23/08/2006

INTER EMPATA EM GOIÁS: 2 A 2

O Internacional empatou em 2 a 2 com o Goiás, na noite desta quarta-feira, no Serra Dourada, em partida válida pela 19ª rodada do Brasileirão. Fernandão marcou para a equipe colorada aos 10min20seg do primeiro tempo e aos 18min da etapa final. Vitor, aos 39min10seg do segundo tempo, e Luciano Almeida, aos 43min10seg da etapa final, marcaram para o Goiás. Com o resultado, o Inter segue na quarta posição com 31 pontos.


Fernandão foi o destaque do Inter contra o Goiás (foto/arquivo)

O Inter foi a campo com uma formação diferente da que vinha sendo utilizada nos últimos jogos. Sem pode contar com Alex e Elder Granja, lesionados, e Perdigão, suspenso, Abel promoveu alterações no time campeão da América. Mossoró e Adriano foram aproveitados no meio-campo, enquando Iarley foi o companheiro de Fernandão no ataque.
 
O Inter tomou a iniciativa na partida logo nos primeiros minutos. Aos 5min50seg, Fabinho cruzou da direita e Adriano cabeceou para defesa tranqüila do goleiro Harlei. O Goiás respondeu aos 7min20seg em um chute de fora da área de Danilo Portugal que saiu pela linha de fundo. Aos 9min25seg, Vitor livrou-se da marcação e chutou rente à trave direita.
 
Aos 10min20seg, Iarley cruzou com perfeição da esquerda e o goiano Fernandão - formado nas categorias de base do próprio Goiás - concluiu de cabeça para abrir o placar no Serra Dourada. Foi o 11º gol do meia-atacante na temporada.
 
O Inter quase ampliou com Ceará, aos 23min15seg: o lateral-direito cobrou uma falta e Harlei espalmou para escanteio. Aos 30min20seg, Rubens Cardoso cobrou falta da esquerda e Ceará escorou para Adriano chutar por cima.
 
O Goiás estava nervoso em campo e cometia faltas em demasia. O time do técnico Abel Braga aproveitou-se da instabilidade do adversário e partiu para cima em busca do segundo gol. Aos 33min, Ceará cobrou falta e a bola passou rente à trave direita. Aos 35min10seg, Fernandão, destaque da partida, lançou Rubens Cardoso, que antecipou-se ao goleiro goiano e chutou cruzado. A bola saiu pela linha de fundo. Aos 45min35seg, Fernandão percebeu que Harlei estava adiantado e tentou encobri-lo. A bola ganhou muita elevação e passou sobre o gol.
 
No final da primeira etapa, um erro grotesco da arbitragem prejudicou o Inter. Iarley recebeu a bola no interior da área em condição legal e chutou na saída de Harlei. No entanto, o árbitro Antônio Hora Filho marcou impedimento e anulou o gol colorado.
 
No intervalo, o técnico Geninho foi para o tudo ou nada e colocou o meia-atacante Juliano no lugar do zagueiro Cléber. O treinador também promoveu a entrada de Romerito no lugar de Hugo Leonardo. No entanto, a expulsão do zagueiro Rafael Dias aos 3min3seg da etapa final por falta violenta sobre Mossoró atrapalhou os planos de Geninho.

Com um jogador e menos em campo, o Goiás ficou desestabilizado e passou a cometer uma série de faltas. Mas aos 16min, Rubens Cardoso, que já havia recebido cartão amarelo no primeiro tempo, cometeu uma falta e também foi expulso. Um minuto depois, Clemer deixou a bola escapar de suas mãos e Romerito quase empatou. A bola passou ao lado da trave direita.
 
Mas a noite era de Fernandão. O camisa nove recebeu um passe no interior da área depois de grande jogada de Iarley e chutou forte para ampliar: 2 a 0. Com a vantagem no placar, Abel tratou de resguardar a defesa colocando Ediglê e Caio na equipe nos lugares de Iarley e Mossoró, respectivamente. Aos 23min20seg, Romerito chutou à queima roupa e Clemer fez grande defesa. No rebote, Welliton exigiu outra importante intervenção do goleiro colorado.
 
Aos 27min, Jadílson fez falta dura sobre Edinho por trás e recebeu apenas o cartão amarelo. Um minuto depois, Ediglê foi expulso após cometer falta. O árbitro sergipano aplicou três cartões vermelhos e treze amarelos (8 para o Goiás e 5 para o Inter) ao longo da partida.
 
Com a vantagem numérica, o Goiás lançou-se ao ataque para tentar reverter o resultado negativo. Aos 37min, Souza chutou cruzado para defesa de Clemer. O Inter respondeu com Rentería: o atacante colombiano recebeu um preciso lançamento de Fernandão no interior da área e chutou por cima.
 
Aos 39min10seg, Vitor arriscou de fora da área e marcou um golaço. Aos 43min10seg, Luciano Almeida dominou a bola no interior da área e chutou para empatar o jogo: 2 a 2.
 
Ao final da partida, o técnico Abel Braga, o presidente Fernando Carvalho e o capitão Fernandão reclamaram da arbitragem:
 
"Estamos sofrendo prejuízos desde a final da Libertadores. Quero deixar bem claro que não foi o Internacional que requisitou árbitros estrangeiros na final. Foi uma decisão da Conmebol. A sensação que tenho é que alguns árbitros brasileiros estão se sentindo preteridos e acabam nos prejudicando", afirmou Fernando Carvalho.
 
"Cometemos muitos erros. Podíamos ter liquidado a partida ainda no primeiro tempo. Mas alguma coisa estava esquisita na arbitragem", analisou Abel Braga.
 
"Logo no início da partida eu percebi que o árbitro estava mal intencionado. Nem falei com ele para não ser expulso", contou Fernandão.
 
Goiás (2): Harlei; Rafael Dias, Cléber (Juliano) e Leonardo; Vitor, Cléber Gaúcho, Danilo Portugal, Hugo Leonardo (Romerito) e Jadílson (Luciano Almeida); Welliton e Souza. Técnico: Geninho.
 
Internacional (2): Clemer; Ceará, Índio, Fabiano Eller e Rubens Cardoso; Edinho, Fabinho, Mossoró (Caio) e Adriano (Rentería); Iarley (Ediglê) e Fernandão. Técnico: Abel Braga.
 
Gols: Fernandão (I), aos 10min20seg do primeiro tempo e aos 18min do segundo tempo, Vitor (G), aos 39min10seg do segundo tempo, e Luciano Almeida (G), aos 43min10seg. Cartões amarelos: Rafael Dias, Juliano, Romerito, Jadílson, Welliton e Souza (G) e Índio, Rubens Cardoso, Iarley, Ediglê e Fernandão (I). Expulsões: Rafael Dias (G) e Rubens Cardoso e Ediglê (I). Público: 6.538 pagantes. Renda: Não divulgada. Arbitragem: Antônio Hora Filho, com Ivaney Alves de Lima e Edmo Oliveira Santos (SE). Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia.


Outras notícias
Loja Virtual