29/11/2003

INTER BATE FLAMENGO E FICA MAIS PERTO DA LIBERTADORES

Aplicou 3 a 1 na equipe carioca e voltou a zona de classificação à Libertadores 2004, com 71 pontos.

   O Internacional não tomou conhecimento do Flamengo e venceu a partida por 3 a 1, neste sábado (29/11), no Beira-Rio. Com o resultado, o Colorado chegou aos 71 pontos, e torce por um tropeço do Coritiba diante do Vitória para acabar a rodada na quarta posição.

O JOGO

   O Internacional jogou um primeiro tempo de luxo. Com uma intensa movimentação no ataque, o Colorado chegou naturalmente ao caminho do gol. E foram três golaços.

   O primeiro deles nasceu aos 18 minutos, em uma eficiente cobrança de falta ensaiada. Diego triangulou com Gavilán e Cleiton Xavier e recebeu a bola na cara do gol para abrir o placar.

   Aos 24, foi Jéfferson Feijão que desencantou: o atacante invadiu a área a dribles e chutou a bola caprichosamente no ângulo esquerdo do goleiro Júlio César. A pressão continuou, e em uma magistral cobrança de falta aos 36 minutos, Gavilán ampliou: 3 a 0 para o delírio da torcida no Gigante.

    Na segunda etapa o jogo ficou mais cadenciado. O Colorado tratou de administrar o vantajoso escore valorizando a posse de bola e as jogadas de contra-ataque. O Flamengo ainda descontou com Rafael aos 10 minutos, mas em nenhum momento chegou a ameaçar a vitória colorada.  

  O técnico Muricy Ramalho colocou o zagueiro Fernando Cardozo no lugar de Élder Granja, trazendo a equipe para o 3-5-2. Mais tarde, atendendo aos gritos que vinham das arquibancadas, Muricy promoveu a entrada de Diogo no lugar de Cleiton Xavier. O time reequilibrou-se em campo e esperou pelo apito final: 3 a 1.

   No próximo domingo (07/12), o adversário é São Paulo, no Beira-Rio. Uma vitória combinada com resultados paralelos garante o Inter na Libertadores 2004.

INTERNACIONAL (3): Clemer; Gavilán, Vinícius, Wilson e Edu Silva; Claiton, Flávio (Edinho), Élder Granja (Fernando Cardozo) e Cleiton Xavier (Diogo); Jéfferson Feijão e Diego. Técnico: Muricy Ramalho

FLAMENGO (1): Júlio César; Rafael, Fabiano Eller, Henrique (Ibison) e André Bahia; Robson (Alan), André Gomes, Jônatas e Igor (Zé Carlos); Edílson e Jean. Técnico: Waldemar Lemos

Local: estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS) Público: 18.385 Renda: R$ 135.398,00
Árbitro: Elvécio Zequetto (MS)
Cartões amarelos: Jônatas, Rafael e Flávio
Gols: Diego, aos 18min, Jeferson Feijão, aos 24min, e Gávilan, aos 36min do primeiro tempo; Rafael, aos 10min do segundo tempo.


Outras notícias
Loja Virtual