10/05/2006

INTER PRECISA DE 1 A 0 PARA AVANÇAR NA LIBERTADORES


Jorge Wagner marcou o gol do Inter no Equador

O Internacional perdeu por 2 a 1 para a LDU na partida de ida das quartas-de-final da Copa Libertadores da América na noite desta quarta-feira em Quito, no Equador. O gol colorado foi marcado por Jorge Wagner (foto) no primeiro tempo. Delgado e Graziani viraram na etapa final. Agora o Inter precisa de uma vitória de 1 a 0 para avançar às semifinais. O jogo de volta será no dia 19 de julho, no Beira-Rio, depois da Copa do Mundo.

O Inter entrou em campo com um meio-campo reforçado com Fabinho, Edinho, Perdigão e Alex. No gol, Clemer sentiu lesão e não pode atuar. Entrou Marcelo Boeck em seu lugar. O ataque foi formado por Michel e Fernandão.

O time colorado começou a partida bem postado na defesa com praticamente todos os jogadores ajudando na marcação. Apenas Fernandão ficava mais adiantado no campo da LDU. Os equatorianos buscavam as jogadas de ataque, mas não encontravam espaços. Assim, passaram a tentar os chutes de media e longa distância.

Foi assim aos 5min, quando Mendez arriscou de fora da área ao lado do gol. Aos 12min, o Inter respondeu em uma cobrança de falta de Jorge Wagner para a área. Fernandão subiu livre e escorou para o meio da área, mas a zaga afastou com um chutão. Aos 14min25seg, o atacante colombiano Murillo avançou pela meia-esquerda e chutou rasteiro ao lado do gol. Quatro minutos depois, em um lance muito parecido, o mesmo Murillo concluiu de fora da área e bateu por cima.

Aos poucos, o Inter conseguiu explorar os espaços para o contra-ataque. Aos 25min10seg, Alex fez grande jogada avançando pelo meio e tocando para Jorge Wagner. O ala chutou rasteiro de primeira com precisão no canto: 1 a 0. Foi o segundo gol de Jorge Wagner na Libertadores e o sexto na temporada.

Os equatorianos sentiram o gol e o Inter quase marcou o segundo gol em seguida. Aos 28min10seg, Alex fez outra boa jogada e serviu a Jorge Wagner chutar forte para grande defesa de Mora. O goleiro da LDU, por sinal, salvou a equipe em três ocasiões na primeira etapa.

Nos últimos 15 minutos da etapa inicial, o jogo se tornou mais franco com a LDU pressionando e o Inter explorando os espaços dos contra-ataques. Aos 29min30seg, Mendez arriscou de fora da área, a bola bateu na defesa e saiu ao lado do gol com perigo. Aos 30min15seg, depois de cobrança de escanteio, Urrutia cabeceou e fez o gol, mas o juiz anulou por impedimento. Aos 33min15seg, depois de bate-rebate na área, Palácios pegou rebote de fora da área por cima.

Aos 38min, depois de escanteio, Espínola subiu e cabeceou com perigo ao lado do gol. Aos 41min40seg, Urrutia recebeu cruzamento na pequena área e cabeceou ao lado do gol, desperdiçando boa chance. Aos 44min30seg, Reasco cruzou da direita e Ambrosi matou a boa na área e concluiu por cima.

Aos 45min15seg, Granja fez boa jogada pela direita, foi a linha de fundo e cruzou na medida para Fernandão cabecear forte no alto. Mora salvou com grande defesa. Aos 45min50seg, Fabiano Eller recebeu na área e girou com chute rasteiro para nova boa defesa do goleiro Mora. Foi a última chance do primeiro tempo.

Na etapa final, o time equatoriano foi pra cima, aproveitando a altitude de 2.800 metros e os efeitos que isso provoca nos adversários (cansaço, dificuldade para respirar, mal-estar). Mas o Inter também sempre ameaçou em contra-ataques.

Aos 2min50seg, Fabinho arrancou até a entrada da área e chutou rasteiro para defesa de Mora. No rebote, Ambrosi salvou para escanteio. Aos 3min40seg, Alex chutou rasteiro de fora da área ao lado do gol com grande perigo. A LDU começou a ameaçar aos 6min30seg, quando Mendez cruzou e Delgado cabeceou livre para defesa de Marcelo Boeck. Aos 8min15seg, Murillo arriscou de fora da área por cima.

Um lance inusitado perturbou um pouco o Inter. Granja e Michel começaram a discutir dentro de campo na tentativa de corrigir o posicionamento defensivo e o árbitro Horácio Elisondo aplicou cartão amarelo para os dois jogadores. Aos 12min40seg, Reasco entrou na área e chutou rasteiro. Marcelo Boeck defendeu parcialmente e Delgado pegou o rebote para empatar: 1 a 1.

Aos 16min, saiu Perdigão e entrou Ceará para reforçar a marcação pelo lado direito. Aos 20min, o técnico Oblitas, da LDU, retirou o meia Palácios e colocou o atacante Graziani. Em seguida, aos 20min20seg, Mendez arriscou de fora da área e Marcelo salvou com boa defesa para escanteio.

Aos 21min20seg, Reasco fez boa jogada, entrou na área e chutou forte na rede pelo lado de fora. Aos 23min, saiu Fernandão e entrou Rentería. Aos 27min, Murillo deixou o gramado e entrou Guerron. Aos 28min45seg, o técnico Abel Braga retirou Alex e entrou Rubens Cardoso para ajuda a marcar o lado esquerdo, por onde Reasco avançava com perigo.

Nos últimos 15 minutos, o Inter, visivelmente sentindo a altitude, postou-se na defesa, deixando apenas Rentería no ataque. Aos 33min25seg, Reasco recebeu na área livre e chutou, mas Fabiano Eller salvou para escanteio. Aos 33min50seg, depois de cruzamento para a área, Espínola cabeceou por cima.

Aos 34min20seg, Fabinho deu bom passe para Jorge Wagner que entrou na área e chutou por cima. Aos 36min, Urrutia foi substituído por Candelário. Aos 36min35seg, Michel recebeu na área, dividiu com o goleiro e cruzou para a pequena área, mas a zaga salvou com um chutão.

Aos 38min45seg, a bola foi lançada para a área do Inter, Reasco cabeceou da linha de fundo para a pequena área, onde estava Graziani, que completou de peito: 2 a 1. Aos 43min30seg, Mendez arriscou de fora da área para fora. Aos 45min5seg, Fabinho roubou a bola no meio-campo, avançou até a intermediária e tentou encobrir Mora, mas a bola saiu pela linha de fundo. Depois disso, o time equatoriano não conseguiu mais ameaçar.

A derrota acabou com uma invencibilidade de 27 jogos do time colorado. A última derrota havia ocorrido em 25 de janeiro para a Ulbra, em jogo válido pelo Gauchão.

 ?Embora a derrota, a situação é boa porque fizemos um gol fora de casa. Agora vamos para o Beira-Rio para reverter o resultado. Jogar aqui é difícil principalmente no segundo tempo devido à altitude.?, avaliou o presidente Fernando Carvalho.

?Marcamos um gol e isso é importante. O 1 a 0 em casa nos classifica. Eles disseram que iriam ganhar de 3 ou 4 e não foi o que aconteceu. Agora vamos para o jogo em casa?, afirmou o técnico Abel Braga.

?Temos plenas condições de ganhar em casa da LDU. O Inter não ficou só se defendendo. Criamos situações de gol também e isso me deixa feliz?, disse o goleiro Clemer, que não pôde atuar devido a uma lesão.

?A LDU vinha fazendo grandes jogos aqui e grandes goleadas. Acho que o Internacional foi bem. Agora, o torcedor tem que ir a campo apoiar a nossa equipe no Beira-Rio.?, convocou o vice-presidente de futebol, Vitório Piffero.

?Não foi só a altitude. O campo estava sem condições também. A gente teve oportunidades de fazer outro gol, mas o Inter conseguiu um resultado importante?, opinou o atacante Michel.

?No Beira-Rio a gente tem tudo para fazer uma vitória simples para estar na próxima fase da Libertadores?, afirmou o volante Edinho.

?Estamos tristes com o resultado, mas cansei de ser campeão com este resultado fora de casa. O torcedor tem que acreditar e tem que nos apoiar?, avaliou o preparador físico Paulo Paixão.

?O meu gol teve a ajuda da altitude. A comissão técnica orientou a gente a arriscar os chutes de fora da área e graças a Deus eu fui feliz naquele lance?, disse Jorge Wagner sobre o lance do gol marcado no primeiro tempo.

LDU (2): Mora; Reasco, Espinoza, Espínola e Ambrosi; Urrutia (Candelario),Vera, Méndez e Palácios (Graziani); Murillo (Guerron) e Delgado. Técnico: Juan Carlos Oblitas.

Internacional (1): Marcelo Boeck; Elder Granja, Bolívar, Fabiano Eller e Jorge Wagner; Edinho, Fabinho, Perdigão (Ceará) e Alex (Rubens Cardoso); Michel e Fernandão (Rentería). Técnico: Abel Braga.

Gols: Jorge Wagner (I), aos 25min10seg do primeiro tempo, Delgado (L), aos 12min40seg do segundo tempo, Graziani (L), aos 38min45seg do segundo tempo. Cartões amarelos: Jorge Wagner, Granja, Michel e Edinho (I). Arbitragem: Horacio Elisondo, auxiliado por Dario Garcia e Rodolfo Otero, trio argentino. Local: Estádio La Casa Blanca, Quito, Equador.

Foto/capa/arquivo: Daniel Boucinha


Outras notícias
Loja Virtual