22/05/2004

INTER VENCE E SOBE NA TABELA

Vitória sobre o Goiás deixou o time colorado entre os quatro primeiros do Campeonato Brasileiro

  Alex (D) marcou o gol da vitória colorada

   Inter venceu o Goiás por 1 a 0, na noite de sábado (22/05), no Estádio Beira-Rio, com um gol de pênalti do meia Alex, aos 26 minutos do primeiro tempo. Os resultados dos jogos que complementaram a sétima rodada do Brasileirão no domingo deixaram o time de Lori Sandri na quarta colocação, com 14 pontos - dentro da zona de classificação à Libertadores. O Inter segue invicto no campeonato há seis rodadas: são 4 vitórias e 2 empates. No próximo sábado, o time colorado enfrenta o Vitória, no Barradão.

O JOGO   

   Foi um grande resultado. Os desfalques da equipe, e até mesmo um problema de última hora, não foram suficientes para impedir a quarta vitória do Inter no Brasileirão: o Colorado está com 14 pontos ? mesma situação de Criciúma, Cruzeiro e São Paulo, que superam o time de Lori Sandri no saldo de gols.

   Momentos antes do início da partida, o zagueiro Edinho sentiu dores no joelho durante o aquecimento e foi preservado pelo departamento médico. Wilson entrou no seu lugar. Logo no primeiro minuto de jogo, Rodrigo Tabata cobrou falta com perigo e exigiu grande defesa do goleiro Clemer. Aos sete minutos, o atacante Diego arriscou de fora da área, mas a bola tomou muita elevação.

   A partida estava truncada, e os dois times encontravam dificuldades em criar oportunidades de gol. Foi em uma cobrança de escanteio, aos 14 minutos, que o Inter chegou com força: o zagueiro Wilson desviou de cabeça e a bola passou rente ao travessão. Aos 20, Diego sentiu uma pancada no tornozelo e foi susbtituído pelo atacante Toledo, que fez sua estréia com a camisa colorada.

   O time de Lori Sandri pressionava o Goiás, e aos 25 minutos, Josué cometeu pênalti em Marabá. Alex cobrou com perfeição e marcou o seu terceiro gol na temporada. Na comemoração, o meia colorado deu uma cambalhota no ar (foto abaixo). O gol ascendeu a equipe em campo, e por pouco o Inter não ampliou o placar. Aos 28, Alex cruzou rasteiro para o interior da área, onde Oséas quase marcou de cabeça. A bola foi para fora

 
Alex comemora o gol com uma cambalhota no ar

   No segundo tempo, o Goiás veio para cima na tentativa de obter o empate. O Inter tratou de se defender, arriscando-se somente nos contra-ataques. Aos seis minutos, mais uma baixa: o volante Marabá levou uma pancada nas costas e teve que deixar o campo para a entrada de Éderson.

   O técnico Lori Sandri buscou dar mais movimentação ao ataque colorado e colocou o meia Diogo no lugar de Toledo. E foi do jovem jogador a grande oportunidade de gol da segunda etapa: aos 32, Oséas ganhou na raça a bola no meio-campo e lançou para Diogo, que invadiu a área e chutou para fora, rente a trave esquerda do goleiro Harlei.

 
  Diogo quase ampliou o placar no segundo tempo

   A partir de então, a equipe colorada fechou-se atrás para garantir os importantes três pontos na tabela. A torcida entendeu isto, e cada vez que a equipe de Goiânia pegava na bola, milhares de vaias soavam das arquibancadas do Beira-Rio. Ao final da partida, todos reconheceram que o Inter não apresentou um bom futebol, mas valorizaram o resultado obtido. "Não fizemos um belo jogo tecnicamente, mas não faltou vontade em campo. O importante é que vencemos mais uma vez em casa", resumiu o meia Alex.

   Para o técnico Lori Sandri, os três pontos falam por si: "É um ótimo resultado, independente do futebol que foi apresentado." O presidente Fernando Carvalho salientou o comprometimento da torcida com a equipe: "A torcida colorada jogou junto com o time, e isto é muito importante. Apesar do sofrimento, fizemos a nossa lição de casa."

FICHA DO JOGO:

INTERNACIONAL (1): Clemer; Bolívar, Alexandre Lopes, Wilson e Vinicius; Marabá (Éderson), Fernando Miguel, Cleiton Xavier e Alex; Diego (Toledo) ( Diogo) e Oséas. Técnico: Lori Sandri.

GOIÁS (0): Harlei; André Cruz, André Dias, Renato (Jerri) e Paulo Baier; Josué, Danilo Portugal, Rodrigo Tabata e Jorge Mutt (Gustavo); Alex Dias (Douglas) e Leandro. Técnico: Celso Roth.

GOL: Alex, aos 26 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS: Alexandre Lopes, Fernando Miguel e Toledo (I); André Dias, Rodrigo Tabata e Jorge Mutt (G).

ÁRBITRO: Alício Pena Júnior, auxiliado por Guilherme Dias Camilo e Rodrigo Otávio Baeta (trio mineiro) PÚBLICO: Público total: 10.091, Pagantes: 8.340, Não pagantes: 1.751  (930 menores, 394 torcidas organizadas e 427 não pagantes). RENDA: R$ 94.240,00. LOCAL: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre


Outras notícias
Loja Virtual