05/07/2009

Os destaques da vitória no Recife

Por Alexandre Corrêa (texto) e
Alexandre Lops (fotos)
Enviados especiais/Recife

Nilmar matador

Ele está de volta. E com ele garantia de ainda mais qualidade no ataque colorado. Pois o atacante Nilmar foi o nome da partida ao marcar os dois gols da vitória que colocou o Inter na liderança isolada do Brasileirão. Nos dois gols, a marca do atacante. No primeiro, mostrou bom posicionamento depois de cobrança de escanteio e concluiu com frieza. No segundo, recebe na entrada da área e chutou com categoria, sem chance para o goleiro Eduardo. E além dos gols, ele sofreu pênalti no primeiro tempo. Com os dois gols marcados, Nilmar chegou aso 17 na temporada e os três no Brasileirão. Ele é o goleador do Inter na competição, ao lado de Bolaños.


Nilmar foi decisivo e marcou os dois gols sobre o Náutico

Liderança absoluta

Na nona rodada do Brasileirão, o Inter assumiu a liderança isolada da competição. Nos nove jogos, foram seis vitórias, dois empates e uma derrota, alcançando os 20 pontos e os 74% de aproveitamento. O Inter tem também a melhor defesa da competição com seis gols sofridos em nove jogos.

100 gols na temporada

O Inter chegou aos 100 gols em 43 jogos disputados na temporada. É o melhor aproveitamento entre os times brasileiros em 2009. O número de gols sofridos também é digno de nota: apenas 30, o que mostra o equilíbrio do time colorado.


Inter, do capitão Guiñazu, tem a melhor defesa do Brsasileirão

A força do grupo

E mais uma vez o grupo colorado mostrou a sua força. Quando o jogo estava 0 a 0, na etapa final, o técnico Tite chamou Andrezinho e Alecsandro do banco para entrarem nas vagas de D´Alessandro e Taison. E dos pés de Andrezinho nasceram os dois gols do Inter. No primeiro, cobrou escanteio que Nilmar completou. E no segundo achou Nilmar livre entre os zagueiros, depois de grande passe. “O grupo mostrou mais uma vez que é forte”, disse Andrezinho na saída do campo.


Andrezinho teve participação nos dois gols

A força do treinamento

No sábado à tarde, realizado no gramado suplementar da Ilha do Retiro, o técnico Tite passou bom tempo com o time ensaiando jogadas ensaiadas de bola parada. Sabia que no irregular gramado do Estádio dos Aflitos, os lances de bola parada seriam fundamentais. E foi nesse fundamento que saiu o primeiro gol, depois de cobrança de escanteio de Andrezinho, que Nilmar completou. “Treinamento faz as coisas”, disse Andrezinho.

O toque de bola envolvente

O segundo tempo do Inter foi envolvente com seu tradicional toque de bola. O Náutico nem parecia que jogava em casa. Ficou acuado, em seu campo, apostando só nos contra-ataques, enquanto o time colorado tocava a bola, procurava espaços e criava chances.


Inter, de Taison, conquistou mais uma vitória fora de casa no Brasileirão 2009

A segurança de Lauro

O goleiro Lauro foi perfeito em todos os lances que foi exigido na partida. Defendeu todos os chutes de fora da área do Náutico, foi perfeito nas saídas de gol e arrojado em um lance na etapa final no qual precisou dar um pique e dividir com o atacante pernambucano.

O centésimo jogo de Magrão

O volante Magrão completou seu centésimo jogo na noite deste domingo. Em dois anos de Clube, o jogador já conquistou quatro títulos (2 Gauchões, 1 Copa Dubai e 1 Copa Sul-Americana). Neste período marcou 15 gols pelo Inter.

Provocação devolvida com gols

Na chegada aos Aflitos, a torcida do Náutico gritou “Corinthians”, provocando em relação às finais da Copa do Brasil. Pois em campo, o Inter aplicou 2 a 0 no time, chegando na liderança e deixando os pernambucanos na zona de rebaixamento.

Um time de personalidade

Quando se perde um pênalti, um time geralmente sente na partida. Pois o Inter teve personalidade e mandou na partida depois da cobrança perdida por D´Alessandro. A equipe mostrou maturidade.


Outras notícias
Loja Virtual