05/07/2009

Inter vence no Recife e assume liderança isolada do Brasileirão

O Internacional venceu o Náutico por 2 a 0 na noite deste domingo, no Estádio dos Aflitos, no Recife, em jogo válido pela nona rodada do Brasileirão. Nilmar marcou os dois gols na etapa final, garantindo a liderança isolada da competição, com 20 pontos, dois à frente do vice-líder Atlético-MG. Foi a sexta vitória colorada em nove jogos. Agora, todas as atenções se voltam para a decisão do título da Recopa Sul-Americana, contra a LDU Quito, na próxima quinta-feira (9/7), no Equador.


Nilmar marcou duas vezes no Estádio dos Aflitos, no Recife

O Internacional viajou com força máxima para Recife. Apenas o volante Sandro permaneceu em Porto Alegre se recuperando de uma lesão muscular. O técnico Tite escalou a mesma equipe que iniciou a decisão da Copa do Brasil contra o Corinthians: Lauro; Bolívar, Índio, Danny Morais e Kléber; Glaydson, Magrão, Guiñazu e D´Alessandro; Taison e Nilmar.

Foi a terceira vez que Inter e Náutico se enfrentaram em 2009. O time colorado também havia vencido as outras duas partidas, pelas oitavas de final da Copa do Brasil: 3 a 0 nos Aflitos e 2 a 0 no Beira-Rio. Com a vitória deste domingo, manteve-se a escrita: o time colorado nunca perdeu em jogos oficiais no Estádio dos Aflitos.

 

O primeiro tempo foi de muita marcação e poucas chances de gols. Ambos os times tinham dificuldades na articulação entre o meio-campo e o ataque, e os chutes de longa distância apareciam com uma boa opção, principalmente pelo lado do Náutico. Aos 5min, Carlinhos Bala chutou para defesa segura de Lauro. Aos 11min, novamente Carlinhos Bala cobrou uma falta da intermediária e a bola explodiu na barreira. Aos 17min, Asprilla desviou de cabeça uma cobrança de escanteio e a bola passou sobre o travessão.

O Náutico rondava a área colorada, mas não conseguia sucesso nas finalizações. Aos 20min, Anderson Santana tentou o chute cruzado no interior da área, mas a bola foi fraquinha para as mãos do goleiro Lauro. Aos 26min, Carlinhos Bala chutou ao lado do gol colorado.

O Inter tentava colocar velocidade nos contra-ataques. Aos 29min, Nilmar recebeu um excelente lançamento no interior da área e foi derrubado por Galliardo. Pênalti claro! D’Alessandro cobrou com força, no canto esquerdo, e o goleiro Eduardo saltou para defender.

O time colorado não se abalou e seguiu pressionando. Mas quase sempre esbarrava no ferrolho armado pelo Náutico em frente à área. Aos 35min, Anderson Santana cobrou falta para a área e Lauro não conseguiu afastar a bola. Glaydson apareceu na pequena área para dar um chutão, não dando chance para o rebote adversário. Aos 40min, o Inter fez boa troca de passes até Kléber chutar ao lado do gol.

O Inter ainda teve um gol anulado na primeira etapa, aos 41min. Kléber lançou Nilmar na área, o atacante tirou a bola do alcance do goleiro e marcou o gol. No entanto, o bandeirinha sinalizou impedimento inexistente e anulou a jogada. Mas o atacante estava na mesma linha do zagueiro. Aos 44min, Nilmar fez boa jogada, passou por dois marcadores e tocou para Taison. O atacante arriscou o chute da meia-lua e a bola saiu pela linha de fundo. Aos 45min, Anderson Santana chutou da esquerda, de longa distância, e Lauro espalmou para escanteio. No último lance do primeiro tempo, Carlinhos Bala arriscou por cima do gol do Inter

O time colorado voltou com mais disposição para o segundo tempo. Passou a pressionar o Náutico no seu campo de defesa em busca do gol. Logo a 1min, D'Alessandro chutou forte de longe e Eduardo defendeu em dois tempos. O time pernambucano respondeu aos 2min, em um chute cruzado de Galliardo da direita que Lauro defendeu. Aos 5min, Nilmar lutou pela bola no interior da área e quase que a zaga do Náutico e o goleiro Eduardo se atrapalharam com a pressão do atacante colorado. Aos 13min, Kléber cobrou uma falta em cima da barreira.

O Náutico levou perigo em um veloz contra-ataque, aos 20min: Carlinhos Bala avançou livre de marcação, mas Lauro abandonou o gol e afastou a bola com os pés. Foi uma intervenção providencial do goleiro colorado. No minuto seguinte, Gilmar soltou a bomba no interior da área e Lauro fez outra grande defesa.

Aos 23min, o técnico Tite promoveu as entradas de Alecsandro e Andrezinho nos lugares de Taison e D’Alessandro. E foi justamente dos pés de Andrezinho que nasceu o primeiro gol colorado, aos 25min. O meia-atacante cobrou um escanteio e a zaga do Náutico não conseguiu tirar a bola da área. Nilmar aproveitou o rebote, e da pequena área, chutou com o lado de dentro de pé para abrir o placar. 1 a 0.

Aos 28min, Asprilla recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso. Com um jogador a menos, o Náutico sentiu ainda mais a pressão colorada. Aos 32min, Andrezinho fez uma enfiada de bola e Nilmar aproveitou o vacilo da defesa para chutou com precisão da entrada da área, no canto esquerdo do goleiro Eduardo. 2 a 0. Foi o terceiro gol de Nilmar no Brasileirão e o seu 62º com a camisa colorada.


Nilmar (D) decidiu o resultado do jogo no segundo tempo

Depois do gol, o Náutico tentou partir para cima para diminuir a vantagem, mas a zaga colorada estava bem postada e soube anular as investidas do adversário. O Inter tocava a bola, administrando a importante vitória fora de casa. Revoltada, a torcida do Náutico gritava ‘olé’. Aos 41min, o Inter quase ampliou ainda mais a vantagem, em um chute de Magrão que acertou a zaga. Foi o último lance da partida.

Na próxima rodada do Brasileirão, o Inter enfrenta o Atlético, no domingo (12/7), em Curitiba. A decisão do título da Recopa ocorre na próxima quinta (9/7), às 21h50min (horário de Brasília), no Equador. O time colorado precisa vencer a LDU Quito por dois gols de diferença ou por um gol acima de 1 a 0 - 2 a 1, 3 a 2, 4 a 3, etc.

"Conseguimos a importante vitória que nos deu a liderança isolada. Vamos continuar assim, lutando jogo a jogo", disse o volante Magrão após a partida.

"Sabemos que é muito importante vencer fora de casa. Por isso fomos em busca dos gols na etapa final", observou Bolívar.

"Esta vitória veio em ótima hora", avaliou Danny Morais.

"A vitória nos dá motivação. Conversamos antes do jogo que a Copa do Brasil tinha ficado para trás. Que bom que conseguimos vencer hoje. A liderança do Brasileirão era um objetivo", afirmou Nilmar, o artilheiro da noite.

"É uma vitória para a torcida do Inter. Ela nos apoiou muito no meio da semana, na Copa do Brasil, e merece o nosso total empenho em campo", disse o capitão Guiñazu.

"O time jogou bem, manteve o total controle da partida desde o começo. O Inter se impôs e mereceu o resultado. Ficamos dois pontos à frente do segundo colocado. Isso é muito importante. Agora vamos em busca da Recopa, lembrando que desde 2006, somente o Inter conquista títulos internacionais no Brasil", disse o presidente Vitorio Piffero.

"Quem vencer fora de casa vai longe nesta competição. Agora, na nona rodada, já atingimos o número de vitórias que somamos em todo o campeonato no ano passado. Hoje foi uma retomada. Vamos entrar de corpo e alma no Brasileirão", afirmou o vice-presidente de futebol Fernando Carvalho.

"O grupo respondeu de uma forma extraordinária, sabendo superar a perda do título da Copa do Brasil. Achamos o ponto de equilíbrio através de um bom desempenho técnico, tático e emocional", avaliou o técnico Tite.

Náutico (0): Eduardo; Nilson Ricardo, Vágner, Asprilla e Anderson Santana; Galiardo, Johnny (Eduardo Erê), Juliano (Márcio Barros) e Carlinhos Bala; Anderson Lessa (Aílton) e Gilmar. Técnico: Márcio Bittencourt.

Internacional (2): Lauro; Bolívar, Índio, Danny Morais e Kléber; Glaydson, Magrão, Guiñazu e D´Alessandro (Andrezinho); Taison (Alecsandro) e Nilmar (Bolaños). Técnico: Tite.

Gols: Nilmar (I), aos 25min do segundo tempo, Nilmar (I), aos 32min do segundo tempo.

Cartões amarelos: Amarelos: Galliardo, Asprilla, Johnny, Eduardo Erê (N); Danny Morais, Nilmar (I). Expulsão: Asprilla (N).

Público: 12.792

Arbitragem: Marcelo de Lima Henrique (RJ), auxiliado por Marcelo Mariano (RJ) e Lorival das Flores (RN).

Local: Estádio dos Aflitos, no Recife.


Outras notícias
Loja Virtual