05/09/2008

Scala: o primeiro grande zagueiro do Beira-Rio

Luis Carlos Scala marcou época nos anos 60 e 70 e foi o primeiro grande zagueiro colorado na Era Beira-Rio

Por André Baibich

O dia 6 de abril de 1969 é inesquecível para os colorados. Foi nessa data que a equipe do Internacional entrou em campo para enfrentar Benfica em sua nova casa, o Estádio Gigante da Beira-Rio. Na defesa da equipe que venceu os portugueses por 2 a 1, se destacava o primeiro grande zagueiro da era Beira-Rio: Luís Carlos Scala.

Scala nasceu em Rio Grande e iniciou sua carreira no Rio Grandense, de sua terra natal. Em 1966, quando tinha 25 anos, chegou ao Inter para se tornar um dos maiores zagueiros da história colorada. A trajetória vitoriosa de Scala, com a camisa vermelha começou ainda no velho Estádio dos Eucaliptos, onde o jogador participou das campanhas que levaram o Inter ao vice-campeonato do Torneio Roberto o Gomes Pedrosa, o Robertão, competição nacional que antecedeu o Campeonato Brasileiro, em 1967 e 1968. As atuações destacadas do defensor o levaram à seleção Brasileira. Scala chegou a ser pré-convocado para a copa do Mundo de 1970, mas seu sonho de disputar a maior competição do futebol mundial foi interrompido devido uma lesão no tornozelo. No total, o jogador disputou dois amistosos com a camiseta amarela, em 1968 e 1969.


Luis Carlos Scala atuou no final da década de 60 e começo de 70

A melhor fase da carreira do jogador veio com a inauguração da nova casa colorada. A partir da abertura do Beira-Rio, o Inter passou a colecionar títulos regionais. Scala foi campeão gaúcho em 1969, 1970, 1971 e 1972. Seu estilo aguerrido e a eficiência na bola aérea garantiram segurança à defesa colorada. A dupla que formava ao lado de Pontes é até hoje considerada uma das melhores da história do clube. Em 1973, Scala se transferiu para o Botafogo, onde disputou a Copa Libertadores da América. No ano seguinte, foi atuar no América, de Natal onde encerrou sua carreira e fixou residência.

No dia 10 de outubro de 2007, o Internacional perdeu Scala, que faleceu vítima do Mal de Alzheimer. O ex-jogador tinha 66 anos e recebeu merecida homenagem em vida por parte do Inter, quando a equipe colorada estava em Natal para enfrentar o América, pelo Campeonato Brasileiro. O ex-presidente Arthur Dallegrave e o cônsul do Inter em Natal, Celso Gollo, o visitaram e presentearam Scala com uma camisa autografada do clube. Nada mais merecido para o primeiro grande zagueiro a entrar no gramado do Gigante com a camisa vermelha. 

Curiosidades

  • No final dos anos 60, Scala disputava vaga na defesa da Seleção Brasileira com grandes nomes como Djalma Dias e Brito. 

  • Um dos quatro filhos de Scala, conhecido como Scala Júnior, faz parte da Seleção Italiana de futsal.

Foto: site do Milton Neves


Outras notícias
Loja Virtual