11/06/2009

Inter aposta na força do grupo

Dividido entre as disputas do Brasileirão e da final da Copa do Brasil, o Internacional conta com a qualidade do grupo na busca pelos melhores resultados em ambas as competições. Ao longo da temporada, mais de 40 jogadores foram utilizados pelo técnico Tite, comprovando que a força do time também está amparada na variedade de peças de reposição.

Somente no Brasileirão, após cinco rodadas, 23 diferentes atletas entraram em campo. Tite costuma trabalhar com um grupo de 32 jogadores, dos quais 28 defenderam o Inter em partidas oficiais. Do grupo atual, apenas os goleiros Agenor e Clemer, o meia Wagner Libano e o atacante Bolaños, recém contratado, não foram aproveitados. “O Inter não tem um time, e sim um grupo de jogadores que entram constantemente em campo”, define Tite.

O amplo aproveitamento gera uma concorrência saudável entre os jogadores. A cada partida, todos têm chances iguais de figurar na lista dos concentrados. “Desde o começo do ano a comissão técnica tem implantado esta filosofia. Todo mundo que entra dá o seu melhor para manter a qualidade do time. Fica sempre esta expectativa por uma chance”, ressalta Andrezinho, que apesar de não ser titular absoluto, já atuou em 30 dos 36 jogos disputados em 2009.

A metodologia não poderia ser diferente em uma temporada recheada de competições no ano do Centenário. Depois do título do Gauchão, conquistado de forma invicta, o Inter ainda tem pela frente outros cinco desafios: a Copa do Brasil, o Brasileirão, a Recopa, a Copa Suruga e a Copa Sul-Americana. A iminente decisão da Copa do Brasil - que inicia na próxima quarta-feira (17), com o enfrentamento diante do Corinthians, no Pacaembu – faz com que o time colorado faça valer mais do que nunca a força do seu grupo. O grande desafio é manter o excelente aproveitamento apresentado em campo desde o primeiro jogo do ano (são 29 vitórias, 5 empates e duas derrotas).


Andrezinho (C) iniciou 20 partidas e entrou no decorrer de outras 10

“É um desafio bem difícil, mas não impossível. Estamos tendo uma boa margem de acertos até agora, mas é importante sempre manter todos os jogadores mobilizados. Estamos trabalhando constantemente tanto a parte teórica como a prática do que pretendemos para o time”, observa o auxiliar técnico Cléber Xavier.

Para a partida contra o Vitória, neste domingo, no Beira-Rio, pela sexta rodada do Brasileirão, Tite poderá mais uma vez colocar um time misto em campo. Na atividade realizada na tarde desta quarta-feira no gramado suplementar, o treinador comandou um coletivo com o campo reduzido, no qual testou uma possível formação. Em um primeiro momento, os goleiros não participaram do treino, já que realizaram trabalhos específicos com o preparador Jorge Azevedo. O time foi disposto com Bolívar, Danny Morais, Álvaro e Marcelo Cordeiro; Glaydson, Maycon, Giuliano e Andrezinho; Talles Cunha e Alecsandro.

Na manhã desta quinta, Tite comandou mais um trabalho com o campo reduzido. Desta vez, porém, não testou nenhuma formação específica. O Inter volta a treinar na tarde desta sexta.


Outras notícias
Loja Virtual