04/09/2004

INTER AVANÇA NA SUL-AMERICANA

Na estréia do técnico Muricy Ramalho, time colorado bate o Figueirense por 4 a 2, nos pênaltis, depois de empate em 1 a 1, no tempo normal

   O Inter está classificado para a segunda fase da Copa Sul-Americana. A classificação veio no último sábado (04/09), com uma vitória nos pênaltis por 4 a 2 sobre o Figueirense, depois de empate em 1 a 1 no tempo normal. Clemer foi o destaque na decisão por pênaltis ao defender duas cobranças. Agora, o time colorado, que teve a estréia do técnico Muricy Ramalho, enfrenta o Grêmio, dia 15 de setembro, no Beira-Rio, e no dia 22 de setembro, no Estádio Olímpico.

   Venceu quem merecia. O Internacional foi superior em grande parte do confronto com o Figueirense, no tempo normal, e acabou se classificando nos pênaltis. Na verdade, a partida nem deveria ter ido para a decisão por pênaltis tamanha foi a superioridade colorada, principalmente na etapa final. O Inter perdeu um pênalti e chutou três bolas na trave durante o jogo, fora os lances em que o goleiro Gustavo salvou. A rigor, o Figueirense só ameaçou em duas oportunidades, uma em cada etapa, além do gol. Em ambas as chances, Clemer fez grandes defesas.

    A partida marcou a volta do técnico Muricy Ramalho ao Beira-Rio. Antes do jogo, os torcedores aplaudiram quando o sistema de som do estádio anunciou a presença do treinador. O jogo começou equilibrado. A primeira chance só surgiu aos 11 minutos, quando Marabá fez boa jogada pela direita e cruzou para Danilo chutar rasteiro e o goleiro Gustavo defender. Um minuto depois, a bola foi tocada para André, do Figueirense, na pequena área. O atacante chutou no corpo de Clemer, que salvou o Inter.

    Depois disso, o Inter buscou o gol em chutes de fora da área de Fernandão, sem sucesso. Aos 37, Cléber recuou mal a bola, Danilo se antecipou e tentou encobrir o goleiro Gustavo, que derrubou o jogador colorado na área: pênalti. Na cobrança, porém, Danilo chutou para fora.

    O Inter voltou com mais força no segundo tempo. Aos dois minutos, Sobis recebeu na área e chutou por cima. Aos cinco, Sobis entrou na área e rolou para Felipe concluir com muita técnica. A bola, no entanto, acertou a trave. Aos nove, novamente Sobis, um dos destaques do confronto, fez grande jogada pela direita e rolou para Fernandão bater forte e Gustavo salvar para escanteio. Aos 10, finalmente o gol. E foi um golaço. Élder Granja, que teve muito boa participação como ala direita, foi até a linha de fundo e cruzou para Danilo chutar, de primeira, no canto: 1 a 0.


Danilo marcou o gol do Inter no tempo normal

   Aos 14, Nenê cobrou falta com perigo e Clemer fez defesa salvadora para escanteio. Depois disso, só deu Inter. Aos 30, Granja conseguiu uma grande jogada pela esquerda e cruzou para Wilson chutar. A bola tocou na mão de um defensor do time catarinense e bateu na trave. Aos 33, Wilson e Romualdo foram expulsos depois de desentendimento.

   Aos 41, Labarthe cruzou e Vinícius cabeceou com perfeição. O goleiro Gustavo voou na bola, deu um leve toque, e a trave mais uma vez salvou os catarinenses. Aos 45, o castigo. Depois de cruzamento rasteiro na área, André Santos desviou e a bola entrou, definindo o empate injusto.

   Na decisão por pênaltis, Clemer brilhou. Fernandão, Labarthe e Felipe fizeram as três primeiras cobranças coloradas, enquanto o goleiro colorado defendeu os chutes de Alexandre e Isaías. André Santos marcou o primeiro gol do Figueirense somente na terceira cobrança. Na quarta rodada de pênaltis, o goleiro Gustavo defendeu o chute de Vinícius, enquanto Jeovânio descontou para 3 a 2. Na última cobrança do Inter, porém, Élder Granja bateu bem e garantiu a classificação do Inter por 4 a 2. Depois de encerradas as cobranças, os jogadores correram para abraçar o goleiro Clemer.


Clemer, destaque do jogo, salta para defender uma cobrança de pênalti

Internacional 1 (4): Clemer; Wilson, Edinho e Vinícius; Élder Granja, Álvaro, Marabá, Fernandão e Felipe; Danilo (Diego) e Rafael Sobis (Labarthe). Técnico: Muricy Ramalho.

Figueirense 1 (2): Gustavo; Paulo Sérgio (Dudu), Eloy, Cléber e André Santos; Jeovânio, Galeano (Alexandre), Éverton e Nenê; Izaías e André (Romualdo). Técnico: Dorval Júnior.

Gols: Danilo (I), aos 10 minutos do segundo tempo, André Santos (F), aos 45 minutos do segundo tempo. Nas cobranças de pênaltis: Fernandão, Labarthe, Felipe e Élder Granja fizeram para o Inter; André Santos e Jeovânio marcaram para o Figueirense. Cartões amarelos: Edinho, Álvaro (I), Paulo Sérgio, André Santos, Jeovânio, Alexandre (F). Expulsões: Wilson (I) e Romualdo (F). Renda: R$ 29.272,00. Público: 6.776 (5.657 pagantes, 644 menores, 80 torcedores de organizadas, 395 não pagantes). Arbitragem: Wagner Tardelli (RJ), auxiliado por Alessandro Rocha e Hilton Rodrigues.
Local: Estádio Beira-Rio.

FOTOS: Daniel Boucinha

  

   


Outras notícias
Loja Virtual