08/02/2008

ESCOLA RUBRA É EXEMPLO DE APRENDIZAGEM E CIDADANIA

Por Matheus Kern

Na história do Sport Club Internacional,  a preocupação com a cidadania e com a aprendizagem dos mais jovens sempre esteve em pauta, e isso fica cada vez mais claro com o passar dos anos. A Escola Rubra, um dos braços sociais do clube no futebol, é uma demonstração disto. Em 1940, o grande colorado Vicente Rao, em conjunto com o professor Jofre Funchal e o descobridor de talentos Abílio dos Reis, teve a idéia de criar uma escola que agregasse ensinamentos de valores com a prática do futebol. Nesse momento nascia a Escola Rubra.


Presidente e direção (ao fundo) colorada prestigia inauguração dos novos campos para os meninos da Escola Rubra

Objetivos da Escola Rubra

Atualmente a Escola Rubra conta com mais de 1250 alunos, com uma lista de espera de mais 850 inscritos. Os meninos se dividem entre os gramados do Complexo Beira-Rio, do Estádio dos Eucaliptos e do Parque Gigante para a prática semanal do esporte. As aulas são ministradas por profissionais da área da Educação Física duas vezes por semana, com duração de 90 minutos cada, com turmas no turno da manhã e da tarde e com as opções nos seguintes horários: das 8h30min às 10h e das 10h às 11h30min, bem como das 14h às 15h30min e das 15h30min até às 17h. "Nosso principal compromisso é com a formação dos garotos como atletas e como cidadãos", afirma o diretor da Escola Rubra, Orestes Portolan.

A estrutura da Escola Rubra vem sendo qualificada nos últimos anos. Em 2004, foram inaugurados novos vestiários para os alunos, nos mesmos moldes do time profissional. Em junho de 2007 foram inaugurados três novos gramados no estádio Beira-Rio, para uso exclusivo da Escola Rubra. "É gratificante ver a alegria dos futuros craques colorados nestes campos. Isso aprimora ainda mais o trabalho feito pela Escola Rubra na identificação com o clube de maneira qualificada?, declarou o presidente Vitorio Piffero na inauguração. 


Garotada da Escola Rubra em jogo de inauguração dos novos campos

Matrículas

As matrículas para o ano de 2008 ocorreram no início do mês de dezembro de 2007. Foram disponibilizadas em torno de 700 vagas, que não duraram nem até o final do dia. Pais e mães pernoitaram nas filas para garantir a tão sonhada vaga para os meninos poderem jogar no clube do coração. Restam vagas somente para os jovens nascidos em 2001. Os interessados em ingressar na Escola Rubra podem inscrever-se na lista de espera 2008. O nome na lista não garante a vaga e os jovens serão chamados de acordo com as desistências ocorridas durante o ano. Para incluir o nome na Lista de Espera de 2008, o responsável deve enviar um e-mail ([email protected]), incluindo o nome do aluno, ano de nascimento, turno desejado e telefone para contato, ou dirigir-se pessoalmente à Secretaria da Escola Rubra.


Sob a coordenação de profissionais, os meninos fazem aquecimento antes de iniciarem atividades

Escola Rubra também dá exemplo de cidadania

A Escola Rubra do Sport Club Internacional também pode ser considerada um braço social colorado com forte ligação ao futebol. Lá atuam meninos dos seis aos quinze anos, todos com um sonho em comum: serem jogadores de futebol do clube. A escolinha é dirigida por Orestes Portolan e possui a coordenação de Leonardo Alonso e Marco Antônio Gadenz. No total, são mais de 1.200 jovens que freqüentam semanalmente os gramados da Escola Rubra. Da totalidade de vagas, duzentas delas são cedidas a meninos carentes, que geralmente encontram-se abaixo da linha de pobreza e que não teriam acesso à prática saudável do esporte.

Existe uma divisão no número dessas vagas: 150 delas são de projetos sociais do Banrisul e da Prefeitura de Porto Alegre, que selecionam meninos de todas as idades e os encaminham ao Estádio Beira-Rio. Eles terão direito de jogar na Escola Rubra sem nenhum tipo de mensalidade, podendo praticar o esporte e ter lições vivas de cidadania e socialização. As outras 50 vagas são do Internacional, que através da equipe da escolinha, entrevista e faz o levantamento de quais jovens estão em situação financeira e sócio-educativa mais urgente. ?Existe uma grande parceria entre o Internacional e os pais de cada um desses alunos privilegiados pelas vagas. Nós tomamos todo cuidado para que eles estejam na escola e que aprendam os valores que nos propusemos a passar, por isso, o diálogo com os pais se torna tão importante?, afirma Marco Antônio Gadenz, coordenador da Escola Rubra do Internacional.

Contatos da Escola Rubra

Telefone: (51) 3230-4583, 3230-4584 ou 3230-4586
E-mail: [email protected]


Outras notícias
Loja Virtual