27/07/2006

LIBERTADORES: FICOU TUDO PARA O BEIRA-RIO


Inter, de Rafael Sobis (com a bola), empatou em 0 a 0 com o Libertad no Defensores Del Chaco

O Internacional empatou em 0 a 0 com o Libertad, em Assunção, no Paraguai, na noite desta quinta-feira no jogo de ida das semifinais da Copa Libertadores da América. Com isso, o time colorado precisa vencer por qualquer escore no jogo de volta, dia 3 de agosto, no Beira-Rio, para avançar às finais da competição.

Com o apoio de cerca de 3 mil torcedores que viajaram até Assunção, o time colorado foi a campo com dois desfalques e uma mudança tática. Tinga e Granja não puderam atuar devido a lesões musculares e entraram Ceará e Índio na equipe. A entrada de Índio significou também a alteração do esquema 4-4-2 para o 3-5-2 com a defesa formada por Índio, Bolívar e Fabiano Eller.


Torcida colorada marcou presença no Defensores Del Chaco

O Internacional jogou bem os primeiros 45 minutos. Com uma forte marcação e saídas rápidas para o contra-ataque, o time de Abel Braga arrefeceu o ânimo dos paraguaios e ainda criou oportunidades para marcar gols. Solidários, os jogadores evitavam os lances de perigo adversário. Quando um colorado era driblado, logo outro se apresentava na cobertura para tirar a bola.

O Libertad tentou pressionar no começo do jogo. Aos 3min25seg, o lateral-esquerdo peruano Hidalgo cobrou escanteio, Clemer afastou de soco e Guiñazu concluiu de primeira por cima do gol. Os paraguaios tentavam fugir da marcação com toques rápidos e movimentação.

Passados os primeiros 10 minutos, o Inter começou a se soltar mais e partir para o ataque com mais freqüência. Aos 11min35seg, o zagueiro Balbuena cortou errado uma bola, que sobrou para Sobis na área. O atacante driblou o zagueiro com dois cortes e chutou na rede pelo lado de fora, quase marcando um bonito gol.

Aos 19min15seg, Alex cruzou, Sobis matou na área e rolou para Edinho, de fora da área, concluir por cima. Aos 24min, Jorge Wagner cobrou escanteio e Fernandão cabeceou por cima. Como resposta, Balbuena deu grande passe para Lopez na área, mas Clemer salvou com boa saída do gol.
 
Aos 28min, Ceará cruzou da direita, Sobis não conseguiu chutar e a bola sobrou para Jorge Wagner na entrada da área chutar forte. A bola tocou nas costas do próprio Sobis e foi para fora, em um lance de falta de sorte porque a bola tinha direção do gol. 


Fernandão teve boa atuação na primeira partida das semifinais

Aos 33min, o lance mais bonito da primeira etapa. Fernandão deu um lindo balãozinho no seu marcador pelo meio, avançou até a intermediária e chutou forte. A bola passou muito perto do gol. Fernandão, por sinal, atuando um pouco mais recuado no meio teve muito boa participação no primeiro tempo.

Os paraguaios responderam em dois lances consecutivos. Aos 34min5seg, Índio cortou um cruzamento de cabeça e Guiñazu pegou o rebote e concluiu na trave. Na seqüência do lance, Riveros cruzou da esquerda e Lopez chutou para boa defesa de Clemer.
 
Aos 42min50seg, Ceará cruzou, a bola tocou no travessão e sobrou para Sobis, que rolou para Jorge Wagner, de fora da área, arrematar forte e Gonzalez salvar para escanteio com boa defesa. Na cobrança, aos 43min35seg, Jorge Wagner ergueu a bola e Fabiano Eller cabeceou para nova defesa de Gonzalez no último lance de perigo da primeira etapa.

A boa postura colorada foi mantida para a segunda etapa. O Inter seguiu ameaçando o time da casa. Aos 5min50seg, Jorge Wagner cobrou escanteio e Bolívar cabeceou ao lado do gol. Aos 6min40seg, Alex deu grande passe para Sobis, que entrou na área e cruzou, mas a zaga salvou na pequena área. Aos 8min55seg, Sobis roubou a bola da zaga e ergueu a bola para Fernandão, que matou a bola e concluiu por cima.

O Libertad tentou reagir com uma substituição. Aos 9min30seg, saiu o atacante Gamarra e entrou outra atacante: Romero. Aos 12min45seg, Hidalgo cobrou falta com perigo ao lado do gol. Aos 18min, Romero avançou até a entrada da área e concluiu para defesa de Clemer.

O Inter respondeu aos 20min com Jorge Wagner cobrando escanteio e Bolívar concluindo ao lado do gol. Aos 22min5seg, Fernandão ajeitou para Sobis chutar forte e Gonzalez defender. Aos 22min45seg, o técnico Abel Braga foi pra cima de vez: retirou o meia Alex e colocou o atacante Iarley. Aos 24min55seg, Jorge Wagner deu grande lançamento para Sobis, que ajeitou a bola, avançou até o bico da área e deu um chute muito perigoso. A bola passou a centímetros do ângulo.

Aos 29min, saiu o meio-campo Aquino, no Libertad, e entrou o atacante Samudio. Mas foi o Inter que continuou ameaçando. Aos 30min40seg, Sobis recebeu na área e girou para Gonzalez defender. Aos 31min10seg, Sobis fez boa jogada pela esquerda e cruzou para Edinho que matou a bola e arrematou da entrada da área para fora.

Aos 32min40seg, Edinho saiu para a entrada de Wellington Monteiro. O jogo caiu um pouco de emoção até que aos 41min10seg, um lance incrível. Riveros arriscou da intermediária em um belo chute. A bola tocou no travessão, bateu nas costas de Clemer e saiu ao lado do gol, a centímetros da trave. Alívio colorado.

Aos 42min, saiu Sobis e entrou Rentería. Oito segundos depois, o Libertad cobrou escanteio e Bonet quase alcançou na pequena área. Aos 42min35seg, saiu Guiñazu e entrou Cáceres. Aos 43min50seg, Jorge Wagner cobrou escanteio, Gonzalez tentou cortar e quase marcou gol contra. A bola subiu e caiu na rede pelo lado de fora. Foi o último lance de perigo da partida.

Com o resultado, o time colorado precisa de uma vitória por qualquer placar no jogo de volta do Beira-Rio para se classificar. Empate sem gols leva a decisão para as cobranças de pênaltis. Empate com gols ou vitória do Libertad dão a vaga aos paraguaios.

?O Inter teve mais volume, mas as chances foram deles. Foi um resultado justo. Precisamos ter equilíbrio e paciência no jogo da volta no Beira-Rio para conseguir a classificação?, avaliou o presidente Fernando Carvalho.

?A única vantagem para o jogo de volta é jogar com 50 mil pessoas a nosso favor porque o resultado melhor hoje seria um empate em 1 a 1. Foi pena não conseguirmos marcar o gol fora de casa?, avaliou o técnico Abel, depois da partida.

"Foi um bom resultado, mas a gente não ganhou nada. Queríamos sair vivos daqui e conseguimos", afirmou Rafael Sobis.

Libertad (0):
Gonzalez; Bonet, Sarabia, Balbuena e Hidalgo; Aquino (Samudio), Villareal, Riveros e Guiñazu (Cáceres); Gamarra (Romero) e Lopez. Técnico: Gerardo Martino.

Internacional (0): Clemer; Índio, Bolívar e Fabiano Eller; Ceará, Edinho (Wellington Monteiro), Fabinho, Alex (Iarley) e Jorge Wagner; Sobis (Rentería) e Fernandão. Técnico: Abel Braga.

Cartões amarelos: Fabiano Eller, Rentería (I), Guiñazu e Baluena (L). Arbitragem: Héctor Baldassi, auxiliado Cláudio Rossi e Gilberto Taddeo (trio argentino). Local: Estádio Defensores Del Chaco, em Assunção, no Paraguai.

Fotos: Daniel Boucinha


Outras notícias
Loja Virtual