12/06/2004

UH, TERROR! NILMAR MATADOR!

Inter goleia o Atlético-MG por 4 a 1 com uma atuação de luxo de Nilmar e sobe para a quarta colocação do Brasileirão

    O Internacional goleou o Atlético-MG por 4 a 1, no sábado, no Beira-Rio, e subiu para a quarta colocação do Campeonato Brasileiro. Foi a melhor atuação colorada na temporada. Desta vez, o técnico Lori Sandri quase não teve problemas de jogadores lesionados e conseguiu escalar um time que marcou bem, criou muitas oportunidades e chegou à vitória com toda justiça. Alex marcou primeiro, aos 26 minutos do primeiro tempo, depois de boa combinação com Chiquinho. Os mineiros empataram com Djair, aos 30 minutos do primeiro tempo. Na etapa final, veio a goleada. Nilmar (à esquerda na foto) marcou duas vezes, aos quatro e aos 31 minutos, em lances de grande velocidade e técnica. Aos 45, Gavilán, que havia entrado no segundo tempo, definiu o 4 a 1. Agora, o Inter enfrenta o Santos no próximo dia 20, na Vila Belmiro.   

O JOGO

   Na melhor atuação do ano, o Inter foi uma equipe equilibrada, criativa e com bom poder de marcação. Na defesa, Clemer mais uma vez foi perfeito, enquanto Sangaletti, como líbero, e Vinícius e Edinho, como zagueiros, tiveram eficácia, bem protegidos pelo volante Fernando Miguel. O time apresentou jogadas pelos dois lados. Pela esquerda, com Chiquinho e Alex, e pela direita, com Marabá e Bolívar. No ataque, Nilmar marcou dois gols, criou outras chances e esteve próximo da perfeição. Para completar o time, Danilo movimentou-se com desenvoltura e habilidade.

   A primeira investida do Inter na partida partiu dos pés de Chiquinho. O ala driblou no bico da área e chutou. A bola desviou em Zé Luiz e quase entrou aos 10 minutos. Dois minutos depois, Bolívar cruzou e Nilmar cabeceou para boa defesa de Eduardo. Aos 26, o gol. Chiquinho deu grande passe para Alex, que entrou na área, ganhou de um zagueiro, driblou o goleiro e chutou quase sem ângulo para marcar um golaço.

 Chiquinho (E) e Alex (D) comemoram o primeiro gol do Inter

   Aos 30, o empate dos mineiros. Rubens Cardoso entrou na área e cruzou. Fernando Miguel afastou parcialmente, mas a bola sobrou para Djair chutar forte no canto. No último minuto do primeiro tempo, o Inter quase marcou novamente. Em jogada ensaiada, Nilmar cruzou para Edinho cabecear para Marabá. O goleiro Eduardo salvou nos pés do volante colorado, em grande defesa.

   Para a etapa final, o Inter seguiu melhor. Aos quatro minutos, Nilmar ganhou do zagueiro Luiz Alberto em velocidade, driblou o goleiro e chutou para fazer 2 a 1. Nas arquibancadas, os cerca de 8 mil colorados cantaram: "Uh, terror! Nilmar é matador." Aos oito, o atacante continuou causando perigo ao Atlético. Entrou a dribles na área e quase marcou. A equipe mineira tentou o empate, mas era o Inter que levou mais perigo nos contra-ataques com Alex, Marabá, Nilmar e Danilo.

 Nilmar dribla o goleiro para marcar o segundo gol

   Aos 23, um susto. Alessandro entrou livre na área e cruzou para André. Edinho conseguiu interceptar a bola e salvou. Aos 28, Lori retirou Danilo e colocou Gavilán. A torcida reconheceu o bom desempenho do jogador baiano e gritou seu nome. Aos 31, Chiquinho começou a jogada a dribles e tocou para Marabá, que passou para Nilmar. O atacante chutou forte, no alto, e fez o terceiro gol do Inter na partida e o seu terceiro na competição. Foi também o 10º do goleador na temporada.  

   Aos 40, Nilmar encontrou Alex na área que chutou para grande defesa de Eduardo. No rebote, Rubens Cardoso afastou para escanteio. Nos últimos minutos, o Inter tocou a bola de primeira, enquanto a torcida gritou olé. No finalzinho, em contra-ataque, uma jogada envolvendo os três jogadores que entraram na etapa final (Wellington, Cleiton Xavier e Gavilán) resultou no quarto gol colorado. Wellington cruzou para Nilmar que escorou para Cleiton Xavier. A bola sobrou para Gavilán chutar na saída do goleiro e definir a goleada.

 Gavilán entrou na segunta etapa e marcou

   Depois da partida, todos comemoraram não só a vitória, mas principalmente a boa atuação de todos. "Tivemos um bom toque de bola. É isso que a torcida e nós queremos", afirmou Clemer. "A posse de bola foi melhor. Criamos mais", analisou Alex. O técnico Lori Sandri também enalteceu a qualidade do toque de bola. "A bola saiu com qualidade de trás até o ataque", disse o treinador.

 Jogadores comemoram a goleada

   O presidente Fernando Carvalho conceituou a atuação do time como "a melhor do ano". "Pela primeira vez, o Lori teve à disposição jogadores que não tinham atuado juntos ao mesmo tempo. O Inter vai bem longe nesta competição", prometeu Carvalho.

Internacional (4): Clemer; Sangaletti, Edinho e Vinícius; Bolívar, Fernando Miguel, Marabá (Wellington), Alex (Cleiton Xavier) e Chiquinho; Danilo (Gavilán) e Nilmar. Técnico: Lori Sandri.

Atlético-MG (1): Eduardo; Gaúcho, Luiz Alberto e André Luiz (André); Alessandro, Zé Luiz, Renato, Márcio Araújo (Tucho) e Rubens Cardoso; Alex Mineiro e Djair. Técnico: Paulo Bonamigo.

Gols: Alex (I), aos 26min do primeiro tempo, Djair (A), aos 30min do primeiro tempo, Nilmar (I), aos quatro e aos 31 minutos do segundo tempo, Gavilán (I), aos 45min do segundo tempo. Cartões amarelos: Edinho (I), Gaúcho, Renato e Tucho (A). Renda: R$ 78.531,00. Público: 7.738 (6.481 pagantes e 1.257 não pagantes). Arbitragem: Evandro Roman (PR), auxiliado por Roberto Bratz e Francisco Prado. Local: Estádio Beira-Rio.


Outras notícias
Loja Virtual