08/03/2008

MULTIDÃO ASSISTE INTER ASSUMIR A LIDERANÇA DO GAUCHÃO

Com um Beira-Rio lotado, o Internacional venceu o Brasil-Pel por 2 a 0 na noite deste sábado e assumiu a liderança do Grupo 2 do Gauchão com 23 pontos. Os gols foram marcados por Magrão e Gil. Agora, o Inter já projeta o clássico contra o Juventude, na próxima quarta-feira (12/3), no Estádio Centenário, em Caxias do Sul.


Magrão (C) abriu o placar no Beira-Rio: Inter venceu a terceira consecutiva no Gauchão

O cenário para a partida foi perfeito. Dia lindo e estádio cheio. A massa colorada veio em peso e tomou conta do Beira-Rio. Como destaque, a presença de milhares de mulheres que entraram gratuitamente em promoção da direção colorada que homenageou assim o Dia Internacional das Mulheres. O time colorado buscava a vitória para alcançar a liderança isolada do Grupo 2 do Gauchão.

Para isso, o técnico Abel Braga contou com a volta do capitão Fernandão, que não atuou na última partida por problemas intestinais. O restante da equipe foi o mesmo que goleou o Guarany, de Bagé, por 6 a 0. Com isso, o Inter foi a campo com Renan; Índio, Orozco e Marcão; Wellington Monteiro, Edinho, Magrão, Alex e Guiñazu; Iarley e Fernandão.

A torcida estava motivada e a prova disso foi o anúncio do time pelo sistema de som antes do jogo. A cada nome, uma explosão de incentivo nas arquibancadas. Guiñazu, Alex e Fernandão foram os mais aplaudidos. O Brasil estava escalado com Rodrigo; Airton, Juliano, Ramon e Raone; Régis, Pedro Ayub, Rafael e Cláudio Millar; Thiago e Rianthony. Bonito também foi a presença da torcida do time de Pelotas que veio em cerca de 500 pessoas e mostrou bastante motivação com a sua tradicional charanga.


Torcida fez a sua parte e lotou o Beira-Rio

O jogo marcou também a volta de Lisca, técnico do Brasil-Pel, ao Beira-Rio. Lisca foi treinador do Inter B e das equipes das categorias de base por muitos anos com grande sucesso. O Inter entrou em campo sob muita festa de cerca de 40 mil torcedores (público estimado antes da partida). Um espetáculo à parte foi a coreografia da Guarda Colorada que fez bonitos movimentos batendo palmas e erguendo os braços em movimentos sincrônicos.

?Estou arrepiado com esta torcida. Quem conseguiu isso foram os jogadores que vêm jogando muito bem. Temos que repetir isso?, disse o técnico Abel Braga ao ver o show da torcida. Instantes antes do jogo, o sistema de som anunciou que 11 mil mulheres já haviam entrado no estádio.

O Inter começou atacando forte. A 2min15seg, uma troca de passes envolvente quase resultou no primeiro gol. Fernandão para Edinho, que deu para Alex, que tocou de primeira para Magrão na área. O volante chutou forte, a bola atravessou a pequena área e sobrou para Wellington Monteiro arrematar por cima, com perigo. O Brasil se fechava com todos os jogadores em seu campo e chegava duro. Como aos 5min, quando Raone entrou com violência em Alex e recebeu o cartão amarelo.


Alex mostrou muita movimentação contra o Brasil-Pel

O Inter jogava com raça e muita disposição. Dividia todas as bolas e a torcida apoiava aplaudindo muito. Aos 11min20seg, Magrão tentou um chute de fora da área e a bola foi por cima.

Aos 12min50seg, Alex recebeu passe na entrada da área, deu um balãozinho no zagueiro e chutou forte para defesa difícil de Rodrigo. Quase um golaço. Aos 13min40seg, o Brasil-Pel contra-atacou com muita velocidade. Thiago entrou na área, driblou Wellington Monteiro e quando iria chutar, Guiñazu salvou com um carrinho espetacular. A torcida vibrou muito e gritou o nome do argentino.

Aos 15min50seg, o Inter chegou ao primeiro gol!!! Alex deu grande lançamento para Iarley, na área, pelo lado esquerdo. O atacante matou no peito e cruzou na medida para Magrão (foto ao lado) chutar de pé direito e abrir o placar. Inter 1 a 0. Foi o primeiro gol do volante no Gauchão, o segundo na temporada e o quinto com a camisa do Inter.

Aos 19min30seg, Iarley fez boa jogada na área e cruzou para Alex cabecear e o goleiro pelotense defender. Dois minutos depois, Edinho deu grande lançamento para Alex pela ponta direita. O goleador do Gauchão driblou o zagueiro, entrou na área e cruzou com perigo. A zaga, porém, conseguiu afastar.

O Inter tocava a bola com paciência em busca dos espaços. Aos 23min, em uma troca de passes envolvente entre Magrão e Alex, a bola sobrou pra Fernandão chutar no corpo de um zagueiro. Na sobra, a defesa salvou para escanteio. O estádio estava lotado!!! E a torcida fazia uma grande festa. Com 30minutos de jogo ainda havia gente entrando no Beira-Rio. Aos 25min30seg, Raone fez falta forte em Wellington Monteiro e recebeu o segundo cartão amarelo e o vermelho, deixando o Brasil com 10 jogadores.

Para repor o sistema defensivo, o técnico Lisca retirou Rianthony para a entrada de Evaldo aos 28min. Aos 30min40seg, uma tabela sensacional com Alex até Iarley, que recebeu na área e chutou por cima. Por pouco não saiu mais um belo gol.

Aos 34min15seg, Thiago arriscou de longe e Renan defendeu com segurança. O Inter respondeu com um grande passe de Iarley para Alex, que entrou na área e chutou forte de pé direito para grande defesa de Rodrigo. O time colorado tabelava, se movimentava e procurava espaços, mas o Brasil se fechava bem e impedia que mais gols saíssem.

Era um jogo  em um campo só com todos os jogadores no campo de defesa do Brasil. Apenas o goleiro Renan ficava no campo do Inter. E quando o time pelotense se arriscava no ataque, o volante Guiñazu não deixava o Inter sofrer perigo. Ele ganhava todas as divididas e roubava a bola com grande competência. Mais uma grande atuação do argentino.


Guiñazu (E) e Edinho: marcação implacável no meio-campo

Aos 43min50seg, Marcão fez grande jogada pela ponta esquerda e cruzou rasteiro com perfeição para Alex. O meia chutou de primeira e a bola foi ao lado tocando na rede pelo lado de fora.

A festa nas arquibancadas seguia linda. Uma ?ola? percorreu todo os 50 mil torcedores colorados presentes no Beira-Rio.

O primeiro tempo terminou com o Inter tentando tocar a bola no meio-campo.

?Eles estão bem fechados, com todo mundo atrás. Temos que buscar acertar o penúltimo passe?, avaliou o volante Magrão, autor do gol.

?Se conseguirmos manter este ritmo, vamos marcar mais gols?, projetou Alex.

O panorama da partida na segunda etapa não modificou-se. O Inter seguiu em cima do Brasil criando chances. Aos 2min, Edinho arriscou de fora da área para defesa de Rodrigo. Trinta segundos depois, Alex entrou na área em velocidade, driblou o goleiro e cruzou para Wellington Monteiro chutar de primeira por cima.

O time pelotense se fechava bem e o Inter, volta e meia, tentava o chute de longe. Como fez Alex aos 5min15seg em um arremate com força que Rodrigo defendeu. Aos 6min15seg, Wellington Monteiro cobrou falta, Índio cabeceou para grande defesa de Rodrigo. Na sobra, Magrão completou para as redes, mas o juiz anulou o lance por impedimento.


Iarley teve participação direta no primeiro gol

Aos 12min, saiu Ramon, lesionado, e entrou Ivanildo no Brasil-Pel. Aos 13min15seg, Fernandão pegou sobra de fora da área e concluiu ao lado do gol. Aos 15min40seg, Iarley arrancou pela direita e cruzou para Alex cabecear e Rodrigo defender.

O time colorado tentava tocar a bola e jogar pelas laterais com os avanços de Wellington Monteiro, pela direita, e Marcão e Guiñazu, pela esquerda. Mas o Brasil estava bem fechado, defendia-se com oito jogadores e deixava apenas Cláudio Milar na linha do meio-campo.

Aos 24min15se, Marcão roubou a bola, tabelou com Alex e cruzou para Iarley chutar na rede pelo lado de fora. Aos 26min, saiu Wellington Monteiro e entrou Bustos. A tentativa era de mais apoio e cruzamentos pelo lado direito.


Marcão em ação contra o Brasil-Pel

Aos 27min40seg, Marcão recebeu ao lado da área e cruzou para Fernandão cabecear por cima. Aos 29min, o técnico Abel Braga retirou Iarley e colocou Gil. Com Gil aberto pela esquerda e Bustos avançando pela direita, as jogadas pelas pontas eram o objetivo. Aos 32min, Guiñazu arriscou da intermediária e a bola passou perto.

Aos 37min30seg, Gil recebeu bom passe pela esquerda e quando iria cruzar, o juiz parou o lance marcando impedimento inexistente. Erro do árbitro contra o Inter. Aos 38min50seg, Marcão deu ótimo passe para Gil, que entrou na área, e fez um golaço, chutando forte no alto, de pé esquerdo. Foi o terceiro gol de Gil no Gauchão e o quarto do atacante com a camisa colorada. Aos 42min, saiu Edinho e entrou Roger na última modificação do Inter.


Gil marcou seu quinto gol pelo Inter

Aos 43min40seg, Cláudio Milar cobrou falta com perigo ao lado do gol de Renan. Depois disso, o time colorado buscou ampliar a vantagem, mas ficou na vitória por 2 a 0 mesmo. Com o resultado, o Inter assumiu a liderança isolada do Grupo 2 do Gauchão com 23 pontos.

?Foi uma vitória boa. Poderia ter saído mais gols. Foram três pontos que deixaram a gente bem encaminhado para a classificação?, disse Alex, na saída de campo.

?Consegui aproveitar melhor as oportunidades que estão sendo dadas para mim?, festejou Gil.

?Eles souberam fechar bem os espaços, mas conseguimos vencer. Foi um bom teste, foi mais um ataque contra defesa?, disse Fernandão.

?Parabéns para todo o time. Temos que continuar trabalhando forte para continuar neste ritmo?, projetou Guiñazu, um dos grandes destaques da partida.

"Fiquei contente. Sabia que seria um jogo complicado. Eles se fecharam bem e ficou um jogo de ataque contra defesa. Mas os jogadores estão de parabéns porque foi uma atuação segura", afirmou Abel, depois da partida. "Quero agradecer também ao torcedor, que foi fantástica e empurrou o time", elogiou o treinador.

Impressionante é o profissionalismo, a vontade e a união que este grupo está apresentando. Eles estão de parabéns", elogiou o vice-presidente de futebol, Giovanni Luigi.

"Fizemos dois gols, poderia ter sido mais. Devemos ter ficado com a posse de bola em cerca de 70% do jogo. Entramos para ganhar e ganhamos", avaliou o presidente Vitorio Piffero.

Internacional (2): Renan; Índio, Orozco e Marcão; Wellington Monteiro (Bustos, 26min2ºt), Edinho (Roger, 42min2ºt), Magrão, Alex e Guiñazu; Iarley (Gil, 29min2ºt) e Fernandão. Técnico: Abel Braga.

Brasil-Pel (0): Rodrigo; Airton, Juliano, Ramon (Ivanildo) e Raone; Régis, Pedro Ayub, Rafael e Cláudio Millar; Thiago e Rianthony (Evaldo). Técnico: Lisca.

Gols: Magrão (I), aos 15min50seg do primeiro tempo, Gil (I), aos 38min50seg do segundo tempo. Cartões amarelos: Raone, Pedro Ayub (B), Renan, Guiñazu, Alex (I). Expulsão: Raone (B). Público total: 46.472. Público pagante: 28.248. Sócios: 18.361. Mulheres: 11.709 (inclusas no público não-pagante). Renda: R$ 353.364,00. Arbitragem: Ronaldo Santos da Silva, auxiliado por Júlio César Santos e Júlio Espinoza de Freitas. Local: Estádio Beira-Rio.

Fotos: Alexandre Lops


Outras notícias
Loja Virtual