12/02/2009

Inter treina para enfrentar o Caxias

Depois do empate contra o Ypiranga em Erechim, que garantiu classificação antecipada em primeiro lugar para a próxima fase do Campeonato Gaúcho, o técnico Tite já comandou atividades nesta quinta-feira no campo suplementar A do Complexo Beira-Rio. Visando a partida frente ao Caxias, os jogadores do Inter que não atuaram nesta quarta em Erechim participaram de um jogo treino com o Cruzeiro, de Porto Alegre. A principal novidade foi a presença do recém contratado Alecsandro, que anotou um dos gols da vitória colorada por 3 a 0. Os outros dois gols foram de Magrão e Marinho.


Perto da estreia: centroavante Alecsandro faz gol em jogo treino no Beira-Rio (fotos: Lucas Uebel/ Vipcomm)

Na primeira etapa da goleada sobre o time da zona norte da capital gaúcha, jogaram Michel Alves; Bolívar, Índio, Danilo Silva e Marcão; Sandro, Guiñazu, Magrão e Taison; Nilmar e Alecsandro. Alecsandro fez o segundo gol, após receber bom passe de Nilmar dentro da área adversária, driblar dois jogadores e chutar no canto do goleiro. O atacante ainda participou do primeiro gol, quando ele chutou, o goleiro rebateu e Magrão mandou pras redes. Na segunda etapa, Tite mudou o time, que teve Michel Alves; Daniel, Wagner, Diego Manfio e Leo; Paulinho, Rosinei, Giuliano e Marquinhos (Wagner Líbano); Marinho e Leandrão.

"Me senti bem. É bom para ver a movimentação, principalmente com o Nilmar e o Taison", explicou Alecsandro. "Teremos um ano muito forte. Não estou trabalhando apenas para esse jogo de domingo, penso na preparação para toda a temporada. Se eu tiver a oportunidade de jogar no domingo, vou ficar feliz, mas se não, sigo os treinos mesmo jeito", completou. O lateral e zagueiro Bolívar foi outra boa notícia do dia, voltando a treinar com bola. "Treinei e não senti nenhuma dor, estou à disposição. Sei da concorrência na minha função, o Arilton e o Danilo entraram bem, porém preciso fazer a minha parte para dar uma dor de cabeça boa ao treinador", avaliou Bolívar.

Já o volante Sandro, de 19 anos, está com moral ao Beira-Rio: chegou na última terça-feira com o título sul-americano como capitão da Seleção Brasileira Sub-20 na bagagem e tem recebido muitos parabéns pela conquista. Independente disso, o garoto prega humildade, mas admite estar mais maduro. "Estou trabalhando duro, buscando o meu espaço e agora quero aproveitar as oportunidades no Inter. Estou um pouco mais experiente depois do Sul-Americano com a Seleção", falou Sandro após treinar ao lado de Guiñazu, Magrão e Taison no meio, mais Nilmar e Alecsandro no ataque.


Outras notícias
Loja Virtual