30/03/2008

GAUCHÃO: INTER GOLEIA A ULBRA E LARGA COM VANTAGEM

Por Alexandre Corrêa
Enviado especial/Canoas
Fotos: Marcelo Campos/VIPCOMM

O Internacional goleou a Ulbra por 4 a 1 na tarde deste domingo, em Canoas, no primeiro jogo do Grupo 4 das quartas-de-final do Gauchão. Alex (2), Guiñazu e Índio marcaram os gols do time colorado. Edílson descontou. Agora, o Inter pode até perder por dois gols de diferença na partida de volta, dia 5 de abril, no Beira-Rio, que garante a vaga na semifinal.


Alex (E) e Guiñazu marcaram contra a Ulbra (Marcelo Campos/VIPCOMM)

O Inter chegou ao Estádio da Ulbra por volta das 14h45min, em Canoas. Durante o trajeto do hotel onde o time passou a noite até a universidade, pode-se ver a mobilização da torcida colorada. Dezenas de torcedores se dirigiam até o local da partida. Nos arredores do campus, os ambulantes só vendiam artigos e indumentárias do Inter.

A expectativa então era que haveria mais torcedores do Inter do que da própria Ulbra. Já no estádio, a expectativa se confirmou: uma hora antes do jogo, os colorados eram mais do que o dobro em relação aos torcedores do time da casa.

A partida era decisiva e válida pelas quartas-de-final. No sistema de mata-mata, o time colorado buscava a vitória em Canoas para poder atuar pelo empate no jogo de volta, no próximo sábado, no Beira-Rio. O vencedor da série entre Inter e Ulbra enfrentará o ganhador da chave entre Caxias e São José, pelas semifinais.

Sem poder contar com o goleiro Renan e o volante Edinho, devido a uma virose, o técnico Abel Braga teve que fazer modificações na equipe.

O local da partida remetia a boas lembranças ao Inter. Aqui, o Inter conquistou o tricampeonato gaúcho em 2004 ao bater a Ulbra por 2 a 1, de virada, mesmo com um jogador a menos. Edinho e Nilmar marcaram os gols do título.


Clemer atuou no lugar de Renan em Canoas

No lugar de Renan e Edinho, o técnico Abel Braga escalou Clemer e Jonas. Com isso, o time colorado foi a campo com Clemer; Índio, Orozco e Marcão; Bustos, Jonas, Magrão, Alex e Guiñazu; Fernandão e Iarley. Como novidade no banco de reservas, o goleiro Agenor, que veio dos juniores e foi vice-campeão do Campeonato Brasileiro Sub-20. Os demais jogadores que ficaram como opção para o técnico Abel Braga eram Sidnei, Titi, Roger, Andrezinho, Adriano e Gil.

Já a Ulbra foi escalada com Rafael; Jonathan, Carlinhos, Caçapa e Júnior; Neilor, Eder Lazzari, Cadu e Everton Severo; Alexandre e Jaques.

Inter em campo!!! Às 15h55min, o time colorado foi ao gramado saudado por um bom número de torcedores que lotou o seu espaço atrás de uma das goleiras. O time colorado irá atuar com o unifome de numero 2: camisas brancas, calções e meias vermelhos.

O jogo começou sob um forte calor e muito sol. Logo aos 2min30seg, o zagueiro Caçapa entrou forte em Fernandão e recebeu o cartão amarelo.

O Inter buscava a iniciativa da partida, enquanto a Ulbra tentava o contra-ataque. Aos 7min, Iarley fez boa jogada pela esquerda e cruzou para a zaga salvar. No rebote, Bustos ergueu para a pequena área, mas o goleiro Rafael saiu bem do gol.


Magrão (D) luta pela bola no primeiro confronto das quartas-de-final

Aos 10min, Magrão pegou rebote de fora da área e chutou forte, a bola desviou na defesa e Rafael se atirou evitando o escanteio. Aos 15min30seg, a Ulbra tentou de longe com chute de Caçapa que foi parar na arquibancada.

O jogo era equilibrado e com poucas chances de gol. As principais iniciativas partiam de jogadas de bola parada como cobranças de falta e escanteios. O Inter avançava pela direita com Bustos e pela esquerda com Iarley em busca de cruzamentos para Fernandão na área.

Aos 27min35seg, Alex cobrou falta, a bola quicou e bateu no peito do goleiro Rafael. No rebote, a zaga salvou para escanteio. Depois da cobrança, Alex deu grande passe para Bustos, que entrou na área, pela esquerda, e tocou na saída do goleiro para fora. A primeira grande chance de gol do jogo!!

Aos 30min, o Inter abriu o placar. Fernandão deu passe sensacional para Guiñazu, que entrou na área em velocidade e chutou na saída de Rafael no cantinho. Foi o segundo gol do argentino com a camisa colorada, o primeiro no Gauchão.


Guiñazu (E) comemora com Fernandão seu segundo gol pelo Inter

Iarley, atuando quase como um ponta-esquerda, levava perigo ao time da casa, que tinha dificuldades em segurar o atacante colorado.

Aos 40min40seg, Bustos fez boa jogada em velocidade pela direita e cruzou para a zaga afastar de cabeça. Aos 41min30seg, Fernandão deu outro grande passe para Alex entrar livre na área, mas o juiz anulou o lance por impedimento.

Aos 44min20seg, o Inter chegou forte de novo e quase ampliou. Iarley recebeu bom passe na área de Alex que chutou de pé esquerdo ao lado do gol com perigo. Foi o último lance importante do primeiro tempo.

?Foi um belo passe de Fernandão?, elogiou Guiñazu, na saída de campo, comentando sobre o seu gol.

?Temos que ter atenção porque a Ulbra não é uma equipe boba?, alertou Fernandão.

?Estamos marcando bem e procurando achar espaços com as infiltrações?, disse Alex.

Os dois times voltaram sem modificações do vestiário.


Alex (E) comemora com Índio: Inter construiu vantagem em Canoas

O Inter voltou com tudo na etapa final. Aos 40 segundos, Magrão fez boa jogada pela esquerda, passou por Caçapa e foi derrubado pelo zagueiro: pênalti. Na cobrança, a 1min40seg, Alex marcou o 2 a 0. Foi o oitavo gol de Alex, artilheiro colorado no Gauchão. Foi também o 11º na temporada. O meia é o goleador do ano do Inter até o momento.

Aos 9min20seg, o Inter chegou ao terceiro gol. Índio recebeu grande passe de Alex, invadiu a área e chutou para marcar 3 a 0 para o Inter.

A Ulbra então fez modificações: Gustavo entrou no lugar de Caçapa, enquanto Vanderson ocupou a vaga de Cadu. No Inter, Fernandão saiu para a entrada de Adriano, aos 12min.


Adriano entrou no segundo tempo e apresentou muita movimentação

O Inter respondeu com arremate de Iarley, fora da área, por cima. Aos 16min, Alexandre arriscou de fora da área para defesa de Clemer. Foi também o último lance de Alexandre na partida. Aos 18min, foi substituído por Edílson.


Colombiano Bustos atuou na lateral-direita

Depois da vantagem de 3 a 0, o ritmo do jogo caiu um pouco. O Inter passou a administrar mais o resultado e buscar gols nos espaços cedidos pela Ulbra, que tentava ao menos descontar.

Aos 24mim, Andrezinho entrou no lugar de Iarley no Inter. Quatro minutos depois, a última mexida do Inter: saiu Bustos e entrou Roger. Com isso, Jonas foi para a lateral-direita.

Aos 29min20seg, a Ulbra descontou. Edilson foi lançado, entrou na área livre, driblou Clemer e chutou: 3 a 1.

Aos 33min40seg, o time colorado chegou ao quarto gol. Alex cobrou falta da intermediária com categoria. O goleiro Rafael tentou defender, tocou na bola, mas a bola entrou: 4 a 1. Novo gol de Alex no Gauchão, vice-artilheiro do Gauchão, com nove gols.

Aos 36min, quase novo gol colorado. Magrão deu toque de calcanhar para Roger, que entrou na área, driblou o zagueiro e chutou de pé esquerdo para defesa de Rafael.

Aos 37min40seg, a bola foi cruzada rasteira para a área, Júnior chutou e a bola bateu na mão de Jonas. O juiz marcou o pênalti. Na cobrança, Júnior chutou pra fora e desperdiçou a chance. Aos 40min25seg, Alex foi avançando pelo meio, em diagonal, e concluiu para fora, com perigo.

Aos 43min, Alex ergueu na área para Índio cabecear, Rafael defender. No rebote, Roger concluiu forte para nova defesa do goleiro da Ulbra.

Nos últimos minutos, o Inter pressionou em busca de mais gols, mas o goleiro Rafael conseguiu salvar a equipe de Canoas. Aos 46min20seg, Adriano recebeu lançamento de Magrão, entrou na área e concluiu para fora.

Foi o último lance da partida. Final de jogo: Inter 4 a 1. Com o resultado, o time colorado pode perder por até dois gols de diferença no jogo de volta, sábado, no Beira-Rio, para avançar às semifinais.

?A vaga está bem encaminhada, mas não garantida. Temos que acertar algumas coisas para o jogo de volta?, afirmou Magrão.

"O grupo está muito firme e vamos em busca da classificação em casa", projetou Guiñazu.

"O placar nos dá uma tranqüilidade a mais para o jogo de volta", disse Índio.

"É uma vantagem extremamente positiva, pelo número de gols marcados fora de casa. Trabalhamos bem durante a semana e o pessoal respondeu com muita vibração dentro de campo", elogiou o técnico Abel Braga.

"Tivemos uma boa atuação. Abrimos uma excelente vantagem, mas ainda não tem nada definido. Agora, com o Beira-Rio lotado, vamos confirmar nossa classificação", afirmou o presidente Vitorio Piffero.

Ulbra (1): Rafael; Jonathan, Carlinhos, Caçapa (Gustavo) e Júnior; Neilor, Eder Lazzari, Cadu (Vanderson) e Everton Severo; Alexandre (Edílson) e Jaques. Técnico: Beto Almeida.

Internacional (4): Clemer; Índio, Orozco e Marcão; Bustos (Roger, 28min2ºt), Jonas, Magrão, Alex e Guiñazu; Fernandão (Adriano, 12min2ºt) e Iarley (Andrezinho, 24min2ºt). Técnico: Abel Braga.

Gols: Guiñazu (I), aos 30min do primeiro tempo, Alex (I), aos 1min40seg do segundo tempo, Índio (I) aos 9min20seg do segundo tempo, Edílson (U), aos 29min20seg do segundo tempo, Alex (I), aos 33min40seg do segundo tempo. Cartões amarelos: Caçapa, Everton Severo, Jaques, Éder Lazari, Carlinhos (U), Jonas, Fernandão (I). Arbitragem: Márcio Chagas da Silva, auxiliado por Marcelo Bertanha Barison e Marcelo Oliveira e Silva. Local: Estádio do Complexo Esportivo, em Canoas (RS).


Outras notícias
Loja Virtual