29/12/2008

Gigante Para Sempre aprovado por unanimidade pelos vereadores

A Câmara de Vereadores de Porto Alegre aprovou de forma unânime, na tarde desta segunda-feira (29/12), em sessão ordinária, os projetos de lei que envolvem a modernização do Complexo Beira-Rio. Os detalhes do projeto Gigante Para Sempre foram discutidos pelo vereadores, assim como o regime urbanístico na área do antigo estádio dos Eucaliptos.

O Internacional possui um projeto de remodelação do Complexo Beira-Rio denominado 'Gigante Para Sempre'. A partir desse projeto de modernização, o clube se adaptaria às mais recentes exigências e padrões internacionais do futebol, pronto para sediar qualquer jogo nacional ou internacional, com um complexo esportivo sustentável. A casa do clube do povo continuará sendo motivo de orgulho para todos os colorados e para todo o Brasil, que passará a contar com um dos mais modernos e belos complexos esportivos do mundo.


Ricardo Gothe (E), da secretaria de planejamento de Porto Alegre, José Fortunatti (D), da secretaria extraordinária da Copa 2014 (Secopa), o secretário-geral do Inter, Alexandre Mussói, o presidente Vitorio Piffero e o vice-presidente de patrimônio, Emídio Ferreira, comemoram resultado da votação na Câmara de Vereadores

Na primeira etapa da sessão na Câmara de Vereadores, o futuro da área do estádio dos Eucaliptos esteve em pauta. Foi aprovada pelos vereadores a construção de prédios residenciais na extensão compreendida hoje pelo antigo estádio. A propriedade será vendida pelo Clube para angariar recursos para a remodelação do Beira-Rio. Ali o índice construtivo, que é a medida que estabelece o total de área construída em relação ao tamanho do terreno, foi ampliado de 1,3 para 1,9. O limite de altura da região foi aumentado de 18 metros para 33 metros.

Logo após, por unanimidade, os vereadores da Câmara Municipal aprovaram o projeto de lei do Executivo que estabelece permissões para que o Internacional faça construções na área localizada entre as avenidas Edvaldo Pereira Paiva (Beira-Rio) e Padre Cacique em Porto Alegre. "A partir dos cenários arquitetônicos e Estudo de Viabilidade Urbanística, configurou-se um projeto inovador que tem como principais metas dotar a cidade de moderníssimo complexo esportivo", defendeu o prefeito José Fogaça na Exposição de Motivos encaminhada à Câmara Municipal. 

"Ficou dentro da nossa expectativa. A Câmara de Vereadores foi muito sensível com o Gigante Para Sempre, tornando-o um projeto viável. Esta foi uma primeira etapa, agora é mãos-à-obra. Certamente o porto-alegrense, os gaúchos e toda a comunidade ficarão satisfeitos com o presente do Internacional", comemorou o presidente Vitorio Piffero.


Vereadores aprovaram por unâmidade execução do projeto Gigante Para Sempre
(Fotos:
Elson Sempé Pedroso/ CMPA)

Durante a votação, o plenário da Câmara Municipal aprovou nove emendas ao projeto de lei Gigante Para Sempre. Entre elas, destacam-se a que prevê que os recursos oriundos das operações do Clube no local devam ser aplicados na manutenção do Parque Marinha do Brasil; a que proíbe o uso das construções para fins de habitação; a que preserva o uso público da orla do Guaíba permitindo passeios e caminhadas pela Avenida Edvaldo Pereira Paiva (Beira-Rio); a que reduz o índice de aproveitamento do regime urbanístico de 1.3 para 1.0; a que define a altura máxima das edificações na Avenida Padre Cacique para 52 metros, em uma distância de, no máximo, 60 metros a partir da referida avenida; a que exige que o parcelamento do solo das áreas públicas seja submetido à avaliação da Câmara Municipal antes de qualquer construção.



>> Ilustrações do Beira-Rio do futuro


Gigante Para Sempre é o futuro do Complexo Beira-Rio

Detalhes do 'Projeto Gigante Para Sempre':

Estacionamento: para comodidade do torcedor que vai nos jogos, nos shows no Gigantinho, no Centro de Eventos, ou apenas usufruir das lojas e restaurantes do complexo. Um edifício com altura inferior à das copas das árvores existentes, causando o menor impacto possível na paisagem do parque. No outro lado do complexo haverá outro estacionamento embaixo de uma esplanada. Ambos terão entradas e saídas pelas avenidas Padre Cacique e Beira-Rio.

Gigantinho: será reformado e adequado para receber todo tipo de espetáculos e convenções. Hoje em dia, o ginásio já é usado para esse fim, apesar de não ter a estrutura adequada. Essa área ganhará também um novo espaço que será transformado em praça de acesso, com monumentos e bares.


Visão interna do Beira-Rio modernizado

Campos suplementares: ganharão nova disposição, liberando a periferia do estádio. Com novos campos e quadras, será uma estrutura completa para o treinamento de várias equipes ao mesmo tempo - profissionais, categorias de base e times visitantes. A área contará ainda com um centro de treinamento com academia, departamento de fisioterapia, centro médico, saunas e vestiários.

Hotel: feito com investimento de capital privado, em parceria com uma rede hoteleira, que aproveitará a estrutura invejável que o complexo oferecerá, além de sua localização privilegiada. O Internacional também poderá usufruir deste hotel para fazer a concentração de seus jogos, assim como os times visitantes.

Arquibancada: a arquibancada inferior será modificada e ampliada, eliminando a antiga coréia e o fosso, aproximando assim a torcida do campo e aumentando o calor e a beleza do espetáculo. Toda a volta do anel inferior receberá camarotes e suítes, obra esta já iniciada. Além disso, todos os lugares do estádio terão cadeiras e serão marcados. 

Cobertura: o Gigante receberá uma nova e moderna cobertura, construída em estrutura metálica, cobrindo todos os lugares do estádio, inclusive as rampas e os acessos aos portões. A nova estrutura, projetada em módulos, permitirá uma construção rápida e em etapas. Com isso, não haverá  necessidade de interdição do estádio.


Beira-Rio entrará em uma nova era

Acesso: uma marina será construída na orla do Guaíba, dando nova possibilidade de acesso ao Complexo.

Lazer: sob a cobertura do estádio será construída uma nova área de lazer, voltada para o Rio Guaíba, que contará com museu do Internacional, loja do clube, praça de alimentação, e restaurantes panorâmicos no último andar. A nova cobertura do Beira-Rio será formada por 75 módulos.

Imprensa: Integradas a estrutura da cobertura estão previstas novas cabines de imprensa, que serão as mais modernas do Brasil.

* Não haverá a necessidade de interdição do estádio durante a execução do projeto.

Ilustrações: HypeStudio


> De olho na Copa do Mundo 2014

Acesse: http://www.portoalegre2014.rs.gov.br/

O Brasil foi confirmado pelo Comitê Executivo da FIFA como o país-sede da Copa do Mundo de 2014. O anúncio foi feito no dia 30 de outubro de 2007 no auditório da Casa da FIFA, em Zurique, na Suiça. Durante a cerimônia, o projeto de modernização do Complexo Beira-Rio ('Gigante Para Sempre') ganhou destaque no vídeo produzido pela CBF. Porto Alegre está entre as cidades favoritas para abrigar os jogos da maior competição do futebol mundial.

Os brasileiros estão comemorando a decisão unânime da FIFA que confirmou o país pentacampeão mundial como sede da Copa do Mundo de 2014. Mas os colorados têm um motivo a mais para se orgulhar. O projeto de remodelação do Complexo Beira-Rio foi utilizado como referência na vídeo elaborado pela CBF que foi apresentado ao Comitê Executivo da maior entidade do futebol mundial. A ampliação e remodelação da casa dos colorados exemplificou o engajamento do Brasil em oferecer a infra-estrutura ideal para a realização da Copa.


Ilustração do Beira-Rio do Futuro

No Caderno de Encargos, um extenso questionário exigido pela FIFA e entregue pelo governo gaúcho em maio, a entidade exige que um estádio seja apontado e o Beira-Rio foi o selecionado. A partir deste anúncio, serão sete anos para o Brasil adequar seus estádios e fornecer a infra-estrutura exigida pela organização da Copa do Mundo. Ao todo, são 18 capitais de todo o país concorrendo para receber os jogos. A Fifa recomenda ao Brasil que escolha apenas dez sedes. No entanto, devem ser indicadas 12 localidades, como nas Copas de 2006, na Alemanha, e de 2002, no Japão e na Coréia do Sul.

Os concorrentes são: Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Campo Grande (MS), Cuiabá (MT), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Fortaleza (CE), Goiânia (GO), Maceió (AL), Manaus (AM), Natal (RN), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio Branco (AC), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA) e São Paulo (SP).


Presidente da FIFA Joseph Blatter faz a tão esperada oficialização

Durante a visita de inspeção da FIFA em Porto Alegre e ao Beira-Rio, realizada no dia 31 de agosto de 2007, o presidente da CBF Ricardo Teixeira foi enfático: "O projeto do Beira-Rio é bom e atende às exigências da FIFA. Cada cidade apresenta um único estádio no caderno de encargos, e este estádio em Porto Alegre é o Beira-Rio" elogiou.


Vitorio Piffero (E) acompanha representante da FIFA (D) durante vistoria no Beira-Rio: estádio colorado foi o único visitado no Rio Grande do Sul


> Multimídia


Apresentação do Projeto ao Conselho do Plano Diretor de POA


Apresentação do Gigante exibida aos inspetores da FIFA


Outras notícias
Loja Virtual