04/03/2009

Copa do Brasil: Inter faz 2 a 0 no União e avança à próxima fase


Inter, de Taison (E) e Índio (D), ficou com a vaga à próxima fase da Copa do Brasil (Lucas Uebel/Vipcomm)



>> Veja  a galeria de fotos da partida

O Internacional venceu o União Rondonópolis-MT por 2 a 0, na noite desta quarta-feira, no Beira-Rio, e se classificou à próxima fase da Copa do Brasil. Os gols saíram na etapa final, com Índio e Alecsandro. Agora, o Inter enfrentará o Guarani-SP na próxima fase. O primeiro jogo deve acontecer no dia 8 de abril, em Campinas.

Pressão desde o início

O Inter começou pressionando já nos primeiros segundos de jogo: Kléber lançou D´Alessandro, mas a zaga conseguiu tirar a bola do argentino. Já aos 50seg, o goleiro Paulo Sérgio retardou a cobrança de tiro de meta e foi advertido com o cartão amarelo. Aos 3min, D´Alessandro cobrou a falta e Andrezinho cabeceou para defesa salvadora de Paulo Sérgio. Quase o gol colorado! No lance seguinte, Andrezinho deu bom passe para Taison, que foi à linha de fundo e cruzou com perigo. A bola atravessou a pequena área.

O Inter impunha ritmo forte de cara. Com cinco minutos, o time colorado já havia criado chances para marcar. O União estava encolhido atrás, defendendo-se como podia. Aos 6min,  D´Alessandro recebeu na entrada da área, enganou o marcador e chutou de pé direito rasteiro para defesa de Paulo Sérgio. Aos 8min,  Andrezinho roubou a bola, avançou e tocou para D´Alessandro, na área. O argentino rolou a bola para Taison chutar no corpo de um zagueiro. Mais uma chegada forte colorada.

Aos 10min, Bolívar deu bom lançamento para Nilmar, que foi à linha de fundo e cruzou para Taison, mas o goleiro Paulo Sérgio saiu bem do gol. O jogador do União aproveitou para ganhar mais tempo, simulando que estava lesionado. Aos 15min, Andrezinho cobrou a falta para a área e Álvaro cabeceou ao lado do gol, desequilibrado.

Quando estava com a bola, o Inter atuava com D´Alessandro bem à frente, quase como um atacante ao lado de Taison e Nilmar. Com isso, Andrezinho fazia a tarefa de armação nos primeiros minutos.

Adversário fechado

Aos 19min, contra-ataque em alta velocidade puxado por Taison, pela esquerda. Ele tocou em D´Alessandro que de primeira achou Kléber, que cruzou e a zaga afastou para escanteio. Na cobrança, a bola sobrou para Índio, que matou no peito, mas a bola escapou e o goleiro defendeu. Aos 24min, após falta cobrada para a área do Inter, a bola sobrou para Clodoaldo, que chutou errado para fora, sem perigo.

Aos 28min, Andrezinho arrancou do meio-campo em velocidade, avançou até a entrada da área e chutou. A bola tocou na zaga e saiu ao lado do gol. Foi uma boa iniciativa do meia. Aos 31min, Taison recebeu na área, pelo lado esquerdo, driblou para o meio e chutou rasteiro na rede pelo lado de fora. Aos 36min,  D´Alessandro recebeu grande passe na área e chutou no cantinho para grande defesa de Paulo Sérgio. Um minuto depois, no contra-golpe, Clodoaldo chutou de fora da área ao lado do gol.

Guiñazu, na marcação, seguia sendo o guerreiro de sempre. Sua atuação desarmava muitos contra-ataques do adversário. Aos 42min, Taison foi chutado por Odvan na área. Incrivelmente o árbitro Wagner Tardelli não deu o pênalti. Um absurdo! Aos 44min,  D´Alessandro cobrou falta para a área e Paulo Sergio defendeu bem. Foi o último lance do primeiro tempo.

O Inter teve dificuldades diante do time bem fechado do União. O meia Andrezinho procurou armar o jogo, enquanto D´Alessandro ficou quase como um atacante ao lado de Taison e Nilmar. Nota negativa para o juiz Wagner Tardelli, que não marcou um pênalti claro de Odvan em Taison.

Ao ataque em busca da classificação

No intervalo, o técnico Tite colocou Giuliano no lugar de Andrezinho. Já o União voltou com o mesmo time para a etapa final.

Aos 2min, D´Alessandro tocou para Giuliano, na entrada da área, que chutou forte ao lado do gol. Quase o gol colorado. Aos 5min, Guiñazu roubou a bola do adversário na linha de fundo, tocou em D´Alessandro, que cruzou para Giuliano arrematar prensado com a zaga para fora. Aos 8min, Giuliano cobrou a falta para a área e Paulo Sérgio saiu bem do gol. Aos 9min, depois de cobrança de escanteio, Odvan fez falta em Índio e chutou para fora. O juiz não marcou a irregularidade. No minuto seguinte, Bolívar avançou pela meia-direita e concluiu por cima do gol, de fora da área.

Aos 18min, Taison recebeu na entrada da área e chutou forte para defesa do goleiro Paulo Sérgio. Aos 19min, saiu Bolívar para a entrada de Alecsandro, no Inter. O time colorado foi com tudo pra cima. E aos 21min, o time colorado abriu o placar: D´Alessandro cobrou falta de maneira sensacional e a bola tocou na trave. No rebote, Índio, de cabeça, tocou para o gol vazio. 1 a 0!

Aos 23min, Taison viu o goleiro fora do gol e chutou da ponta-direita, quase marcando um golaço. Aos 25min, Alecsandro cabeceou para defesa do goleiro Paulo Sérgio. O Inter era só pressão, enquanto os jogadores do União se atiravam no chão para fazer o tempo passar.

Alecsandro entra e decide

Aos 28min, Guiñazu ergueu a bola para a entrada da área, Magrão tocou de cabeça para Nilmar, que deu toque genial encobrindo o goleiro. A bola tocou no travessão e voltou para Alecsandro na pequena área chutar forte e marcar o segundo gol! Festa no Beira-Rio! 2 a 0 para o Inter!

O Beira-Rio era uma festa só, cantando e fazendo as arquibancadas balançarem. Aos 38min, Odivan deu uma pancada em D´Alessandro e foi expulso. Aos 40min, Dilmar cobrou falta para a área, Alex Mineiro cabeceou, Lauro defendeu sensacionalmente e Alecsandro salvou para escanteio.

Aos 41min, saiu Nilmar para a entrada de Danilo. O Beira-Rio cantava incentivando o Inter em busca da classificação até os minutos finais. Com o apito final, o Gigante comemorou intensamente a classificação. Com o resultado, o Inter avançou para a segunda fase da Copa do Brasil onde irá enfrentar o Guarani, de Campinas. O primeiro jogo deve acontecer no dia 8 de abril, em Campinas.

"Estou muito feliz de ter ajudado o time. O time está de parabéns pela classificação", disse Índio.

"Fui contratado para fazer gols e entrar num jogo desses e marca o gol da classificação é muito importante para mim", afirmou Alecsandro. "Agora é pensar no segundo turno do Gauchão", projetou o atacante Taison.

"A nossa torcida deu show hoje. A classificação só foi possível porque a torcida nos ajudou bastante", elogiou o assessor de futebol, Giovanni Luigi.

"Quero fazer um grande agradecimento ao torcedor que nos apoiou os 90 minutos. Um beijo no coração de cada torcedor. A equipe estava nervosa porque havia muita pressão. Foi um dos jogos mais difíceis dos últimos tempos", disse o presidente Vitorio Piffero.

"Fico feliz de estar em um grande clube e de ter companheiros de ataque em nível de Seleção. O professor Tite vai saber a hora certa de me colocar. A cada dia me dedico mais e me preparo mais e vou estar sempre preparado", disse o atacante Alecsandro.

"A equipe adversária picotou o jogo e jogou em cima da nossa ansiedade. Viemos de um clássico Gre-Nal, que absorve muito a todos. A gente entrou com a pressão de ter perdido para o União no jogo de ida. Erramos muitos passes no primeiro tempo, mas na etapa final conseguimos colocar dois articuladores para dar mais agressividade ao time e aí chegamos ao resultado", avaliou o técnico Tite.

Internacional (2): Lauro; Bolívar (Alecsandro), Índio, Álvaro e Kléber; Guiñazu, Magrão, Andrezinho (Giuliano) e D´Alessandro; Taison e Nilmar (Danilo Silva). Técnico: Tite.

União-MT (0): Paulo Sérgio; Alex Mineiro, Rodrigo e Odvan; Richard, Rocha, Wender, Jonas (Dilmar) e Maciel; Clodoaldo (Cleidir) e Diogo. Técnico: Zé Humberto.

Gols: Índio (I), aos 21min do segundo tempo, Alecsandro (I), aos 28min do segundo tempo.

Cartões amarelos: Paulo Sérgio, Rodrigo, Odvan, Alex Mineiro, Wender (U), Andrezinho (I).

Público: 26.387 (23.783 pagantes)/ Renda: R$ 302.905,00

Arbitragem: Wagner Tardelli, auxiliado por Alcides Zawaski Pazetto e Luis Alberto Kallenberger.

Local: Beira-Rio, Porto Alegre.

Fotos: Alexandre Lops


Outras notícias
Loja Virtual