04/08/2009

Carta aos colorados sobre Fernandão

Caros torcedores colorados,

Foi com grande surpresa que na última segunda-feira, 3 de agosto, tomamos conhecimento da contratação do jogador Fernandão pelo Goiás. Ficamos ainda mais surpresos com as declarações do jogador em seu blog pessoal no mesmo dia afirmando que o Inter teria lhe “fechado as portas”.

Conforme vem sendo noticiado na imprensa há algumas semanas e, portanto, é de conhecimento público, o Internacional estava em processo de negociação com o jogador Fernandão a fim de que ele retornasse ao Beira-Rio nas melhores condições possíveis tanto para o jogador como para o clube. Tanto que, tão logo soube do desligamento de Fernandão do Catar, nosso vice-presidente de Futebol, Fernando Carvalho, apressou-se a estabelecer contato telefônico e via e-mail pessoal com jogador a fim de conversar sobre um eventual retorno ao Inter.

Nesses contatos, o Internacional deixou claro o seu interesse no retorno de Fernandão assim que o mesmo se desvinculasse de seus compromissos profissionais no Oriente Médio e retornasse ao Brasil. Estamos tranquilos quanto ao fato de que o jogador tinha total conhecimento deste interesse. 

Assim, com base nas últimas notícias, só nos resta concluir que ele decidiu antecipar a definição de seu futuro acertando com o Goiás, decisão que respeitamos com o mesmo apreço que sempre tivemos e continuaremos tendo em relação ao jogador Fernandão. Porém, o Inter reserva-se ao direito de vir aqui deixar claro para seus torcedores que em nenhum momento “fechou as portas” para Fernandão. Muito pelo contrário. Conduzimos todos os contatos com o jogador nos baseando nos mesmos princípios de ética e transparência que sempre pautaram nossa atuação nesses 100 anos de futebol brasileiro.

Apesar da surpresa com sua inesperada manifestação, o Internacional não quer polemizar a respeito do tema para nao afetar a imagem do seu grande ídolo e deseja ao jogador toda a sorte no prosseguimento da sua carreira no Goiás. Fernandão foi um dos maiores ídolos do Clube e isso nunca mudará. O Internacional sempre estará com as portas abertas para o nosso eterno capitão, que tão bem conduziu o Inter às conquistas da Copa Libertadores e do Mundial em 2006.


Outras notícias
Loja Virtual