20/09/2006

INTER PERDE EM FLORIANÓPOLIS

O Internacional perdeu para o Figueirense por 1 a 0, na noite desta quarta-feira, em Florianópolis, em partida válida pela 25ª rodada do Brasileirão. O gol foi marcado por Marquinhos Paraná, aos 26min45seg de partida. A equipe colorada ocupa a quarta posição com 40 pontos.

O time foi a campo com uma boa presença de torcedores colorados que fizeram muita festa para o Inter. O técnico Abel Braga manteve a formatação da equipe que enfrentou o São Paulo no último domingo, mas com apenas uma modificação. O capitão Fernandão não pôde atuar por estar suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Com isso, o atacante Luiz Adriano, formado nas categorias de base do Inter, recebeu uma oportunidade de começar a partida.


Luiz Adriano tenta superar o goleiro Andrey: atacante foi o substituto de Fernandão, suspenso pelo terceiro cartão amarelo

O Inter começou melhor. Aos 2min, Edinho deu uma janelinha em um adversário, tocou para Adriano, que deu ótimo passe para Luiz Adriano. O atacante ganhou a jogada em velocidade e concluiu, mas Andrey salvou com grande defesa. Em seguida, aos 2min20seg, Iarley foi à linha de fundo, pela esquerda, e tocou para Adriano. O goleiro Andrey defendeu, soltou nos pés de Adriano e defendeu novamente.

Aos 8min50seg, Cícero arriscou de fora da área por cima. Aos 13min25seg, Adriano caiu na área e o juiz deu cartão amarelo ao jogador, alegando que ele estaria simulando o pênalti. Aos 17min25seg, depois de cobrança de falta, Cícero cabeceou por cima. O meia do time catarinense, por sinal, foi o jogador mais perigoso da equipe concluindo várias vezes no primeiro tempo. Como aos 18min10seg, quando concluiu forte de fora da área ao lado do gol, com perigo.

Aos 26min45seg, o Figueirense abriu o placar em um lance polêmico. Em um contra-ataque, a bola foi lançada às costas da defesa colorada. O auxiliar Roberto Braatz levantou a bandeira, marcando impedimento de Soares. O juiz mandou a jogada prosseguir alegando que o impedimento foi passivo. A bola então foi até Marquinhos Paraná, que driblou Clemer e tocou para o gol vazio. Os jogadores colorados reclamaram bastante, mas o juiz validou o gol.


Iarley foi substituído por Rentería no intervalo do jogo

O Inter tentou responder aos 29min35seg, quando Luiz Adriano matou a bola no peito na entrada da área e concluiu no canto para defesa de Andrey. Aos 33min45seg, Schwenck cruzou da esquerda e Rodrigo Souto cabeceou por cima. Aos 45min35seg, foi a vez de Soares tentar o cruzamento da direita e Cícero cabecear por cima. Foi o último lance de perigo da primeira etapa.

No intervalo saíram Michel e Iarley e entraram os colombianos Vargas e Rentería. Assim, o meia Vargas, que veio do Boca Juniors, estreou com a camiseta colorada.

Na etapa final, o Inter voltou melhor, pressionou a equipe catarinense, mas não conseguiu chegar ao gol de empate. O Figueirense se postou atrás, defendendo bastante e levando perigo em rápidos contra-ataques.


Adriano vence a marcação: Inter voltou melhor no segundo tempo, mas não conseguiu reverter o placar

Aos 7min, Luiz Adriano deu bom passe de cabeça para Adriano, que entrou na área e cruzou, mas a zaga salvou para escanteio. Aos 15min50seg, Hidalgo cobrou falta da esquerda e Índio cabeceou por cima com perigo.

Aos 28min30seg, a primeira modificação do Figueirense: saiu Márcio Goiano e entrou Henrique. Aos 30min, o técnico Abel Braga colocou o meia Caio no lugar do volante Wellington Monteiro em busca do gol de empate. Aos 30min40seg, Carlos Alberto tocou para Soares, livre na área, chutar e Clemer fazer defesa sensacional. Um minuto depois, Ceará cruzou da direita e Edinho cabeceou para grande defesa de Andrey.

Aos 35min10seg, em novo contra-ataque, Carlos Alberto entrou em velocidade na área, de frente para o gol, e chutou para nova defesa espetacular de Clemer. Aos 39min50seg, Caio cobrou falta com perigo e a bola foi por cima. Aos 40min, saiu Flávio, no Figueirense, e entrou Vinícius.


Hidalgo impediu o segundo gol do time catarinense

Aos 46min40seg, Soares entrou na área e quando iria concluir, Hidalgo salvou de carrinho. Aos 47min entrou Luciano Sorriso no time catarinense e saiu Schwenck. Depois disso, o time catarinense matou o tempo e garantiu os três pontos. 

?Hoje tivemos muita luta e discernimento, mas acabamos tomando um gol irregular. Fico chateado pelo resultado, mas não estou frustrado pela entrega do grupo. Nada está decidido. Temos muitos jogos pela frente ainda?, analisou o técnico Abel Braga.

?Tomamos um gol duvidoso. O jogo foi duro e difícil?, afirmou Edinho, na saída do campo.

?Eu achei o gol irregular. Tivemos chances de gols, mas não fizemos. Se não fosse a infelicidade do bandeira, poderíamos ter um resultado melhor?, disse o zagueiro Fabiano Eller.

Figueirense (1): Andrey; Flávio (Vinícius), Chicão, Tiago Prado e Márcio Goiano (Henrique); Rodrigo Souto, Carlos Alberto, Marquinhos Paraná e Cícero; Soares e Schwenck (Luciano Sorriso). Técnico: Waldemar Lemos.

Internacional (0): Clemer; Ceará, Índio, Fabiano Eller e Hidalgo; Wellington Monteiro (Caio), Edinho, Michel (Vargas) e Adriano; Luiz Adriano e Iarley (Rentería). Técnico: Abel Braga.

Gol: Marquinhos Paraná (F), aos 26min45seg do primeiro tempo. Cartões amarelos: Carlos Alberto, Rodrigo Souto, Tiago Prado, Andrey, Chicão (F), Adriano, Edinho, Índio (I). Público: 10.469. Renda: R$ 160.730,00. Arbitragem: Héber Roberto Lopes, auxiliado por Roberto Braatz e José Carlos Passos, trio do Paraná. Local: Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis.

Fotos: Daniel Boucinha


Outras notícias
Loja Virtual