03/05/2006

LIBERTADORES: EMPATE SEM GOLS E CLASSIFICAÇÃO COLORADA

O Internacional empatou em 0 a 0 com o Nacional, de Montevidéu, no Beira-Rio, na noite desta quarta-feira, pela Copa Libertadores da América, e se classificou para as quartas-de-final da competição. Como havia vencido por 2 a 1 no Uruguai, avançou para enfrentar a LDU, do Equador, na próxima fase. O primeiro confronto será em Quito, provalmente no dia 10 de maio, e o jogo de volta no Beira-Rio, provavelmente depois da Copa do Mundo. A decisão oficial deverá sair nesta quinta-feira.

Sem poder contar com Tinga e Rafael Sobis, lesionados, Rentería e Ediglê, que cumpriram suspensão automática, o técnico Abel Braga optou por Mossoró no ataque ao lado de Fernandão. Além disso, definiu o time com um esquema 3-5-2 com Edinho no meio dos zagueiros Bolívar e Ediglê. Com isso, Jorge Wagner e principalmente Granja tiveram liberdade para avançar. Granja, por sinal, foi o jogador mais efetivo no ataque da equipe colorada no primeiro tempo.


Granja foi um dos destaques contra o Nacional

Como precisava vencer marcando dois gols, o time uruguaio começou no ataque tentando explorar a bola alta e marcando por pressão. Aos 3min20seg, Viana tentou cruzar da esquerda, a bola fez uma curva e quase enganou o goleiro Clemer. A bola saiu ao lado do gol com perigo. Aos 4min50seg, Albin cobrou falta da direita, a bola foi desviada  e sobrou para Vanzini, livre, marcar o gol. O juiz, no entanto, marcou impedimento no lance.

Depois do susto, o time colorado passou a equilibrar a partida e partir nos contra-ataques. A primeira chegada forte do Inter foi aos 11min55seg quando Mossoró cruzou, a zaga afastou e Granja chutou de primeira ao lado do gol. Aos 12min50seg, Granja fez grande jogada, driblando dois adversários, avançou até a entrada da área para chutar e Bava defender.


Goleiro Bava salta para afastar a bola: Inter levou perigo à área uruguaia

Aos 13min35seg, Mossoró deu bom passe para Jorge Wagner, que entrou na área e concluiu forte por cima. Aos 22min45seg, Jorge Wagner cobrou falta no bico da área e Bava salvou com um soco. Aos 29min40seg, Albin cobrou falta com perigo ao lado do gol. Aos 35min40seg, Granja tabelou com Adriano e chutou de fora da área por cima do gol. Em seguida, aos 35min55seg, Adriano cruzou da direita e Fernandão cabeceou por cima.


Alex (E) e Jorge Wagner conversam antes da cobrança de falta

Aos 37min40seg, Suarez pegou cruzamento da esquerda e concluiu de cabeça para defesa de Clemer. Aos 45min5seg, Fernandão ganhou no corpo de um zagueiro, entrou livre na área e cruzou para Jaume salvar para escanteio. Foi o último lance de perigo do primeiro tempo.

O segundo tempo foi marcado pelo Inter posicionado na defesa para manter a vantagem e buscou espaços nos contra-ataques. O Nacional tentava pressionar principalmente em bolas paradas, mas não conseguia. Aos 3min30seg, Albín cobrou falta da direita, Clemer não conseguiu segurar a bola, Suarez tocou para Vanzini, em impedimento, marcar o gol. O juiz anulou o lance.

Aos 6min40seg, depois de cobrança de escanteio, a bola sobrou para Castro chutar ao lado do gol. Dois minutos depois, Alex chutou da intermediária para defesa de Bava. Aos 11min25seg, Vázquez tentou de fora da área por cima. Aos 12min50seg, Adriano foi a linha de fundo e cruzou para Bava salvar com um tapa.


Atacante Iarley entrou no segundo tempo

Aos 14min, o técnico Abel Braga retirou Mossoró e colocou Iarley. Aos 14min30seg, Suarez arriscou de fora da área com força por cima. Aos 17min10seg, Suarez foi a linha de fundo e chutou cruzado. A bola atravessou toda a área com perigo. Aos 18min30seg, Iarley entrou na área, deu um corte no zagueiro e concluiu para defesa de Bava. Na seqüência, Jorge Wagner roubou a bola e cruzou para Fernandão cabecear ao lado do gol.


Adriano observa o adversário: empate sem gols garantiu classificação às quartas-de-final da Libertadores

Aos 26min30seg, Adriano recebeu passe, entrou na área livre, o bandeirinha não marcou impedimento, mas o juiz parou o lance e deu falta para o Nacional. Aos 28min, entrou Martinez e saiu Suarez no Nacional. Aos 30min20seg, Jorge Wagner concluiu forte de fora da área e Bava fez grande defesa para escanteio.


Mais de 30 mil torcedores estiveram no Beira-Rio

Aos 32min20seg, Iarley tentou o chute, mas a bola saiu com direção errada e acabou sobrando para Granja, na área, chutar forte por cima. Aos 34min, saiu Britez e entrou Márquez no time uruguaio. Aos 38min, foi a vez de Inter mudar: saíram ao mesmo tempo Alex e Adriano e entraram Perdigão e Michel. Aos 40min, Jorge Wagner cobrou escanteio e Fernandão cabeceou para defesa de Bava. Depois disso, o time colorado se fechou bem e garantiu o resultado e a classificação.

?Foi um jogo duro. O time adversário jogou muito bem e foi para cima, mas valeu. Conseguimos a classificação?, festejou o presidente Fernando Carvalho depois da partida.

?Tínhamos o propósito de não levar gol. Tecnicamente, a nossa equipe não foi bem, mas conseguiu a classificação?, analisou o volante Edinho, na saída do campo.

?O Inter jogou com o regulamento. Agora, é descansar para o jogo em Quito, que vai ser muito mais difícil?, afirmou o volante Fabinho.

?O time lutou muito. Nós não arriscamos. Pra que arriscar se tínhamos a vantagem dos dois gols no primeiro jogo? Agora vamos enfrentar a LDU, o time mais forte da competição até o momento. É um jogo complicado?, disse o técnico Abel Braga depois da partida.

Internacional (0): Clemer; Elder Granja, Bolívar, Fabiano Eller e Jorge Wagner; Edinho, Fabinho, Adriano (Michel) e Alex (Perdigão); Mossoró (Iarley) e Fernandão. Técnico: Abel Braga.

Nacional (0): Bava; Jaume, Victorino e Pallas; Vázquez, Vanzini, Brítez (Márquez), Albín e Viana; Suarez (Suarez) e Castro. Técnico: Martin Lasarte.

Cartões amarelos: Viana, Suarez, Brites, Pallas (N), Fabiano Eller, Bolívar (I). Renda: R$ 284.201,00. Público: 30.459 (26.225 pagantes). Arbitragem: Carlos Torres, auxiliado por Ramón Chamorro e Manuel Bernal (trio do Paraguai). Local: Estádio Beira-Rio.

Fotos: Daniel Boucinha


Outras notícias
Loja Virtual