22/04/2009

Copa do Brasil: Inter goleia Guarani por 5 a 0 e avança às oitavas

Em mais uma grande atuação, o Internacional goleou o Guarani por 5 a 0, na noite desta quarta-feira, no Beira-Rio, e avançou às oitavas-de-final da Copa do Brasil. Índio, Alecsandro (2), Taison e Bolívar marcaram os gols. Na soma dos resultados, o time colorado fez 7 a 1 na equipe de Campinas. Agora, o Inter espera pelo ganhador do confronto entre Náutico e Criciúma, que se enfrentam nesta quinta-feira no Recife. O primeiro jogo da terceira fase será disputado na próxima semana. A ordem das partidas será definida através de sorteio na CBF.

O Inter começou no ataque, imprimindo o seu estilo de jogo de toques de primeira em velocidade. A 1min, Taison arrancou pela esquerda, tabelou com D´Alessandro e foi à linha de fundo, recuando a bola para o argentino cruzar e a bola atravessar toda a área. O Guarani marcava com nove jogadores atrás. Uma primeira linha de quatro jogadores, uma segunda com cinco e apenas Romário na frente.

Aos 7min, Kléber cobrou falta para a área, Alecsandro desviou para Índio chutar forte e abrir o placar no Beira-Rio. Foi o 25º gol do zagueirão goleador do Inter. Agora está a apenas um gol de Figueroa, que marcou 26 gols pelo Inter nos anos 70. Foi também o segundo gol de Índio na Copa do Brasil.


Índio comemora: zagueiro abriu o placar contra o Guarani

Aos 9min, Kléber deu grande lançamento para Alecsandro, que matou no peito, enganando o marcador, mas quando foi chutar na área, não conseguiu acertar na bola. O Inter jogava bonito: aos 10min, D´Alessandro arrancou pela direita, tocou em Magrão, que devolveu de calcanhar para o argentino chutar rasteiro ao lado do gol com perigo. Aos 13min, Magrão deu um carrinho, dividindo a bola com o marcador, a bola subiu e chegou ao gol, mas o goleiro Douglas estava atento e defendeu. Aos 15min, Taison deu um drible sensacional no marcador, mas quando foi passar para Alecsandro, livre na área, a bola foi interceptada por um zagueiro.

O Inter ampliou, aos 16min, com um golaço: D'Alessandro fez jogada genial pela esquerda, driblou duas vezes o marcador e cruzou na medida para Alecsandro cabecear e fazer o 2 a 0! Foi o sétimo gol de Alecsandro na temporada e o segundo na Copa do Brasil.

O Inter era avassalador. Chegava com grande qualidade no ataque, trocando passes, driblando e concluindo. Atacava pelos dois lados e quando não tinha a bola, sufocava o adversário com uma marcação que começava lá na frente. Um show.

Aos 21min, D´Alessandro cobrou falta da intermediária e a bola passou ao lado do gol, com perigo. Boa cobrança do meia argentino, um dos destaques da partida. Aos 23min, Maranhão deu bom passe para Romário na área. O atacante girou e chutou para boa defesa de Lauro. Foi a primeira chegada do Guarani. O Inter respondeu com um veloz contra-ataque no minuto seguinte. Alecsandro avançou até a intermediária e tocou em Taison, que apareceu por trás da zaga. O atacante recuou para Guiñazu concluir por cima. Aos 28min, Romário arriscou de fora da área, mas o chute rasteiro chegou tranquilamente até o goleiro Lauro.

Aos 29min, D´Alessandro cobrou falta rapidamente para Magrão, na área. O volante ajeitou a bola e chutou cruzado para defesa salvadora de Douglas para escanteio. Aos 31min, Andrezinho recebeu na área, tentou cruzar, mas a bola foi em direção ao gol até que Lauro salvou em boa defesa para escanteio. Um minuto depois, Andrezinho acertou um chutaço da intermediária para Lauro defender no ângulo.

O Inter era letal no ataque, e aos 32min, fez 3 a 0. Tudo começou com D´Alessandro que, mesmo caído, matou a bola em uma jogada de domínio espetacular. D´Alessandro lançou então para Taison, que avançou em velocidade, em diagonal, e de fora da área, acertou uma bomba. A bola tocou no ombro do goleiro e entrou. Foi o 18º gol do goleador colorado na temporada. E o terceiro dele na Copa do Brasil.


Taison chegou aos 20 gols com a camisa do Inter

Quando o Guarani tentava reagir, o Inter utilizou outra das suas armas: o contra-ataque em velocidade. Aos 37min, o time colorado fez boa troca de passes pela direita até que Bolívar cruzou para a pequena área, mas ninguém empurrou para o gol. Na sequência do lance, Taison deu bom passe para D´Alessandro, que tentou encobrir o goleiro, mas a bola foi por cima.

O Inter não diminuía o ritmo. Aos 44min, Taison foi lançado em velocidade, o goleiro saiu desesperado e deu um carrinho, mas não tocou no atacante, que perdeu o equilíbrio e caiu.

Foi mais um show colorado no primeiro tempo. Chegou facilmente aos 3 a 0, com gols de Índio, Alecsandro e Taison. Destaque para o trio ofensivo formado por Taison, D´Alessandro e Alecsandro, autores de lindas jogadas em combinação, além de outras tantas de iniciativa individual.

O  Inter voltou para o segundo tempo com uma modificação. Saiu Kléber para a entrada de Marcelo Cordeiro. Aos 4min, D´Alessandro cobrou a falta, a bola atravessou toda a área, sem que ninguém tocasse. Aos 5min, após bola cruzada para a área, Álvaro cortou de peixinho, mas a bola sobrou para Dairo, que chutou rasteiro e cruzado, perigosamente, para fora.

Aos 6min, Marcelo Cordeiro cruzou na medida para Alecsandro cabecear no cantinho, sem chances para o goleiro. Terceiro gol do centroavante na Copa do Brasil. 4 a 0!

Aos 9min, Taison foi lançado por Alecsandro, entrou na área, tentou driblar o goleiro, que conseguiu salvar com um tapa na bola. Aos 16min, Andrezinho cobrou falta e Lauro defendeu com tranquilidade. Aos 19min, Guiñazu deu passe sensacional para Marcelo Cordeiro, que entrou na área e chutou por cima. Depois do lance, Guiñazu deixou o gramado, muito aplaudido, para a entrada de Rosinei. O estádio inteiro gritou o nome do argentino, que passou a braçadeira de capitão para Bolívar.

O Inter buscava com insistência o quinto gol. Aos 23min, Marcelo Cordeiro cruzou para Alecsandro que tocou de cabeça para Taison entrar em velocidade e chutar na trave. Um minuto depois, Sandro fez jogada sensacional pela ponta-direita, driblando dois marcadores e cruzando para Taison, que não conseguiu alcançar de cabeça. Aos 25min, D´Alessandro avançou pela direita e recuou para Alecsandro, na entrada da área, chutar por cima. A torcida vibrava com cada lance, cantando muito nas arquibancadas do Beira-Rio.

Aos 29min, D´Alessandro fez outra jogada sensacional, driblou o marcador, foi à linha de fundo e cruzou na medida para Bolívar. O lateral cabeceou com precisão no cantinho: 5 a 0. Foi o primeiro gol de Bolívar na temporada e o seu terceiro com a camisa colorada. Esta é a maior goleada da história diante do Guarani.


União colorada: Inter garantiu a classificação à terceira fase da Copa do Brasil

A partir de então, o Inter diminuiu um pouco o ritmo e passou administrar o placar elástico. Aos 38min, Danny Morais entrou no lugar de Álvaro. O jogo seguiu morno até o apito final, quando o time colorado pôde comemorar a classificação à próxima fase da Copa do Brasil.

Agora, o Inter espera pelo ganhador do confronto entre Náutico e Criciúma, que se enfrentam nesta quinta-feira no Recife. No primeiro jogo, houve empate em 2 a 2. A partir da terceira fase, a Copa do Brasil tem sorteio da ordem dos mandos de campo. Dessa maneira, se o Inter passar, saberá por intermédio de sorteio na CBF se jogará a primeira no Beira-Rio ou fora. O sorteio será realizado na sexta-feira às 14h.

"Fizemos um primeiro tempo muito bom e tocamos a bola no segundo tempo. O time está trabalhando bem. O importante é que eu faça um bom trabalho para o grupo aqui no Inter", disse D´Alessandro, um dos grandes nomes do jogo.

"O ataque é muito forte. É um time que vai muito forte para o ataque", afirmou Alecsandro, outro grande nome do jogo.

"Trabalhamos muito forte o toque de bola ao longo da semana. Isso dá resultado no campo", disse Sandro.

"Temos que ser competitivos e jogar forte sempre. O nosso time começa a marcar forte lá na frente. Isso é um dos segredos", afirmou Magrão.

"Vivemos um momento mágico dentro e fora de campo. O time e a torcida corresponderam e foi um espetáculo emocionante. Foi um grande jogo e uma grande atuação do time", elogiou o presidente Vitorio Piffero.

"A gente não se ilude com o resultado. O que me chamou a atenção foi a forma como a equipe está atuando. Gostei muito da atuação, mas é muito cedo para não criar nenhuma expectativa. Temos que seguir dessa maneira, com a corda esticada, em busca de todos os campeonatos que estamos disputando", disse o vice-presidente de futebol, Fernando Carvalho.

"Mais do que o placar o resultado, o importante foi o desempenho. Mantivemos o desempenho do último domingo.", avaliou o técnico Tite.

Internacional (5): Lauro; Bolívar, Índio, Álvaro (Danny Morais) e Kléber (Marcelo Cordeiro); Sandro, Magrão, Guiñazu (Rosinei) e D´Alessandro; Taison e Alecsandro. Técnico: Tite.

Guarani (0): Douglas; Maranhão, Maurício, Walter e Andrezinho;  Glauber, Claudiney Rincón, Danilo Rios (Rafael Fefo) e Chiquinho; Dairo (Matheus) e Romário (Mário Lúcio). Técnico: Vadão.

Gols: Índio (I), aos 7min do primeiro tempo, Alecsandro (I), aos 16min do primeiro tempo, Taison (I), aos 32min do segundo tempo, Alecsandro (I), aos 6min do segundo tempo, Bolívar (I), aos 29min do segundo tempo.

Cartão amarelo: Maurício (G).

Público: 23.784 (21.410 pagantes) / Renda: R$ 286.355,00.

Arbitragem: Antonio Denival de Morais, auxiliado por Ivan Carlos Bohn e José Carlos Dias Passos (trio do PR).

Local: Beira-Rio, Porto Alegre.

Fotos: Alexandre Lops


Outras notícias
Loja Virtual