29/09/2008

Agora o desafio é pela Sul-Americana

Foi uma segunda-feira alegre no Gigante. A goleada sobre o Grêmio na última rodada do Brasileirão ainda reverberava pelos bastidores do estádio. Jogadores relembravam os lances da partida no mais alto astral. D'Alessandro, o nome do clássico, era só sorrisos. "Vencer um Gre-Nal sempre tem um sabor especial, ainda mais da maneira como foi", resumiu Alex.

Mas as lembranças do Gre-Nal 373 estão ficando para trás. Já nesta quarta-feira, o Inter decide a classificação às quartas-de-final da Copa Sul-Americana, no Beira-Rio. É importante lembrar que o jogo está marcado para as 17h. Para ficar com a vaga, um empate sem gols serve ao o time colorado, já que empatou em 1 a 1 no primeiro confronto realizado no Chile. "A vitória no Gre-Nal nos deu moral, mas agora temos que continuar trabalhando forte. Não temos muito tempo para comemorar. Quem tem que aproveitar é o torcedor", ponderou Guiñazu.


Guiñazu apareceu com um novo visual no dia seguinte ao Gre-Nal

A tarde desta segunda-feira foi de treino com bola somente para os jogadores que não atuaram ou que entraram no decorrer do clássico. Os demais fizeram apenas exercícios físicos. O time que irá enfrentar o Universidad será definido na atividade programada para a tarde desta terça. O técnico Tite não poderá contar com D'Alessandro, que foi expulso do banco de reservas no jogo disputado em Santiago.

Setembro vermelho

O mês de setembro foi perfeito para o Inter. O time colorado venceu todas as partidas pelo Brasileirão e empatou pela Sul-Americana. Para o volante Magrão, a equipe está adquirindo entrosamento jogo a jogo: "Começamos a ter mais conjunto. O mês de setembro foi muito bom porque conseguimos ter uma seqüência de jogos com a mesma equipe. O pessoal já está se conhecendo melhor. Sempre soubemos que o Inter tinha um grande grupo", avalia.

Saiba tudo sobre a venda de ingressos para Inter x Universidad


Outras notícias
Loja Virtual