21/09/2008

Inter vence e se aproxima do G4


Alex (C) vibra com o gol marcado sobre o Vitória, seu 24º no Brasileirão



>> Veja  a galeria de fotos do jogo

O Internacional venceu o Vitória-BA por 1 a 0 na noite deste domingo, no Beira-Rio, em jogo válido pela 26ª rodada do Brasileirão. Alex marcou o gol da vitória, de pênalti, aos 31min do primeiro tempo. Com o resultado, o time colorado chegou aos 39 pontos, ficando a quatro da zona de classificação para a Libertadores. Na próxima rodada, dia 28, o adversário é o Grêmio, no Gigante. Antes, na quinta (25/9), o Inter encara o Universidad Católica, no Chile, pelas oitavas da Copa Sul-Americana.

O técnico Tite pôde repetir a equipe que derrotou o Botafogo, no Rio, por 2 a 1, na rodada anterior. Dessa maneira, o Inter foi definido com Clemer; Ricardo Lopes, Índio, Bolívar e Gustavo Nery; Edinho, Magrão, Guiñazu e D´Alessandro; Alex e Nilmar. O Vitória foi escalado com Viafra; Rafael, Leonardo Silva, Anderson e Marcelo Cordeiro; Vanderson, Renan, Williams e Ramon; Leandro Domingues e Osmar.

O Complexo Beira-Rio vivia uma tarde agitada. Além do jogo do Inter diante do Vitória, o Gigantinho recebeu show da cantora baiana Ivete Sangalo. Momentos antes da partida, o Inter prestou homenagem ao jogador de futsal paraolímpico Ricardinho, medalha de ouro nas Paraolímpiadas de Beijing, com uma camisa personalizada. Deficiente visual, Ricardinho marcou quatro gols durante os Jogos realizados na China. A entrega foi feita pelo vice-presidente de marketing Jorge Avancini, no gramado do Beira-Rio. O jogador vestiu a camisa colorada e foi até a frente das sociais, onde recebeu muitos aplausos.

Quando o time entrou em campo, as torcidas organizadas fizeram bonita coreografia nas arquibancadas. Torcedores com balões amarelos e verde, que com o vermelho das camisetas formaram as três cores da bandeira do Rio Grande do Sul na semana que o Rio Grande festeja o feriado farroupilha, em 20 de setembro.

O jogo

Aos 2min, D´Alessandro feaz boa jogada pela direita, driblando o marcador e protegendo a bola até ser derrubado. Aos 3min, Magrão apareceu na linha de fundo, pela esquerda, e tocou para Guinãzu, na área. O argentino cruzou, mas a zaga salvou com um chutão.

O  Inter jogava com Alex, Nilmar e D´Alessandro bem avançados. Além deles, Magrão e Guiñazu buscavam apoiar também, assim como os alas Ricardo Lopes, pela direita, e Gustavo Nery, pela esquerda.

Aos 8min, Nilmar recebeu pela esquerda e cruzou para D´Alessandro que desviou de cabeça até Ricardo Lopes. O ala matou a bola e chutou por cima. Aos 12min, Alex e Nilmar fizeram boa tabela, mas no último toque para Nilmar, que entraria livre na área, a bola saiu um pouco forte e a zaga salva. No minuto seguinte, Índio arrancou em velocidade pela direita e tocou para D´Alessandro, que cruzou, mas o goleiro Viáfara salvou em grande saída do gol.

Aos 14min, Ricardo Lopes fez falta normal e o juiz com rigorismo aplicou o cartão amarelo. Foi o terceiro cartão do jogador, que não poderá atuar no Gre-Nal da próxima rodada, no Beira-Rio.

Aos 17min, D´Alessandro arriscou do bico da área, mas a bola subiu demais. Aos 18min, Gustavo Nery deixou o campo lesionado para a entrrada de Marcão.

O Inter buscava pressionar com muita disposição na marcação e na saída de bola. A equipe também marcava com qualidade e impedia os avanços dos baianos. Só o Inter ameaçava, mas o Vitória se fechava bem com vários jogadores e também dificultava as jogadas coloradas.

Aos 26min, D´Alessandro deu belo passe para Edinho que avançou como um lateral-direito e cruzou para Alex cabecear no canto. A bola passou muito perto. D´Alessandro se movimentava bem pela direita e dava bons passes para os companheiros.

Aos 29min, depois de uma boa troca de passes que começou na direita e foi até a esquerda, Guiñazu cruzou para a área. O zagueiro Anderson derrubou Nilmar e o juiz marcou o pênalti. Alex cobrou no cantinho e abre o placar no Beira-Rio. 1 a 0! Festa colorada!!!!!

Foi o 24º gol de Alex na temporada. Ele é o goleador do Inter no ano. Além disso, foi também o sétimo gol de Alex no Brasileirão. Na competição, ele só tem menos gols no Inter do que Nilmar, que tem 11.

Aos 34min, a bola foi erguida na área, Bolívar cabeceou para fora da área, mas Leandro Domingues pegou o rebote e chutou forte no canto para boa defesa do goleiro Clemer. Um minuto depois, Ricardo Lopes dividiu com Marcelo Cordeiro, que ganhou a jogada e cruzou para Bolívar salvar de carrinho, na pequena área. Aos 36min, Ramon cobrou escanteio, a bola fez uma curva e Clemer salvou com um tapa para fora da área.

Aos 40min, o Vitória trocou passes até Marcelo Cordeiro chutar da esquerda para boa defesa de Clemer, para escanteio. Aos 41min, Ramon cobrou falta para a área, ela passou por todos, quicou no chão e Clemer defendeu com segurança. Aos 43min, novamente Ramon, cobrou falta por cima, sem perigo. Foi o último lance da etapa inicial.

O jogo foi equilibrado no primeiro tempo. O Inter pressionou e ameaçou mais até marcar o gol aos 31 minutos em gol de pênalti de Alex, sofrido por Nilmar. Depois do gol, porém, o time baiano saiu de trás e criou oportunidades, mas o Inter soube se defender bem.

No intervalo, o DTG colorado fez uma apresenteção de danças gauchescas para a torcida, em homenagem à Semana Farroupilha. O Vitória fez uma modificação pra o segundo tempo: entrou Ricardinho na vaga de Ramon.

A 1min da etapa final, o Inter faz boa troca de passes até a bola chegar a Ricardo Lopes, que entraria livre na área, mas o bandeira anulou o lance equivocadamente, marcando impedimento. Aos 4min, Alex matou a bola na entrada da área, avançou, enganou o marcador, driblou o goleiro e quando ía marcar o gol, Viáfara se recuperou e salvou para escanteio. Aos 7min, Ricardinho cruzou da direita e Leandro Domingues cabeceou para defesa bonita de Clemer, no alto.

Aos 8min, D´Alessandro cobrou escanteio para cabeçada forte de Índio e boa defesa de Viáfara. Aos 9min, Renan recebeu na área, pela direita, tentou cruzar, mas Clemer defendeu com boa saída, na pequena área. O segundo tempo seguia disputado com muita intensidade e velocidade. As duas equipes atacavam e criam oportunidades.

O Vitória procurava avançar com os dois laterais e mais a velocidade de Leandro Domingues. O Inter apostava na velocidade de Nilmar e nos contra-ataques puxados por Alex e D´Alessandro.

Aos 16min, saiu Renan para a entrada de Adriano, na segunda modificação do Vitória. Logo em seguida, o técnico Vágner Mancini fez a última mudança no time baiano: entrou Robert no lugar de Osmar. Aos 23min, foi a vez de Tite mexer no Inter, colocando Taison no lugar de Alex.

Taison entrou para fechar os avanços do lateral-esquerdo e puxar os contra-ataques. Com isso, D´Alessandro foi para a esquerda, onde antes estava Alex. Aos 26min, D´Alessandro e Guiñazu fizeram boa tabela, pela esquerda, e conseguiram o escanteio. Aos 27min, D´Alessandro cruzou para Índio, na pequena área, livre concluiu por cima, quase marcando o segundo gol.

As mudanças táticas do técnico Tite melhoraram a equipe. O Inter conseguiu avançar mais e criar novas chances de ampliar. Aos 30min, D´Alessandro cobrou escanteio e Índio cabeceou para baixo. A bola quicou e saiu ao lado do gol, com perigo. Aos 38min, D´Alessandro cruzou para a área. Bolívar recebeu e chutou rasteiro para o goleiro Viáfara salvar com grande defesa com os pés. Aos 40min, saiu Nilmar para a entrada de Daniel Carvalho.

O Inter marcava forte nos últimos minutos evitando a pressão dos baianos. Assim, o Inter venceu a terceira consecutiva e subiu para 39 pontos na tabela do Brasileirão, a quatro da zona de classificação para a Copa Libertadores da América.

"O importante foi a vitória", disse Edinho.

"Não jogamos bem, mas conseguimos o mais importante que é a vitória", avaliou D´Alessandro.

"Agora vamos encarar o jogo pela Sul-Americana para irmos bem nesta competição também", projetou Bolívar.

"Conseguimos nos aproximar da zona de classificação para a Libertadores. Agora vamos em busca dela", afirmou o goleiro Clemer.

?Mais um jogo duro e difícil. O Vitória é uma equipe bem qualificada. Vamos pensar jogo a jogo em busca da aproximação dos primeiros colocados. Temos que melhorar muito ainda?, avaliou o assessor de futebol, Fernando Carvalho.

?O placar retrata o que foi o jogo. Se tivesse que haver mais gols deveria ser do Inter pelas oportunidades que criou. Estamos na busca do crescimento da equipe com o entrosamento. A evolução vem quando consegue criar mais. ?O Vitória não teve nenhuma chance no segundo tempo. Isto é um processo de se defender bem e também conseguir criar?, avaliou o técnico Tite.

> Melhores momentos da vitória colorada e entrevista com Tite

Ficha técnica:

Internacional (1): Clemer; Ricardo Lopes, Índio, Bolívar e Gustavo Nery (Marcão); Edinho, Magrão, Guiñazu e D´Alessandro; Alex (Taison) e Nilmar (Daniel Carvalho). Técnico: Tite.

Vitória-BA (0): Viafra; Rafael, Leonardo Silva, Anderson e Marcelo Cordeiro; Vanderson, Renan (Adriano), Williams e Ramon (Ricardinho); Leandro Domingues e Osmar (Robert).  Técnico: Vágner Mancini.

Gol: Alex (I), aos 31min do primeiro tempo.

Cartões amarelos: Ricardo Lopes (I), Rafael, Leonardo (V).

Público: 22.547 (19.495 pagantes) / Renda: R$ 273.892,00

Arbitragem: Elmo Alves Resende Cunha, auxiliado por Fabrício Vilarinho da Silva e Flávio Gilberto Kanitz (trio goiano).

Local: Beira-Rio, Porto Alegre


Outras notícias
Loja Virtual