19/03/2009

Soccerex divulga Inter no mundo do futebol

Por Aleco Mendes (texto e fotos)
Enviado especial/Brasília-DF

Como não poderia deixar de ser, o Inter foi um dos destaques no Soccerex, um dos maiores eventos do futebol mundial, realizado nesta terça e quarta-feira, dias 17 e 18 de março, no Centro de Convenções Brasil 21 em Brasília-DF. Além de ter se consagrado com o título Mundial de Clubes Fifa em 2006, o Internacional segue como exemplo para muitos clubes do Brasil e sob olhos atentos do mundo. Não bastasse isso, representantes de governos nacionais e internacionais procuraram o Inter para conhecer melhor a receita de sucesso do clube da Beira-Rio.


Emídio Ferreira (E), Pedro Affatato e o presidente Vitorio Piffero posam para foto com dirigentes da África do Sul durante o Soccerex

40 anos de Eusébio no Beira-Rio

Antes mesmo do início do Soccerex, no dia 17, o Clube dos 13 se reuniu para discutir as alterações do Estatuto do Torcedor. O presidente do Inter Vitorio Piffero, também vice-presidente do Clube dos 13 - entidade que reúne os principais clubes brasileiros -, esteve sentado à mesa principal de debate sobre o Estatuto do Torcedor. Após, ao final da tarde, um coquetel abriu o primeiro dia do Soccerex, para depois personalidades do futebol discutirem a globalização do futebol internacional num debate que reuniu Carlos Alberto Torres, capitão da Seleção Brasileira na conquista da Copa de 70, Ossie Ardiles, argentino campeão da Copa de 78, Paulo Rink, relações internacionais do Atlético Paranaense, e Eusébio, maior jogador português da história.


Clube dos 13 se reuniu antes do Soccerex na terça-feira para discutir o Estatuto do Torcedor

Aliás, o moçambicano Eusébio naturalizado português também faz parte da história colorada. O ex-jogador participou do primeiro jogo da história do estádio Beira-Rio, em 6 de abril de 1969, quando marcou o gol do Benfica na vitória do Inter por 2 a 1. Para comemorar os 40 anos do Gigante da Beira-Rio e ainda o Centenário do Inter, os vice-presidentes colorados Emídio Ferreira e Jorge Avancini entregaram uma camiseta oficial número 10 para Eusébio, hoje com 67 anos, e convidaram o português para a festividade de 100 anos do Inter, que será realizada no próximo dia 4 de abril. "Lembro da inauguração deste estádio maravilhoso, sempre é bom marcar pois a gente fica na história. Quando fiz o gol todos no Beira-Rio bateram palmas. Em Portugal, sou Benfica, vermelho e branco como o Internacional", comemora Eusébio, eleito melhor jogador europeu em 1965 e artilheiro da Copa do Mundo de 1966, com nove gols.


Vice-presidentes do Inter Emídio Ferreira (E) e Jorge Avancini (D) entregam camisa do Inter para Eusébio

>> Assista ao vídeo exclusivo com Eusébio no Soccerex:

Maquete do Beira-Rio chama a atenção no Soccerex


Maquete do Beira-Rio do futuro no stand do Inter foi destaque durante exposição no Soccerex

Demonstrando como será o Beira-Rio após o término do projeto de modernização Gigante Para Sempre, uma maquete do estádio com mais de dois metros de comprimento era o destaque no stand do Inter. Além disso, DVDs das maiores conquistas do Clube eram exibidos num grande televisor de LCD e banners detalhando como ficarão o Complexo Beira-Rio e arredores para a Copa do Mundo de 2014 no Brasil. O Inter e o Coritiba estiveram entre os stands mais visitados na exposição, ambos clubes que completam seus 100 anos em 2009.


Jogadores brasileiros chamavam a atenção dos estrangeiros ao fazer malabarismos com a bola

Na ocasião, os dirigentes colorados tiveram diversos encontros com expositores do País e do exterior, que mostravam novas tecnologias do mundo do futebol, soluções nas construções de modernos estádios e também conversaram com os sul-africanos que mostravam o que estão preparando para a Copa de 2010, seus novos estádios e o desenvolvimento em infra-estrutura promovido na África do Sul. A programação contou ainda com painel sobre oportunidades de negócios no Brasil antecipando a Copa de 2014, tendo a participação de importantes membros de entidades que administram o futebol brasileiro. Além disso, fórum sobre as lições do mercado internacional de futebol e o desenvolvimento de jogadores no país. "A participação do Inter neste evento foi muito importante e demonstra mais uma vez a grandeza do nosso Clube, interessado no seu permanente crescimento", afirmou o vice-presidente de marketing Jorge Avancini.

Presidente Vitorio Piffero visita Ministro do Esporte Orlando Silva

Ainda na manhã do segundo dia do Soccerex, o presidente do Inter Vitorio Piffero e o 1º vice-presidente Pedro Affatato foram ao Ministério do Esporte se encontrar com o Ministro Orlando Siva. Os dirigentes colorados discutiram sobre a evolução do projeto Gigante Para Sempre, falaram das vitórias do time do técnico Tite dentro de campo e convidaram o Ministro para a festa dos 100 anos do Inter dia 4 de abril. O Ministro confirmou presença de imediato e aproveitou para destacar o trabalho realizado no Internacional. "O modelo de modernização do Beira-Rio e gerenciamento de sucesso do Inter é bom exemplo para todos os clubes do Brasil, bem como os governos estaduais e demais instituições envolvidas na preparação do País para a Copa de 2014", elogiou.


Presidente Vitorio Piffero convidou pessoalmente o Ministro Orlando Silva para a festa do Centenário do Inter

O Ministro do Esporte Orlando Silva lembrou que o estádio Beira-Rio é o indicado pelo governo e prefeitura gaúchos para sediar os jogos da Copa do Mundo. "O Beira-Rio vai muito bem, cumprindo passo a passo o seu planejamento, e deverá fazer bonito em 2014", completou Orlando Silva. Mais tarde, o presidente Vitorio Piffero concedeu entrevista ao programa Arena SporTV, da  SporTV, ao vivo direto do local do evento em Brasília. O programa, comandado pelo narrador Cléber Machado, conversou com Vitorio Piffero principalmente sobre negociações de jogadores e o crescimento do Internacional nos últimos cinco anos, firmando o Clube como um dos mais bem administrados do Brasil. O presidente comentou sobre as vendas dos atletas colorados e as reposições à altura dos que saíram. "Nós vendemos e trazemos jogadores. Essa é a melhor maneira de se manter um clube. Alexandre Pato e Fernandão saíram, por exemplo, mas trouxemos Nilmar e D?Alessandro. Tem que estar atento ao mercado da bola", receitou Piffero.

> Veja a entrevista que foi reproduzida no site globoesporte.com


Outras notícias
Loja Virtual