07/12/2003

INTER ADIA CLASSIFICAÇÃO À LIBERTADORES

Colorado empatou em 1 a 1 com o São Paulo e está a um ponto da Libertadores.

    O gol colorado na tarde de domingo

   O Internacional empatou em 1 a 1 com o São Paulo, esta tarde, no Beira-Rio, e adiou para a próxima rodada a classificação à Libertadores 2004. O Colorado chegou aos 72 pontos, e se empatar com o São Caetano no próximo sábado (13/12), garante a tão sonhada vaga .

   O JOGO

   Apoiado por 45 mil torcedores que praticamente lotaram o estádio Beira-Rio, o Internacional foi para cima do São Paulo em busca da vitória. No primeiro minuto da partida, Jéfferson Feijão levou perigo ao gol são-paulino em uma cabeçada que passou rente a trave esquerda. Aos seis minutos, Diego quase marcou após jogada individual.

   Mas o destino foi duro com o Colorado. Em um contra-ataque, aos 15 minutos, Diego Tardelli abriu o marcador para o São Paulo. O gol transtornou a equipe colorada, que só voltou a ameaçar aos 33 minutos com Jéfferson Feijão: o atacante foi lançado, e no interior da pequena área, chutou duas vezes contra o goleiro Roger (foto abaixo). A bola não entrou.

 Feijão quase marca ainda na primeira etapa

   No segundo tempo, o Inter voltou decidido a reagir na partida. Aos seis minutos, Jéfferson Feijão invadiu a área pela esquerda, mas na hora da conclusão, brilhou mais uma vez o goleiro Roger: o arqueiro se atirpu nos pés de Feijão e conseguiu abafar o chute.

   O tempo passava e o nervosismo aumentava. O técnico Muricy Ramalho tratou de dar ofensividade a equipe e promoveu as entradas de Chiquinho e Cidimar nos lugares de Élder Granja e Flávio, respectivamente. Aos 33, Feijão arriscou um forte chute da meia-lua que foi espalmado para escanteio.

   O Colorado levava perigo nas faltas cobradas por Gavilán. Com um volume de jogo superior, o Colorado já fazia por merecer o empate. A pressão surtiu efeito, e aos 39 minutos, o Beira-Rio explodiu em um só grito: Chiquinho cobrou uma falta ao lado da grande área, Fernando Cardozo desviou, e na sobra, Cidimar apareceu livre para marcar em um preciso chute rasteiro. 1 a 1.

 Cidimar e Feijão comemoram gol com a torcida

   Os minutos finais foram dramáticos. A torcida colorada jogou junto com o time e gritou euforicamente das arquibancadas do Gigante até o apito final. Mas faltou tempo para que a reação se efetivasse. A decisão pela vaga fica para o próximo sábado (13/12), às 18 horas, diante do São Caetano, no Anacleto Campanella (SP).

Fotos: Daniel Boucinha

FICHA TÉCNICA

INTERNACIONAL (1): Clemer; Bolívar, Fernando Cardozo, Vinícius e
Edu Silva; Claiton, Gavilán, Flávio (Cidimar) e
Élder Granja (Chiquinho); Diego e Jéfferson Feijão.
Técnico: Muricy Ramalho.

SÃO PAULO (1): Roger; Leonardo, Lugano, Edcarlos e Fábio Santos;
Leonardo, Adriano, Fábio Simplício, Souza e Gustavo Nery; Diego Tardelli (Fabiano) e Rico (Tiago).
Técnico: Roberto Rojas.

Gols: Diego Tardelli, aos 15min., no primeiro tempo. Cidimar, aos 39min., no segundo. Arbitragem: Wagner Tardelli Azevedo (RJ), auxiliado por Hilton Moutinho Rodrigues (Fifa-RJ) e José Cláudio Ramos (RJ). Cartões amarelos: Fernando Cardozo (I), Gustavo Nery e Rico (SP). Renda: R$ 405.840. Público: 45.965 pessoas (37.991 pagantes). Local: Beira-Rio, em Porto Alegre.


Outras notícias
Loja Virtual