06/06/2004

UMA FESTA DE CANOAS A PORTO ALEGRE

Delegação colorada festejou a conquista do tricampeonato no trajeto entre Canoas e o Estádio Beira-Rio

   Tão logo terminou a partida que garantiu o tricampeonato gaúcho do Inter, jogadores, integrantes da comissão técnica, dirigentes e torcedores começaram uma grande festa. No campo, os jogadores correram em direção aos torcedores e gritaram juntos "Tricampeão, Tricampeão". O goleiro Clemer, que atuou no sacrifício graças a uma gripe, era um dos mais emocionados: "Graças a Deus eu jogo nesse time e fui tricampeão gaúcho". O goleiro colorado esteve presente nos três títulos. O presidente Fernando Carvalho, como homenagem, pegou o goleiro pelo braço e o levou até a torcida que gritou o nome de Clemer. "O Inter tem supremacia sobre o seu rival. Temos três títulos a mais, uma diferença muito boa. Agora, queremos o título brasileiro", afirmou o presidente Carvalho.

   Em meio a abraços, os jogadores ergueram o técnico Lori Sandri e gritaram "Lori, Lori, Lori". Lori até hoje disputou dois Gauchões e venceu os dois: em 1998, pelo Juventude, e em 2004, pelo Inter. Em seguida, ergueram também o preparador físico Paulo Paixão e cantaram "Uh, é seleção, Uh, é seleção". Paixão é um dos preparadores físicos da Seleção Brasileira. Este título é para o nosso torcedor, comemorou Lori.

   Durante a solenidade de entrega das medalhas e do troféu, os jogadores e os torcedores cantaram o hino do Inter. Em seguida, o capitão Alexandre Lopes ergueu o troféu e começou a volta olímpica na pista atlética do estádio da Ulbra. Os jogadores levaram a taça até próximo dos torcedores e cantaram juntos o refrão da música Sorte Grande, de Ivete Sangalo. "Poeiraaaaaaaa, poeiraaaaaaaaaaa, levantou poeiraaaaaaaaaaaa!!!", gritaram.


 
Jogadores colorados comemoram o título em Canoas


   Chiquinho subiu o alambrado e foi dar um beijo na sua mãe, que estava na arquibancada. O meia Diogo, com uma faixinha de tricampeão gaúcho na testa, era um dos mais felizes. Diogo havia pego a faixinha do lateral-esquerdo Kauê para comemorar. Kauê tinha recebido a faixa de um vendedor, nas arquibancadas, que o reconheceu e o presenteou.


 Chiquinho festeja junto aos seus familiares no estádio


    No trajeto de volta ao Beira-Rio, o carnaval colorado tomou conta da BR-116. Dezenas de carros e motos acompanharam o ônibus da delegação com um buzinaço e muitas bandeiras. Dentro do ônibus, a alegria era total. Clemer brincou de repórter e entrevistou Paulo Paixão e Labarthe com um telefone celular. Cleiton Xavier, com uma batucada improvisada no vidro do ônibus, cantou Sorte Grande mais uma vez. Todos os jogadores posaram para fotos abraçados com a taça do tricampeonato. Labathe, 19 anos, levou a taça durante boa parte do trajeto. Foi o seu primeiro título como profissional.


 
  Labarthe (E) e Nilmar (D) com a taça durante o trajeto de volta a Porto Alegre


   Em meio aos festejos, o atacante Rafael Sobis brincou com Nilmar. "Pô, na hora do teu gol, todo o banco saiu correndo atrás de ti e tu seguistes na pista. Aí, nós abraçamos a nós mesmos", disse Rafael, que estava no banco de reservas na partida. O goleiro André demonstrou preocupação com alguns torcedores mais exaltados que se penduravam perigosamente nas janelas dos carros em movimento. "Olha pra frente", pediu André.

   Ao chegar ao estádio, os torcedores foram recebidos por cerca de mil torcedores enlouquecidos que festejavam, cantavam, gritavam e dançavam. Os tricampeões tiveram que esperar por cerca de 10 minutos dentro do ônibus para poder entrar no vestiário tamanho era o volume de gente ao redor do ônibus.



Ônibus da delegação colorada foi recebido por milhares de torcedores no Beira-Rio


   Alexandre Lopes passou pela massa com a taça e foi saudado. O nome do goleiro Clemer foi bastante cantado. Assim como o do atacante Nilmar: "Uh, terror, Nilmar é matador". A delegação foi recepcionada ainda por uma bateria de fogos de artifícios e um trio elétrico. Os jogadores foram então para dentro do campo com a taça, enquanto os torcedores festejaram nas sociais. E a festa continuou por todo o Rio Grande do Sul. Festa de tricampeões.



Jogadores posam para a foto no interior do vestiário


Torcedores colorados comemoram o tricampeonato no Beira-Rio

 


Outras notícias
Loja Virtual