equipe após seis meses longe dos gramados por lesão. O uruguaio atuou os 90 minutos e esteve sempre bem posicionado, além de mostrar sua tradicional garra, com carrinhos, cabeçadas e chutões certeiros. No ataque, Iarley, autor de sete gols na temporada, ganhou nova chance ao lado de Adriano. No meio-campo, Andrezinho ficou com a missão de criar as jogadas ofensivas da equipe colorada.


Uruguaio Sorondo voltou a atuar após longo afastamento

Dos 11 jogadores que iniciaram a partida, cinco eram oriundos das categorias de base do clube: Sidnei, Titi, Pessanha, Derley e Renan. Todos mostraram muito empenho. Derley marcou forte no meio-campo e anulou o armador Morais. Pessanha e Titi executaram com competência suas funções designadas por Abel e deram segurança ao setor defensivo.

E foi justamente um 'prata da casa' que marcou o gol que quebrou um tabu que já durava dez anos: desde 1998 que o Inter não vencia em estréias no Brasileirão. Depois de uma cobrança perfeita de escanteio por Andrezinho, o zagueiro Sidnei desviou com perfeição para fazer 1 a 0 a 1min45seg de jogo. Foi o seu primeiro gol pela equipe profissional. Além da participação decisiva na frente, Sidnei também mostrou muita eficiência na defesa, e não deu espaço aos perigosos atacantes Leandro Amaral e Alan Kardec.


Sidnei (E) teve atuação destacada contra o Vasco

Ao final do jogo, Sidnei dedicou a vitória aos seus pais e ao ex-jogador do Inter Alexandre Pato, atualmente no Milan. "Meus pais sempre foram muito importantes na minha vida. O Pato foi um grande companheiro, por isso dedico para ele, que está lá na Itália, o gol que marquei. Ele viu o jogo pela televisão", revelou o jogador de 18 anos.

Aos 28min do segundo tempo, a torcida colorada pôde ver mais um talento das categorias de base em ação. O atacante Walter, destaque na Copa São Paulo de Juniores no início do ano, fez sua estréia no time principal. Logo no seu primeiro minuto em campo, o jogador natural do Recife fez grande jogada e tocou para Adriano, que quase ampliou o placar.


Atacante Walter fez sua estréia na equipe profissional

Ao final do jogo, Abel elogiou a atuação da equipe: "Foi uma vitória que me deu muito prazer. É muito satisfatório ver um rendimento tão bom dos jogadores que não vêm atuando. Até um tabu a garotada conseguiu quebrar. Foi uma vitória muito importante", declarou Abel, que comandou o Inter pela 106ª vez em Brasileirões, marca igualada somente por Muricy Ramalho.

Fotos: Alexandre Lops


Outras notícias
Loja Virtual