22/01/2008

INTER PERDE NOS PÊNALTIS NA COPA SÃO PAULO

Por Matheus Kern

O time júnior do Internacional foi derrotado por 4 a 2, nos pênaltis, pelo Rio Branco-SP, na tarde desta terça-feira, em jogo válido pela semifinal da Copa São Paulo. No tempo normal, o jogo acabou empatado em 1 a 1. Válter marcou o gol do Inter.


Inter, do atacante Válter, marcou o gol do Inter na semifinal da Copa São Paulo

De volta ao Estádio Nicolau Alayon, em São Paulo, o Inter encontrou desta vez um gramado em melhores condições. Do time considerado titular, apenas Sandro, volante que tem se destacado na Copinha, ficou fora em virtude da suspensão pelo terceiro cartão amarelo. No lugar dele, entrou Élton, garoto vindo da categoria juvenil colorada.

Uma das esperanças de gol na partida de hoje é o atacante Válter, artilheiro do clube na competição com cinco gols. "Dá pra ganhar. Vamos entrar na mesma luta que entramos no segundo tempo contra o Santos e não vai ter pra ninguém", avisa o centroavante colorado.

O time colorado foi a campo com a seguinte formação: Agenor; Daniel, Léo, Bregalda, e Rafael Forster; Elton, Paulinho, Tales e Wagner; Válter e Éderson.

Logo no início da partida, aos 2min, em grande jogada de Tales, o centroavante Válter finalizou para fora, levando perigo ao gol do time paulista. Mesmo com o equilíbrio existente entre as duas equipes, o Inter era melhor. Aos 3min, Éderson arriscou chute de fora da área, com boa defesa do goleiro Alysson.


Tales em ação na semifinal da Copa SP

O time colorado apostava na velocidade de Tales e Éderson para chegar ao ataque. A equipe de Americana fazia uma marcação forte em seu campo defensivo, dando poucos espaços. Os lances do Rio Branco só surgiam em lançamentos altos na área colorada, levando pouco perigo ao goleiro Agenor.

Aos 19min, chance com Válter: um chute forte de perna direita, que passou ao lado da trave. Aos 24min, em boa jogada do Rio Branco-SP, o atacante Bruno recebeu na área e bateu de primeira: 1 a 0.

Mesmo com o gol sofrido, os juniores do Inter mantinham o maior tempo de posse de bola. As jogadas principais surgiam pelas laterais do campo, com Forster pela esquerda e Daniel pela direita. Aos 34min, Bregalda foi expulso após cometer dura falta próximo à área.


Torcida colorada marcou presença no  Estádio Nicolau Alayon

Aos 46min, Tales foi derrubado na área, mas o árbitro não marcou pênalti. "Temos que mudar a postura que tivemos na primeira etapa, mesmo tendo mais posse de bola, nós não batemos no gol adversário. Temos que chutar mais", analisou o técnico Osmar Loss no intervalo do jogo.

O Inter voltou para o segundo tempo com apenas uma modificação. O técnico Osmar Loss colocou Natan no lugar de Paulinho. "Vamos tentar sair de forma compacta de trás e seguir tudo o que o professor pediu, para tentarmos virar a partida", declarou o volante Natan.

Aos 4min, boa chance para o Inter: depois de cruzamento de Daniel, Válter desviou de cabeça, à direita do gol. O Inter começava a criar chances. Éderson, bateu de pé direito para fora. Aos 5min, a resposta do time paulista, com um chute forte de Thauan que acertou o travessão.

O Inter pressionava em busca do empate. Aos 15min, Válter dominou a bola dentro da área e chutou de pé esquerdo, sem chances para o goleiro: 1 a 1.


Válter marcou seis gols na Copa SP

Aos 22min, Éderson fez boa jogada, ganhando dos zagueiros na velocidade e chutando para fora, à direita do gol. Aos 25min, o atacante Bryan entrou no lugar de Wagner, que deixou o campo lesionado. Aos 22min, outra boa jogada de Éderson: o atacante ganhou dos zagueiros na velocidade e chutou para fora. O Rio Branco respondeu em dois ataques, aos 31 e 32 minutos, que esbarraram em grandes defesas do goleiro Agenor.

Aos 32min, Pedro entrou no lugar de Tales. O Inter, mesmo com um jogador a menos, mantinha mais a posse de bola e também criava mais chances de aumentar o placar. Aos 35min, o time paulista também ficou com dez jogadores em campo: o zagueiro Fernando foi expulso por falta dura em Éderson.

Aos 36min, quase surgiu o segundo gol colorado. Válter chutou forte em uma cobrança de falta e a bola passou rente à trave esquerda. Depois de boa jogada de Válter, o Inter quase marcou novamente, aos 39min. O chute passou próximo à trave direita. Boa jogada do centroavante pernambucano novamente, aos 43min, agora dando bom passe para Éderson finalizar em cima do goleiro.


Jogadores unidos na hora das cobranças dos pênaltis

Apesar da pressão colorada e dos quatro minutos de acréscimos sinalizados pelo árbitro, o jogo acabou empatado em 1 a 1 no tempo normal. Com isso, a vaga na final foi decidida nos pênaltis. Pedro e Forster desperdiçaram as cobranças e o Inter foi derrotado por 4 a 2, adiando o sonho do pentacampeonato. No entanto, o Inter ficou entre os quatro melhores dos 88 times que iniciaram a disputa do título.

Internacional (1): Agenor; Daniel, Léo, Bregalda e Rafael Forster; Élton, Paulinho (Natan), Wagner (Bryan) e Tales; Valter e Éderson.

Rio Branco (1): Alisson; Bruno, Vieira (Rafael Santos), Fernando e Denis; Lucas, Tiago Melo, Danilo e Thiago Silva; Felipe e Helerson.

Gols: Bruno (RB), aos 24min15seg do primeiro tempo; Válter (I), aos 15min33seg do segundo tempo. Cartões amarelos: Bregalda, Léo (I) , Bruno, Fernando e Lucas (RB). Cartões vermelhos: Bregalda (I) e Fernando (RB). Local: Estádio Nicolau Alayon, São Paulo.

>> Tabela da Copa SP

Fotos: Divulgação


Outras notícias
Loja Virtual