30/07/2008

Derrota para o Santos no Beira-Rio

O Internacional foi derrotado por 1 a 0 pelo Santos na noite desta quarta-feira, no Beira-Rio, em jogo válido pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro. Maicon Leite marcou o gol do time paulista aos 20min da etapa final e quebrou a invencibilidade do Inter dentro de casa na competição. Agora, a equipe colorada volta sua atenção para o confronto contra o Fluminense, no próximo sábado, no Maracanã.

O Inter foi a campo com alguns desfalques. A equipe do técnico Tite não pôde contar com Alex e Nilmar, lesionados. Em compensação, o zagueiro Índio retornou à equipe depois de cumprir suspensão automática pelo terceiro cartão amarelo.

O jogo foi observado pelos dois novos reforços do clube: os meia-atacantes D´Alessandro e Daniel Carvalho. D´Alessandro ficou instalado nos camarotes. Antes do jogo, centenas de torcedores se deslocaram para frente do camarote e fizeram muita festa para o novo atleta colorado.

A escalação colorada apresentou uma mudança tática. Magrão deixou o time para a entrada de Andrezinho, um meia mais ofensivo. No ataque, um trio de garotos formado nas categorias de base do clube: Taison, Walter e Guto, todos com menos de 21 anos.


Guto começou a partida contra o Santos

O Inter foi escalado com Clemer; Ângelo, Índio, Danny Morais e Marcão; Edinho, Guiñazu, Andrezinho e Taison; Guto e Walter.

O Santos veio a campo com um velho conhecido dos colorados. O zagueiro Fabiano Eller, um dos principais nomes das conquistas da Libertadores e do Mundial Fifa 2006 pelo Inter, enfrentou o seu ex-clube. O Santos foi definido com Douglas; Quiñones, Domingos, Fabiano Eller e Michael; Marcelo, Dionísio, Molina e Kleber; Maicon Leite e Kléber Pereira.

Momentos antes do jogo, a torcida começou a cantar o nome de D´Alessandro. Em seguida, cantou "ooooooooo, Daniel voltoooooooou", referindo-se ao retorno de Daniel Carvalho para atuar no Inter, onde começou a carreira e ficou até 2004.  E para finalizar os cerca de 20 mil colorados cantam o nome do Inter, no tradicional "vamos, vamos, Inteeeeeeeer".

O jogo

O Inter começou com muita disposição e velocidade. Os garotos da frente se movimentavam bem nos primeiros minutos. Aos 5min, Andrezinho deu grande passe para Ângelo, que avançou pela direita e cruzou com perigo para a área. O goleiro foi obrigado a dar um tapa na bola para fora da área.

Taison e Walter se movimentavam em maior velocidade, enquanto Guto era o homem que fazia o pivô e procurava se posicionar mais na área para a conclusão de cabeça. Ângelo, pela direita, procurava avançar e apoiar o ataque.

Aos 12min, Taison avançou pelo meio e tocou para Walter, que por pouco não chegou antes do goleiro na área. O jogo era muito disputado e corrido, mas as chances de gols eram raras nos primeiros 20 minutos.


Taison tenta a jogada: Inter foi surpreendido no Beira-Rio

Aos 21min, Andrezinho cobrou falta para a área e Guto cabeceou por cima. Aos 23min, Edinho roubou a bola na intermediária do Santos e tocou para Taison, de fora da área, concluir para fora. Aos 25min, Guto deu um drible de corpo na área e foi derrubado por Fabiano Eller, mas o juiz não marcou nada. Fabiano Eller ainda segurou a cintura do atacante colorado, mas o juiz, inexplicavelmente, não apitou o pênalti.

O Inter pressionava, deixando o Santos encolhido na defesa. O Inter buscava a aproximação na área, mas a defesa do Santos estava bem posicionada e impedia as finalizações do time colorado.

O primeiro tempo foi muito pobre tecnicamente. Os dois times correram e marcaram bastante, mas não conseguiram criar. O Inter pressionou mais e com mais volume, mas o Santos se posicionou apenas na defesa e buscou sair para o contra-ataque, sem sucesso.

O Inter voltou com o mesmo time para a etapa final. O Santos retornou com uma modificação: entrou Adriano e saiu Michael.

Aos 2min, Taison avançou até a entrada da área e chutou no alto para defesa sensacional de Douglas, para escanteio. A melhor chance colorada da partida até então. Aos 4min, contra-ataque em alta velocidade do Inter. Andrezinho avançou e tocou para Guto dar grande passe para Walter na área chutar forte ao lado do gol. Belo lance colorado.

O Inter voltou bem melhor para o segundo tempo. O time colorado pressionava, assim como a primeira etapa, mas já conseguia a conclusão para o gol. Aos 10min, saiu Guto para a entrada de Adriano, no Inter.


Andrezinho apresentou muita movimentação durante a partida

Aos 11min,  Ângelo cobrou falta da intermediária por cima do gol. Aos 15min, Marcão foi à linha de fundo e cruzou para Adriano na área, que não alcançou por pouco. Um minuto depois, Kleber Pereira entrou na área pelo lado direito e chutou na rede pelo lado da fora. Aos 19min, Weslei deu bom lançamento para Fabiano Eller, dentro da área, cabecear ao lado do gol com muito perigo.

Aos 20min, Maicon Leite ganhou jogada de Danny Morais, entrou na área e chutou no canto para fazer 1 a 0 para o Santos.

Aos 23min, Maicon Leite avançou pela direita e chutou cruzado para defesa de Clemer. Aos 24min, saiu Marcão para a entrada de Ramon, no Inter. Aos 25min, Walter fez boa jogada pela esquerda, passando pelo adversário na linha de fundo e cruzando para defesa do goleiro Douglas. Aos 26min, sai Walter e entra Talles Cunha no Inter. No Santos, entrou Adoniran para a saída de Molina. Aos 32min, Edinho avançou pelo meio e chuta de longe por cima.

Aos 40min, Andrezinho cruzou da direita, Domingos tentou cortar e quase marcou gol contra. O goleiro teve que defender pra escanteio. Aos 41min, depois de escanteio, Índio cabeceou para defesa de Douglas.

O  Inter tentava pressionar, mas a zaga do Santos afastava a bola da área. Com o final da partida, o Inter conheceu sua primeira derrota no Beira-Rio na competição. O time colorado é o nono colocado com 22 pontos.

"Deixei a bola quicar e acabei perdendo o tempo da bola", lamentou o zagueiro Danny Morais.

"Pressionamos, mas não conseguimos marcar os gols", avaliou o zagueiro Índio.

"Agora é pensar no jogo de sábado", projetou o meia Andrezinho.

"Temos que buscar estes pontos perdidos fora de casa", disse o goleiro Clemer.

"Foi um jogo amarrado. O Santos atuou fechado, apostando nos contra-ataques, e na chance que teve acabou fazendo o gol. Nós tentamos insistentemente, mas não conseguimos a infiltração na defesa. Agora o grupo precisa ter maturidade para absorver da melhor maneira o resultado adverso", analisou o técnico Tite.

Internacional (0): Clemer; Ângelo, Índio, Danny Morais e Marcão (Ramon); Edinho, Guiñazu, Andrezinho e Taison; Guto (Adriano) e Walter (Talles Cunha). Técnico: Tite.

Santos (1): Douglas; Quiñones (Weslei), Domingos, Fabiano Eller e Michael (Adriano); Marcelo, Dionísio, Molina (Adoniran) e Kleber; Maicon Leite e Kléber Pereira. Técnico: Cuca. 

Gol: Maicon Leite (S), aos 20min do segundo tempo. 

Cartões amarelos: Dionísio, Quiñonez (S), Danny Morais, Edinho (I).

Público: 22.228 (19.952 pagantes) / Renda: R$ 260.490,00.

Arbitragem: Djalma Beltrami (RJ), auxiliado por Wagner Santos (RJ) e Cleriston Rios (SE). Local: Beira-Rio.

Fotos: Alexandre Lops 


Outras notícias
Loja Virtual