08/11/2006

INTER EMPATA NO BEIRA-RIO

O Internacional empatou com o Santos em 0 a 0 na noite desta quarta-feira no Beira-Rio em jogo válido pela 34ª rodada do Brasileirão. Com o resultado, o time colorado diminuiu para quatro pontos a diferença para o líder São Paulo, que joga nesta quinta-feira diante do Botafogo, no Morumbi. O Inter completou a sétima partida invicta e sem sofrer gols.


Inter, de Edinho, empatou sem gols com o Santos (Jefferson Bernardes/VIPCOMM)

O técnico Abel Braga escalou praticamente a mesma equipe que começou o Gre-Nal com exceção da lateral-esquerda, que teve o retorno do peruano Martín Hidalgo, depois de cumprir suspensão automática, no lugar de Rubens Cardoso. Na zaga, entrou Ediglê no lugar de Fabiano Eller, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. O Santos foi a campo com um esquema de três zagueiros (Ronaldo, Ávalos e Luiz Alberto).

O jogo começou com muitos erros de passes e jogadas equivocadas. As duas equipes marcavam forte, o que dificultava ainda mais a criação de lances de gol. A primeira investida mais forte colorada foi aos 12min15seg, quando Martín Hidalgo fez bom cruzamento da esquerda e quase Adriano alcançou de carrinho na área. No lance, Ávalos afastou para escanteio. Aos 16min10seg, Ceará avançou pelo meio e chutou de pé esquerdo por cima.


Luiz Adriano divide no alto com a marcação (Jefferson Bernardes/VIPCOMM)

Aos poucos, o Inter começou a pressionar mais. Aos 21min40seg, Iarley entrou na área e cruzou, mas a zaga salvou para escanteio. Aos 26min50seg, Hidalgo foi à linha de fundo e cruzou para Ceará concluir na área de primeira e quase marcar o gol.

O Santos se posicionava bem atrás e não conseguia criar. Só nos últimos 15 minutos, a equipe santista ameaçou mais. Aos 33min33seg, Kléber cruzou da esquerda, a bola quicou perigosamente e Renan defendeu com o corpo em dois tempos. Aos 36min40seg, Reinaldo puxou o contra-ataque, entrou na área e cruzou rasteiro para defesa de Renan. O Inter respondeu 15 segundos depois com Iarley chutando de fora da área no alto e Fábio Costa fazendo boa defesa.


Alex arriscou chutes de longa distância (Daniel Boucinha)

Aos 40min, Zé Roberto cobrou escanteio e Luiz Alberto cabeceou com muito perigo, dando um susto na torcida colorada. No finalzinho, aos 45min30seg, Alex avançou pelo meio e chutou de fora da área para boa defesa de Fábio Costa para escanteio. Foi o último lance de perigo da primeira etapa.


Índio mostrou a segurança de sempre e não deu espaço ao adversário (Jefferson Bernardes/VIPCOMM)

No intervalo, o técnico Wanderley Luxemburgo colorou o meia Rodrigo Tabata e retirou o volante Heleno. Com isso, Zé Roberto recuou um pouco mais para ajudar na marcação.

A partida voltou com o mesmo panorama. O Inter tentava furar o bloqueio do Santos, que se limitava a tocar a bola e buscar os contra-ataques. Aos 8min40seg, Adriano recebeu na área e foi derrubado, mas o juiz não marcou o pênalti e anulou o lance, marcando falta de Adriano na origem da jogada. Aos 10min, Alex arriscou de fora da área, a bola desviou na zaga e quase entrou.


Inter lutou muito em campo, mas não conseguiu marcar o gol contra o Santos(Jefferson Bernardes/VIPCOMM)

Aos 12min40seg, Adriano pegou sobra na meia-lua e concluiu para defesa de Fábio Costa. Aos 16min30seg, saiu Jonas e entrou Wellington Paulista no Santos. Três minutos depois, o técnico Abel Braga retirou Adriano e colocou Pinga. Aos 21min40seg, Ceará chutou forte de fora da área cruzado e Fábio Costa fez boa defesa.


Wellington Monteiro (D) 'flutua' observado por Ceará (Daniel Boucinha)

Aos 26min, saiu Hidalgo e entrou Fabinho. Com isso, Wellington Monteiro ficou mais avançado, passando Alex para a lateral-esquerda. Aos 31min55seg, Ceará cobrou falta ao lado do gol. Aos 37min, Edinho arriscou de fora da área ao lado. Em seguida, Edinho deixou o gramado para a entrada do atacante Léo.


Iarley parte para cima da marcação: Inter pressionou no final do 2º tempo (Daniel Boucinha)

Nos últimos minutos, o Inter tentou aumentar a pressão em busca do gol da vitória. Aos 38min45seg, Léo deu grande passe para Luiz Adriano na área chutar e Fábio Costa defender com os pés para escanteio. Aos 42min30seg, na última substituição do jogo, o Santos tirou o atacante Reinaldo e colocou o volante André Luiz para segurar o resultado. Aos 46min10seg, Alex cobrou falta da intermediária, e a bola foi rasteira e forte no canto para boa defesa de Fábio Costa, evitando a vitória colorada.

?Nós jogamos para ganhar, eles jogaram para não perder. O ponto positivo foi a grande luta de todos os jogadores, o objetivo era ganhar, não conseguimos, mas tentamos. Não fizemos um grande jogo porque o Santos não deixou. Vamos treinar para o Mundial jogando o Brasileiro?, analisou o técnico Abel Braga, que antecipou que Fernandão deve retornar na próxima partida, diante do Fortaleza, no sábado.

?Faltou só o gol. O time está de parabéns porque lutou até o fim?, afirmou o atacante Luiz Adriano.

?É difícil entrar com a zaga fechada. Vamos esperar o resultado do São Paulo e no próximo jogo temos que ganhar em casa?, disse o atacante Iarley.

?Vamos esperar para ver como o São Paulo se sai amanhã. Não conseguimos a vitória porque viemos de jogos seguidos, houve desgaste. Não conseguimos o gol?, afirmou o meia Alex.

?Amanhã tem mais uma rodada que pode nos ajudar.


Outras notícias
Loja Virtual