11/05/2008

INTER VENCE VASCO NA ESTRÉIA NO BRASILEIRÃO

O Internacional venceu o Vasco da Gama por 1 a 0 na tarde deste domingo no Beira-Rio, no jogo de estréia no Brasileirão 2008. Sidnei marcou o gol a 1min45seg do primeiro tempo. O time colorado quebrou uma série de dez anos sem vencer na estréia no campeonato nacional. Agora, o Inter volta a sua atenção para a partida decisiva contra o Sport, na próxima quarta-feira (14/5), no Recife, pelas quartas-de-final da Copa do Brasil.


Titi (E) comemora com Sidnei (D), autor do gol da vitória de 1 a 0 contra o Vasco da Gama

Uma semana depois de conquistar o Gauchão, o Inter iniciou a caminhada na busca por mais um título. O time colorado enfrenta o Vasco da Gama, na primeira das 38 rodadas deste que é um dos maiores campeonatos do futebol nacional.

Serão 20 times se enfrentando entre si, em turno e returno, até dezembro. A equipe que somar mais pontos na tabela de classificação final será declarada campeã, e os quatro melhores classificados terão presença assegurada na Taça Libertadores da América de 2009.

De cara, o Inter tem um desafio pela frente: quebrar um tabu em estréias no Brasileirão. Desde 1998 que a equipe colorada não vence. A última vitória na largada da competição foi contra o Grêmio, 1 a 0, no Beira-Rio.

Como terá um jogo decisivo contra o Sport - na próxima quarta-feira (14/5), no Recife - quando decidirá a classificação à semifinal da Copa do Brasil, o Inter decidiu preservar alguns jogadores. O time colorado já não poderá contar com Índio e Marcão, suspensos, e Magrão, lesionado, no confronto na Ilha do Retiro, e por isso não quer correr o risco de perder mais nenhum atleta por motivo de lesão.

Dessa maneira, o técnico Abel Braga definiu o time com a seguinte escalação: Renan; Pessanha, Sidnei e Sorondo; Jonas, Derley, Ji-Paraná, Andrezinho e Titi; Adriano e Iarley.


Iarley foi o companheiro de Adriano no ataque

Destaque para os retornos de Renan e Sorondo. O goleiro volta a atuar depois de mais de um mês e meio de afastamento em virtude do vírus da hepatite. O zagueiro uruguaio também retorna à equipe depois de uma longa parada de seis meses. Sorondo recuperava-se de uma lesão no joelho sofrida justamente em um jogo contra o Vasco, no returno do Brasileirão do ano passado.

A partida deste domingo também servirá para dar ritmo ao zagueiro Titi, que já foi anunciado por Abel como o substituto de Marcão no jogo contra o Sport. O Vasco vai a campo com Tiago; Eduardo Luís, Jorge Luís e Rodrigo Antônio; Wagner Diniz, Jonilson, Leandro Bomfim, Morais e Madson; Leandro Amaral e Alan Kardec.

O dia em Porto Alegre estava ensolarado e muitos torcedores vieram ao estádio com suas mães para presenteá-las nesta data especial. No centro do gramado o Inter homenageou dez mulheres coloradas em razão do Dias das Mães. Todas receberam camisas oficiais do clube e os aplausos da torcida.

No gramado principal do Gigante o presidente Vitorio Piffero fez uma entrega simbólica de donativos para Tarsila Crusius, presidente do Comitê de Solidariedade do Governo do Estado. A doação é referente ao alimentos e agasalhos que os colorados trouxeram ao Beira-Rio nesta partida e serão dadas aos flagelados pelas fortes chuvas no Estado.

Logo após, também dentro de campo, o sócio 70 mil, Roberto Borba, recebeu de Vitorio Piffero a camisa com o mesmo número às costas. É o crescimento do quadro social colorado sendo apresentado aos torcedores. Neste sábado, o Inter atingiu a marca de 75.650 sócios em busca dos 100 mil no ano do Centenário do clube em 2009.

Com os pequenos coloradinhos do projeto Criança Colorada aguardando no círculo central do gramado, o time do Inter entrou em campo acompanhado de mais crianças, do hino oficial nos alto-falantes e da saudação da torcida vinda das arquibancadas. Depois foi a vez dos torcedores cantarem nome por nome os jogadores em aquecimento para o jogo. O Vasco também estava postado para a partida esperando o apito inicial do árbitro paulista Sálvio Spinola.

Com o 'Vamo, vamo Inter' cantado em coro pela maior e melhor torcida do Rio Grande, o árbitro autorizou o início da partida. A 1min45seg, Andrezinho cobrou escanteio da esquerda com perfeição e Sidnei saltou mais que os zagueiros para cabecear no canto do gol adversário. Inter: 1 a 0. Começo arrasador colorado, que marcava muito bem e seguia atacando os vascaínos.


Sidnei está cabeceando para abrir o placar

Aos 8min40seg, o Inter tramou boa jogada pela direita, Iarley cruzou e Andrezinho cabeceou. A bola passou próxima à trave de Tiago. Um minuto depois Leandro Bonfim levou o cartão amarelo por falta em Iarley, o capitão colorado da tarde no Beira-Rio.

O Inter começou jogando contra o Vasco com muitas novidades, entre elas o volante Derley e o zagueiro Pessanha, recém-promovidos das categorias de base do clube. Os titulares estavam sendo poupados para o jogo contra o Sport, válido pela Copa do Brasil, na próxima quarta-feira, em Recife. A equipe em campo mostrava a força e a qualidade do grupo do técnico Abel Braga.


Pessanha, do time júnior, ganhou uma chance na zaga

O jogo era intenso com o time do Inter marcava sob pressão, tentando se antecipar ao domínio de bola do adversário. Os jogadores procuravam não dar espaços para o Vasco armar seus lances. Enquanto isso, aos 20min, a torcida continuava entrando no estádio formando um público de cerca de 25 mil colorados.

Aos 22min05seg, Ji-Paraná recebeu bom passe dentro da grande área, mas o goleiro interceptou. Logo após, o próprio Ji-Paraná levou cartão amarelo por jogada perigosa.


Ji-Paraná em ação contra o Vasco

Aos 29min30seg, em contra-ataque, Andrezinho lançou Iarley em condições legais, mas o assistente do lado direito marcou impedimento. A velocidade e a acirrada marcação dos colorados continuavam surpreendendo o Vasco, que não conseguia passar pela defesa do Inter.

O jogo ficou mais equilibrado e concentrado na zona central do gramado, e os dois times tentavam armar jogadas de ataque, porém, paravam na marcação adversária. Aos 36min45seg, o colorado Pessanha recebeu cartão amarelo por falta. Dois minutos depois foi a vez do vascaíno Morais levar o amarelo por violenta falta em Titi.

O Inter voltou a pressionar o Vasco. Aos 42min30seg, Iarley bateu pro gol, mas a bola raspou no defensor e ganhou escanteio. O time insistiu com mais dois escanteios consecutivos e os zagueiros do time carioca afastaram o perigo que rondava o gol de Tiago.


Andrezinho cobrou o escanteio que originou o gol da vitória

Aos 46min40seg, o Vasco tentou avançar pela direita e Titi interveio. Na jogada, o colorado levou amarelo. Foi o último lance do primeiro tempo.

O time do técnico Abel Braga voltou para o segundo tempo com uma alteração: saiu Andrezinho e entrou Ricardo Lopes. O lateral-direito fez sua estréia com a camisa colorada, porém atuando na função de meio-campista. Já no Vasco saiu Madson e entrou Pablo.

Aos 7min15seg, Adriano ganhou bom passe de Iarley e invadiu a área em velocidade, mas o goleiro se antecipou. Logo após, o Vasco subiu para o ataque e na pequena área Pessanha mandou pra longe de Renan o perigo vascaíno.

Aos 12min15seg, Ji-Paraná subia ao ataque pela intermediária e Jorge Luís parou com falta. O jogador levou cartão amarelo. Passado um minuto, Iarley avançou em velocidade pela esquerda e cavou escanteio. Após a cobrança, o Inter ganhou novo escanteio.


Inter tenta superar o goleiro vascaíno

No Vasco mais uma mudança. Saiu Morais, foi a campo Alex Teixeira. No Inter, deixou o jogo o zagueiro Pessanha, lesionado, para a entrada de Marcão. Com a alteração, a zaga colorada ficou com Sorondo como líbero, Sidnei na direita e Marcão completando o setor pela esquerda.

O ritmo da partida diminuiu um pouco no segundo tempo, com o Inter sustentando o placar com eficácia. Jonas e Ricardo Lopes se revezavam nas ações pela ala-direita e pelo meio-campo. Pela esquerda, Marcão, Titi e Ji-Paraná faziam as investidas ao ataque. No meio, Derley marcava com competência, primeiro o vascaíno Morais e depois Alex Teixeira.

Aos 25min, Adriano desceu pela esquerda, invadiu a área e chutou cruzado. O defensor adversário esticou a perna e conseguiu afastar o perigo. Aos 29min25seg, Abel promoveu a estréia do garoto Walter, saiu o ídolo Iarley. No primeiro toque na bola, passou para Adriano, que apareceu na frente do goleiro e quase marcou seu gol, sendo parado por grande defesa de Tiago. Após isso, Derley levou cartão amarelo por falta.


Adriano quase ampliou o placar após boa jogada de Walter (ao fundo)

Aos 33min10seg, o Vasco atacou com força, parando em boa defesa de Renan. A terceira substituição do técnico Antonio Lopes no Vasco: saiu o zagueiro Eduardo Luís e veio para o jogo o chileno Villanueva.

A partir de então, a equipe carioca pressionou o Inter em busca do empate. A defesa colorada bem posicionada e atenta bloqueava o sucesso do Vasco. Pelo lado colorado, Adriano e Walter respondiam em velozes contra-ataques.

Aos 42min30seg, depois de cobrança de escanteio, Renan defendeu espetacularmente uma bola cabeceada por Leandro Amaral. O árbitro Sálvio Spinola sinalizou quatro minutos de acréscimo. O Vasco seguia atacando e a torcida colorada cantava cada vez mais forte apoiando o time dentro de campo rumo à vitória na estréia do Brasileirão.

Não havia tempo para as tentativas do Vasco e o Inter conquistou uma grande vitória ao apito final do árbitro. Fim de jogo: 1 a 0 para o Inter! O time quebrou uma série de dez anos sem vitórias em estréias no campeonato brasileiro. As mulheres coloradas ganharam seu presente de Dia das Mães.

Agora o Inter volta suas atenções para a partida decisiva da Copa do Brasil. Na próximo quarta-feira, o time enfrenta o Sport, em Recife. O técnico Abel Braga terá seus jogadores titulares de volta na missão de se classificar para as semifinais da competição. Pela segunda rodada do Brasileirão, o Inter desafia o Palmeiras na capital paulista, no próximo domingo (18/5).

"Estou emocionado. Sem ritmo de jogo, voltando de problema de saúde, consegui ajudar nesta boa vitória", comemorou Renan.

"Conseguimos marcar bem o adversário, conforme pediu o professor (Abel Braga). Agora vamos pensar no próximo jogo", disse Derley.

"Os jogadores estão de parabéns, os garotos fizeram grande partida. Uma garotada que muita gente não conhecia mostrou qualidade e conquistou uma  bela vitória", avaliou Abel Braga.

"Foi uma vitória que mostrou a qualidade do nosso grupo. Junto a esta torcida, o Inter torna-se um adversário muito difícil de ser batido", ressaltou o vice-presidente de futebol, Giovanni Luigi.

Internacional (1): Renan; Pessanha (Marcão, aos 17min/2º), Sidnei e Sorondo; Jonas, Derley, Ji-Paraná, Andrezinho (Ricardo Lopes, intervalo) e Titi; Adriano e Iarley (Walter, 28min/2º).

Vasco da Gama (0): Tiago; Eduardo Luís (Villanueva), Jorge Luis e Rodrigo Antônio; Wagner Diniz, Jonilson, Leandro Bomfim, Morais (Alex Teixeira) e Madson (Pablo); Leandro Amaral e Alan Kardec.

Gol: Sidnei (I), a 1min45seg do primeiro tempo. Cartões amarelos: Jonilson, Morais, Jorge Luís (V), Ji-Paraná, Pessanha, Titi, Derley, Adriano (I). Público: 25.744. Renda: R$ 303.302,00.

Arbitragem: Sálvio Spínola Fagundes Filho, auxiliado por Nilson de Souza Monção e Evandro Luís Silveira (trio de SP). Local: Beira-Rio.

>> Vitória da força do grupo colorado

Fotos: Alexandre Lops


Outras notícias
Loja Virtual