04/04/2006

EMPATE DEIXA INTER PRÓXIMO DA CLASSIFICAÇÃO NA LIBERTADORES


Inter, de Iarley, empatou em 0 a 0 com o Nacional, em Montevidéu

No dia que completou 97 anos, o Internacional empatou em 0 a 0 com o Nacional, em Montevidéu, na noite desta terça-feira, em partida válida pela quinta rodada do Grupo 6 da Copa Libertadores da América. Com o resultado, o time colorado manteve a liderança do grupo com 11 pontos e ficou muito próximo da classificação para as oitavas-de-final da Libertadores. Agora, o Inter pode perder por até um gol para o Maracaibo na partida do dia 18 de abril, no Beira-Rio, para avançar na competição.

O técnico Abel Braga escalou a equipe com novidades. O meia Adriano entrou no lugar de Perdigão. Com isso, Tinga recuou para a segunda função do meio-campo, avançando Adriano para se juntar aos atacantes. No ataque, Fernandão, com lombalgia, foi vetado pelo departamento médico. O colombiano Rentería entrou no seu lugar.


Rubens Cardoso e Adriano (D), uma das novidades do Inter em Montevidéu

O Inter foi a campo com forte apoio dos torcedores colorados que foram até Montevidéu. No pequeno estádio Parque Central, com capacidade para 20 mil torcedores e palco do primeiro jogo da Copa do Mundo de 1930, cerca de 500 colorados deram seu apoio ao time.


Torcida colorada chegou cedo ao Estádio Parque Central

Em busca da vitória, o Nacional escalou três atacantes: Márquez, Juarez e Castro. O primeiro tempo teve muita marcação das duas equipes e raras as chances de gol. Os goleiros praticamente não fizeram defesas importantes nos primeiros 45 minutos, com exceção de Clemer que salvou o time logo aos 50 segundos. A bola foi erguida para a área e Victorino cabeceou para grande defesa do goleiro colorado.

O time uruguaio buscava a jogada aérea a todo momento. Qualquer falta na intermediária e lateral perto da área, a bola era erguida em direção ao gol do Inter. Já o Inter tentava a jogada de contra-ataque com Rentería, Michel, Adriano e Iarley. Aos 8min, Castro recebeu na área e girou pressionado por Fabinho e Bolívar para fora. Um susto para a torcida colorada.


Rentería divide com a marcação: colombiano iniciou a partida

Aos 10min48seg, Ceará arriscou de fora da área ao lado do gol. Aos 15min, Vázquez pegou o rebote na entrada da área e concluiu por cima. O Inter respondeu aos 17min15seg quando Ceará cobrou falta, a bola bateu na barreira e Barra defendeu. Aos 21min15seg, Michel recebeu na intermediária e chutou por cima. Aos 28min20seg, foi a vez de Adriano arriscar de fora da área, depois de receber passe de Tinga, e a bola sair alta demais.


Tinga conduz a bola no Parque Central

Aos 33min20seg, o atacante Juarez matou a bola dentro da área e girou por cima. Aos 37min18seg, Castro concluiu de fora da área e também por cima. Aos 40min25seg, Iarley cruzou da esquerda e por pouco Michel não alcançou de cabeça. Aos 44min05seg, novamente Iarley recebeu de Rentería e bateu rasteiro ao lado do gol. Em seguida, aos 45min10seg, Castro cruzou e Vázquez não alcançou a bola. Foi a última chance da primeira etapa.

No intervalo, o técnico Abel Braga retirou Michel e colocou Mossoró. A etapa final teve mais lances de perigo e de emoção. Logo aos 2min30seg, Mossoró tocou para Iarley na área, a zaga cortou mal e a bola ficou rondando a pequena área até que Jaume salvou com um chutão. Aos 5min30seg, os uruguaios responderam quando Castro recebeu na área e chutou na rede pelo lado de fora.


Mossoró entrou no segundo tempo no lugar de Michel

Aos 12min25seg, Delgado cobrou falta e a bola saiu rasteira ao lado do gol. Em seguida, aos 13min, o próprio Delgado foi substituído por Albín. E foi dele um lance que originou outro susto na torcida colorada. Aos 15min30seg, Albín recebeu na área e concluiu cruzado para defesa espetacular de Clemer. Aos 16min15seg, Vázquez recebeu livre na área e tentou desviar do goleiro colorado, mas chutou fraco e Clemer defendeu.

Aos 18min5seg, Iarley deu grande passe para Rentería na área. O colombiano chutou de primeira e Bava fez grande defesa. Aos 20min, entrou o centroavante Suarez no lugar de Juarez. Aos 20min45seg, Vazques arriscou de fora da área e Clemer defendeu. Aos 22min30seg, Rentería rolou para Adriano na área que chutou, mas a bola bateu no corpo de um zagueiro. Aos 24min20seg, Iarley recebeu na intermediária, avançou até a área, mas Bava salvou com grande saída do gol. Aos 31min40seg, Adriano chutou no canto e Bava fez grande defesa. Aos 33min, o técnico Abel Braga retirou Iarley e Rentería e colocou Jorge Wagner e Rafael Sobis.


Rentería quase marcou contra o Nacional

Nos últimos 10 minutos, o Nacional se adiantou, mas deu espaços para os contra-ataques do Inter, que não foram aproveitados. Aos 41min20seg, Albín cobrou falta e Clemer salvou de soco. Em seguida, aos 42min, o grande susto da partida. A bola foi cruzada da esquerda e Suarez chutou de primeira. A bola acertou o poste. No rebote, novo cruzamento para a área e Martinez deu um soco na bola que acertou o travessão. O juiz anulou o lance e deu cartão amarelo para Martinez.

Depois disso, o Inter tocou a bola, marcou bem e garantiu o empate fora de casa.

?Antes do jogo, perdi um jogador importante, o Fernandão, e quase perdi outro, o Michel, por lesão. Na partida, a gente teve vários contra-ataques mas não conseguimos fazer o gol. Mas foi bom porque tivemos muita luta. Agora, vamos fazer tudo para ganhar a última partida para ajudar o Nacional, porque fomos muito bem recebidos pelos uruguaios.?, afirmou o técnico Abel Braga.

O objetivo agora é a conquista do Pentacampeonato Gaúcho no próximo domingo, diante do Grêmio, no Beira-Rio. Vitória colorada garante o título.

?Agora é descansar bastante para a gente fazer um bom jogo na decisão do Gauchão?, afirmou Michel.

?Vamos ter um jogador a mais no domingo, que é a nossa torcida. Vamos em busca do Pentacampeonato?, afirmou o vice-presidente de futebol, Vitório Piffero.

Nacional (0): Bava; Victorino, Jaume, e Leites; Vanzini, Viana, Vázquez e Delgado (Albin); Marques, Juarez (Suarez) e Castro. Técnico: Martín Lasarte.

Internacional (0): Clemer; Ceará, Bolívar, Fabiano Eller e Rubens Cardoso; Fabinho, Tinga, Adriano e Michel (Mossoró); Iarley (Jorge Wagner) e Rentería (Rafael Sobis). Técnico: Abel Braga.

Cartões amarelos: Victorino, Delgado, Juarez, Márquez, Martinez (N), Adriano, Fabiano Eller (I). Arbitragem: Carlos Amarilla, auxiliado por Ricardo Grance e Nicolas Yegros (trio do Paraguai). Local: Estádio Parque Central, em Montevidéu (Uruguai).

Fotos: Daniel Boucinha


Outras notícias
Loja Virtual