25/07/2009

Derrota para o Botafogo no Engenhão

O Internacional foi derrotado por 3 a 2 pelo Botafogo, na noite deste sábado, no Engenhão, no Rio de Janeiro. O time carioca fez 2 a 0 ainda no primeiro tempo, mas o Inter buscou o empate na etapa final, com gols de Andrezinho, de pênalti, e Leandrão. Mas o Botafogo fez mais um e saiu vitorioso no jogo válido pela 14ª rodada do Brasileirão. Na próxima rodada, na quarta-feira (29/7), o time colorado enfrenta o Barueri-SP, no Beira-Rio.

O Inter teve desfalques importantes no jogo que foi disputado no Estádio Engenhão. Índio, Guiñazu e Alecsandro cumpriram suspensão pelo terceiro cartão amarelo e não viajaram para o Rio de Janeiro. O goleiro Lauro também ficou de fora do time, já que se recupera de uma lesão muscular.  Michel Alves foi o substituto. Bolaños iniciou o jogo ao lado de Taison no ataque, já que Nilmar transferiu-se para o Villarreal, da Espanha.

Taison e Bolaños mostraram boa movimentação nos minutos iniciais, com bons avanços em velocidade pelos lados do campo. Aos 3min, após boa triangulação envolvendo a dupla, a bola sobrou para Andrezinho chutar desviado na zaga adversária. O Botafogo respondeu no minuto seguinte. André Lima escorou de cabeça e Batista chutou ao lado do gol colorado, com perigo. Aos 6min, D’Alessandro cobrou falta para a área e a zaga desviou para escanteio.

O Botafogo se soltava em campo e levava perigo nos chutes de longa distância, principalmente com o zagueiro Juninho. Aos 9min, ele cobrou uma falta da intermediária e obrigou Michel Alves a fazer grande defesa para escanteio. Mas no minuto seguinte, após cruzamento da direita, o goleiro colorado não conseguiu interceptar a bola e Wellington só teve o trabalho de desviar para o gol. 1 a 0.

O time carioca jogava melhor no Engenhão. Aos 15min, Lúcio Flávio cruzou da direita e Michel Alves cortou para escanteio. Na cobrança, Lúcio Flávio cruzou para a área, Renato desviou fraco de cabeça e André Lima desviou de bico de pé para fazer 2 a 0.

O Inter sentiu os gols em sequência e passou e ter muitas dificuldades. Não conseguia ser ofensivo e era pressionado no seu campo de defesa. O Botafogo apostava nos chutes de média e longa distância. Aos 27min, Vitor Simões chutou de fora da área e a bola passou com perigo ao lado da trave esquerda.  Aos 31min, Juninho soltou a pancada em uma cobrança de falta e a bola explodiu na mesma trave. Aos 36min, Sorondo (foto) subiu alto e desviou de cabeça uma cobrança de escanteio. Castillo fez boa defesa. Aos 38min, Vitor Simões ganhou na velocidade da zaga colorada e chutou na saída de Michel Alves, que conseguiu fechar o ângulo e defender para escanteio. Aos 39min, Andrezinho chutou de fora e a bola raspou a trave esquerda.

No intervalo, Giuliano e Leandrão entraram nos lugares de D’Alessandro e Bolaños. Logo aos 50seg, Sandro invadiu a área e sofreu falta de Leandro Guerreiro. Pênalti claro! Andrezinho cobrou e diminuiu a vantagem carioca. Foi o 16º gol do meia-atacante em 93 jogos com a camisa colorada.

 O gol logo no início deu ânimo ao time colorado. Mas o ímpeto do Inter não resultava em finalizações. Aos 8min, foi o Botafogo que assustou: Juninho cobrou falta com um chute rasteiro e a bola explodiu no poste direito. Aos 12min Giuliano arrancou em velocidade do meio-campo, se livrou da marcação em frente à área e chutou em cima da zaga botafoguense. Aos 16min, André Lima girou no interior da área colorada e chutou desviado para escanteio.

O Inter chegou ao empate aos 18min. Andrezinho fez lançamento primoroso para Leandrão na marca do pênalti. O centroavante dominou a bola e chutou, no ar, no canto esquerdo de Castillo. 2 a 2. Leandrão, ex-Botafogo, foi chamado às pressas para compor o grupo, já que Nilmar havia acertado sua transferência para o futebol europeu na última sexta-feira.

A virada do Inter quase aconteceu aos 21min. Giuliano chegou até a área em alta velocidade, passou pelo goleiro Castillo, mas chutou por cima do gol. Aos 29min, o Botafogo marcou o terceiro gol. Após cruzamento da esquerda,a  bola chegou até Alessandro, que entrava por trás da zaga no segundo pau. O lateral desviou com precisão na pequena área e fez 3 a 2. O Inter não encontrava mais forças para reagir novamente.

Aos 45min, o Botafogo quase ampliou: Eduardo avançou pelo meio e chutou forte para defesa de Michel Alves. Na última chance da partida, Sorondo dividiu com o goleiro Castillo na área e o juiz acabou marcando falta para o time carioca. Com o resultado, o Inter segue com 24 pontos na quarta posição, e ficaria com a última vaga à Libertadores da América.

"Levar um gol logo no início dificultou muito. Conseguimos fazer um bom segundo tempo, mas acabamos sofrendo outro gol. Agora não adianta ficar lamentando, temos que pensar na próxima partida. Nosso objetivo é se manter entre o quatro primeiros", disse o lateral Bolívar.

"Foram duas etapas bem distintas. No primeiro tempo, o Botafogo criou mais oportunidades, mas na etapa final fomos efetivos. Acabamos sofrendo um gol de bola espirrada que deu a vitória ao Botafogo. Faltou equilíbrio de desempenho", analisou o técnico Tite.

"Temos que continuar trabalhando. Só dessa maneira iremos reagir e buscar melhores resultados", disse o vice-presidente de futebol, Fernando Carvalho.

"Temos que responder já na próxima quarta-feira (jogo contra o Barueri), impondo o nosso futebol durante os 90 minutos. Hoje fomos muito mal no primeiro tempo e buscamos a recuperação na etapa final. Acabamos sofrendo outro gol logo depois. Agora temos a responsabilidade de voltar a jogar o futebol competitivo e de resultados que a gente vinha apresentando na temporada", projetou o presidente Vitorio Piffero.

Botafogo (3): Castillo; Wellington (Thiaguinho), Juninho e Eduardo; Alessandro, Leandro Guerreiro, Lúcio Flávio, Renato (Reinaldo) e Batista; Vitor Simões (Jônatas) e André Lima. Técnico: Ney Franco.

Internacional (2): Michel Alves; Bolívar, Álvaro, Sorondo e Kléber; Sandro, Magrão (Marcelo Cordeiro), Andrezinho e D'Alessandro (Giuliano); Taison e Bolaños (Leandrão). Técnico: Tite.

Gols: Wellington (B), aos 10min do primeiro tempo, André Lima (B), aos 16min do primeiro tempo, Andrezinho (I), de pênalti, aos 2min do segundo tempo, Leandrão (I), aos 18min do segundo tempo, Alessandro (B), aos 29min do segundo tempo.

Cartões amarelos: Álvaro, Kléber (I).

Arbitragem: Evandro Rogério Roman, auxiliado por Roberto Braatz (PR) e Antonio Carlos de Oliveira (ES).

Local: Engenhão, Rio de Janeiro.


Outras notícias
Loja Virtual