Internacional

Sport Club Internacional

Official Website

05/10/2009

Coletiva explica saída do técnico Tite

Inter rescinde contrato com treinador Tite

O Internacional rescindiu na manhã desta segunda-feira (05/10) o contrato com o treinador Adenor Bacchi, o Tite. Ele ficou à frente do comando técnico por 16 meses, tendo conquistado três títulos: Copa Sul-Americana (2008), Gauchão (2009) e Copa Suruga (2009).

No começo da tarde, o Inter promoveu uma entrevista coletiva com Tite e o vice-presidente de futebol Fernando Carvalho no Beira-Rio. Ao lado do seu auxiliar técnico Cléber Xavier, Tite agradeceu pela oportunidade que recebeu do clube colorado. "Agradeço em primeiro lugar a oportunidade que me foi dada de estar técnico do Inter. Entendo que a grandeza do clube exija resultados melhores. A reação tem que ser imediata, por isso é compreensível que a direção opte por esta mudança. Fiquei quase um ano e meio no comando. É um tempo considerável para os parâmetros do Brasil", observou Tite.

O ex-treinador lembrou dos bons momentos que viveu no Inter, apontando a vitória por 1 a 0 sobre o Estudiantes, em La Plata, no primeiro duelo da final da Copa Sul-Americana de 2008, como um dos pontos altos da sua carreira de técnico. "É um dos maiores orgulhos da minha carreira profissional. Ganhamos do atual campeão da Libertadores na sua casa", recordou.

Após o pronunciamento de Tite, o vice-presidente de futebol Fernando Carvalho falou com a imprensa. O dirigente explicou que a sequência de resultados negativos tornou insustentável a permanência de Tite no Beira-Rio. "Os resultados insatisfatórios geraram uma ansiedade muito grande dentro do grupo. Seria muito difícil buscar a reação se não houvesse alguma mudança. Lamento muito pela demissão do Tite. Não é do nosso feitio, mas o futebol apresenta situações que nos obrigam a tomar decisões difíceis. Estamos sempre revendo e renovando conceitos", disse Fernando Carvalho.


Outras notícias