04/03/2009

Os nomes do jogo contra o União-MT

Foi um jogo nervoso. O time do União veio decidido a marcar forte, posicionar-se atrás e fazer o tempo passar. Para se ter uma idéia, o goleiro fez cera no primeiro tiro de meta  a ser cobrado logo a 50 segundos. O resultado? Cartão amarelo para o goleiro. Pois, por tudo isso, definitivamente foi um jogo nervoso. Para piorar, o Inter não conseguiu furar o bloqueio no primeiro tempo e se dirigiu ao vestiário com um empate sem gols.

Pois aí veio o segundo tempo e apareceram os nomes do jogo. A começar por Guiñazu, que foi o guerreiro de sempre, marcando, chegando em todas as divididas e empurrando o Inter para frente. Nunca há bola perdida para o volante argentino. Tanto que aos 47 minutos do segundo tempo, recuperou uma das tantas bolas que conseguiu ao longo do jogo. Impressionante o pulmão do argentino.

Mas enquanto Guinãzu foi um leão o jogo inteiro, três jogadores colorados foram decisivos nas jogadas mais importantes do confronto. O primeiro foi o zagueiro Índio (foto ao lado), que mais uma vez marcou o gol de abertura. O seu gol diante do Rondonópolis foi o 23º com a camisa colorada e o terceiro nos últimos quatro jogos. Índio se credencia cada vez mais a superar até mesmo o zagueiro chileno Figueroa, em número de gols marcados pelo Inter.

O segundo nome decisivo entrou na etapa final para marcar o gol da vitória. Alecsandro, um dos principais reforços para a temporada, contratado justamente para balançar a rede, fez o seu primeiro em um momento dramático. O jogo estava 1 a 0, resultado que levaria para a decisão por pênaltis. Mas daí Alecsandro pegou um rebote na pequena área e concluiu com precisão para marcar o gol decisivo. Na comemoração, correu até o goleiro Lauro, o seu grande amigo no Clube, e até os jogadores que estavam no banco de reservas para dar um abraço e mostrar a força do grupo.


Alecsandro marcou seu primeiro gol pelo Inter (Marcelo Campos)

O amigo de Alecsandro, por sinal, também brilhou. Aos 40min, em uma cobrança de falta para a área, o zagueiro Alex Mineiro cabeceou na pequena área. Parecia gol certo. Mas Lauro fez defesa sensacional, no reflexo, e conseguiu evitar o gol que poderia dar a classificação ao União. Uma defesa decisiva!


Outras notícias
Loja Virtual