1º/04/2006

EMPATE SEM GOLS NO PRIMEIRO GRE-NAL DA DECISÃO DO GAUCHÃO


Inter, de Perdigão, arrancou com empate na busca pelo Pentacampeonato

O Internacional empatou em 0 a 0 o primeiro Gre-Nal decisivo das finais do Gauchão disputado no Estádio Olímpico na tarde deste sábado. Fabiano Eller, do Inter, e Alessandro, do Grêmio, foram expulsos aos 15 minutos do segundo tempo. Com o resultado, o time colorado precisa vencer o próximo clássico no dia 9 de abril no Beira-Rio para conquistar o Pentacampeonato.

Depois de uma semana de muito mistério e treinos fechados, o técnico Abel Braga colocou em campo o time considerado titular. O lateral-esquerdo Rubens Cardoso, recuperado de lesão, começou a partida. Já o Grêmio manteve a escalação escondida até o momento em que o time entrou em campo. O treinador gremista preferiu escalar uma equipe em um 3-5-2, recuando Patrício para atuar como zagueiro ao lado de Evaldo e Pereira. Com isso, Alessandro entrou como ala direita.


Torcida colorada lotou seu espaço no Olímpico

O Inter teve as melhores chances da primeira etapa e poderia ter ido para o vestiário em vantagem. O time gremista marcou forte com nove jogadores do meio para trás, manteve apenas Ricardinho no ataque e não conseguiu criar qualquer oportunidade de perigo nos primeiros 45 minutos.

O time da casa procurou pressionar cedo. Logo aos 50 segundos, Patrício fez boa jogada pela direita, entrou na área e cruzou para a zaga colorada salvar. Aos 7min, o zagueiro Bolívar recuou uma bola do meio-campo e o goleiro Clemer segurou a bola com as mãos, mas o juiz Carlos Simon interpretou como lance normal. Aos 8min, o ala-esquerdo Wellington arriscou de fora da área e Clemer defendeu com tranqüilidade. Depois disso, o jogo se concentrou no meio-campo sem jogadas de perigo por um bom tempo. Até que aos 23min20seg, Fernandão tocou de cabeça para Michel, que entrou livre na área. Ele ajeitou a bola e quando foi chutar, Evaldo deu um carrinho salvador e a bola foi para fora, ao lado do gol.


Michel quase marcou um gol no primeiro tempo

O Inter voltou a pressionar forte em busca do gol aos 29min. Ceará cobrou escanteio, Fernandão cabeceou forte, Marcelo fez grande defesa e a bola sobrou livre para Iarley, na pequena área, concluir por cima. Quase o gol colorado. Aos 32min, Perdigão sofreu um choque com o adversário e perdeu um dente. Aos 33min15seg, Ramon avançou pelo meio e chutou rasteiro ao lado do gol de Clemer. Aos 39min15seg, Michel cruzou da direita e Tinga cabeceou para fora em outra grande chance. Foi a última chance da primeira etapa.


Iarley também desperdiçou boa oportunidade de abrir o placar

No intervalo, o técnico Abel Braga retirou o volante Perdigão e colocou o meia Márcio Mossoró. Com isso, Tinga recuou para a função de segundo volante. O time da casa procurou pressionar nos primeiros minutos. A 1min, Alessandro arriscou de fora da área, rasteiro ao lado do gol, com perigo. Em seguida, a 1min50seg, Ricardinho recebeu na área e chutou para defesa salvadora de Clemer. Na seqüência do lance, a bola foi erguida na área, Ramon cabeceou, a bola desviou em Bolívar e foi por cima. O zagueiro colorado, por sinal, teve uma atuação muito boa, sendo um dos destaques do time.


Mossoró entrou no segundo tempo e deu trabalho à marcação

Aos 12min30seg, depois de um bate-rebate na entrada da área, a bola sobrou para Ricardinho que concluiu ao lado do gol. Um minuto depois, Mossoró apanhou rebote e chutou para defesa de Marcelo. Aos 15min, depois de uma dividida no meio-campo entre Fabiano Eller e Alessandro, os dois jogadores se empurraram. Carlos Simon decidiu expulsar os dois. Três minutos depois, saiu Iarley para a entrada de Edinho que recompôs a zaga.


Jogadores mostraram raça na primeira batalha da final

Aos 22min15seg, Patrício cruzou e Ramon chutou por cima, muito alto. Aos 24min30seg, o técnico Abel Braga colocou Sobis no lugar de Michel. O treinador do Grêmio, Mano Menezes, respondeu com a entrada de Tcheco no lugar de Ramon, aos 26min. Aos 31min, nova substituição: Herrera no lugar de Marcelo Costa. O jogo, porém, seguiu muito truncado e com poucas chances.


Tinga fez seu primeiro Gre-Nal pelo Inter

Aos 33min30seg, Jeovânio cruzou e Herrera cabeceou por cima. O Inter respondeu aos 38min30seg, em cobrança de escanteio na qual a bola sobrou para Edinho chutar e a bola ser desviada para escanteio. Aos 47min, Ceará entrou na área e chutou alto por cima. Foi a última chance do jogo.

?O empate foi bom resultado porque levamos a decisão para dentro de casa?, avaliou o zagueiro Bolívar, na saída de campo.

?Jogar no Olímpico nunca foi fácil. Agora, vamos decidir em casa?, projetou Tinga.

?O jogo foi truncado e amarrado. Por isso, o resultado de 0 a 0?, afirmou Márcio Mossoró.

?Vamos jogar diante da nossa torcida em busca do título?, disse o atacante Michel.

?Foi um jogo igual. O empate foi merecido. Um Gre-Nal disputadíssimo como sempre, mas a atuação do time não me agradou?, avaliou o presidente Fernando Carvalho.

?Não jogamos nada. O jogo foi horrível mas o resultado foi melhor para nós. O Grêmio nos marcou bem e atuou melhor, mas as melhores chances foram nossas. Se vencêssemos, seria injusto. O empate foi o melhor resultado para a partida?, avaliou o técnico Abel Braga.

Grêmio (0): Marcelo; Patrício, Evaldo e Pereira; Alessandro, Jeovânio, Lucas, Marcelo Costa (Herrera) e Wellington; Ramon (Tcheco) e Ricardinho. Técnico: Mano Menezes.

Internacional (0): Clemer; Ceará, Bolívar, Fabiano Eller e Rubens Cardoso; Fabinho, Perdigão (Mossoró), Tinga e Michel (Rafael Sobis); Iarley (Edinho) e Fernandão. Técnico: Abel Braga.

Cartões amarelos: Tinga, Fernandão, Edinho (I), Pereira, Patrício (G). Expulsões: Alessandro (G), Fabiano Eller (I). Renda: R$ 755.695,00. Público: 39.110. Arbitragem: Carlos Simon, auxiliado por José Javel Silveira e Paulo Ricardo Conceição. Local: Estádio Olímpico.

Fotos: Daniel Boucinha


Outras notícias
Loja Virtual