13/04/2004

INTER EMPATA COM O VITÓRIA: 1 A 1

Partida de volta das oitavas-de-final da Copa do Brasil será disputada no dia 05/05, em Salvador

 

 Gavilán entrou no segundo tempo e fez sua reestréia no Inter (Foto: Ricardo Rimoli) 

   O Internacional empatou em 1 a 1 com o Vitória-BA - na noite desta quarta-feira, no Beira-Rio - na primeira partida das oitavas-de-final da Copa do Brasil. Com o resultado, o Colorado precisa vencer a partida de volta para seguir na competição.

O JOGO

   O Inter começou a partida pressionando o Vitória. Logo aos 6min, Chiquinho cobrou falta pela direita e Vinícius desviou de cabeça para as redes. Gol contra. A equipe baiana respondeu com Edilson, aos 12min: o atacante invadiu a área e chutou forte para grande defesa do goleiro Clemer. 

Aos 26min, Chiquinho cobrou falta e levou perigo à meta defendida por Juninho. A bola passou perto da trave esquerda. O jogo já encaminhava-se para o intervalo quando Obina empatou, aos 44min. 

   Na segunda etapa, a equipe de Lori Sandri veio determinada a reverter o placar. Aos 8min, Nilmar foi derrubado no interior da área pelo zagueiro Adailton, mas o árbitro capixaba Wallace Nascimento Valente não marcou o pênalti. O atacante sentiu o tornozelo direito no lance e deixou o gramado para a entrada de Diego. Logo em seguida, Gavilán fez sua reestréia no Inter, ao entrar no lugar de Bolívar.

   Aos 12min, Diego chutou em cima do goleiro, e no rebote, o zagueiro Marcelo Heleno afastou para escanteio. Aos 25min, Adailton recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso. O Inter aproveitou-se da vantagem numérica em campo e foi para cima do adversário. No entanto, a retranca armada pela equipe baiana dificultava as conclusões a gol.

   O goleiro do Vitória valorizava o tempo a cada reposição de bola, e acabou sendo advertido com o cartão amarelo. O árbitro deu esperança à torcida colorada ao sinalizar cinco minutos de acréscimo. 

   Aos 50min de jogo, Chiquinho chutou forte de fora da área e não marcou por detalhe. A bola passou rente a trave esquerda, para desespero dos quse 20 mil torcedores que compareceram ao Beira-Rio.

   Na entrevista coletiva, o técnico Lori Sandri resumiu o pensamento manifestado por todos os jogadores colorados ao final da partida: "Nada está perdido. Temos plenas chances de buscar o resultado em Salvador", afirmou.

   No próximo sábado - já visando a estréia no Brasileirão, na próxima quarta-feira (21/04), diante do Figueirense, em Florianópolis - os reservas do Inter realizarão um amistoso com o Caxias. A partida será disputada às 10 horas, no campo suplementar do Beira-Rio. No domingo, às 9 horas, está programado um coletivo entre a equipe titular e os reservas.

FICHA TÉCNICA:

INTERNACIONAL (1): Clemer; Bolívar, Alexandre Lopes, Edinho e Chiquinho; Marabá, Wellington, Élder Granja e Cleiton Xavier; Nilmar e Oséas (Rafael Sobis). Técnico: Lori Sandri.

VITÓRIA-BA (1): Juninho; Carlinhos, Marcelo Heleno, Adailton e Fabinho (Maurício); Xavier, Vinícius, Cléber e Arivélton, Edilson (Felipe) e Obina (Gilmar). Técnico: Agnaldo Liz.

GOLS: Vinícius, contra, aos 6min do primeiro tempo, e Obina, aos 44min do primeiro tempo

CARTÕES AMARELOS: Juninho, Carlinhos, Adailton e Arivélton (V); Alexandre Lopes (I)

EXPULSÃO: Adailton (V)

ÁRBITRO: Wallace Nascimento Valente (ES) LOCAL: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre

RENDA: R$ 166.973,00

PÚBLICO TOTAL: 18.381

Pagantes: 16.529

Não Pagantes: 1852 (Menores: 1284 Torcidas: 164 Não Pagantes: 404)

 


Outras notícias
Loja Virtual