19/01/2008

INTER VENCE SANTOS E VAI PRA SEMIFINAL DA COPINHA

O time júnior do Internacional venceu o Santos por 6 a 5 nos pênaltis, depois de empatar por 3 a 3 no tempo normal na tarde deste sábado, em São Paulo, em jogo válido pelas quartas-de-final da Copa São Paulo. Com o resultado, o time colorado se classificou para as semifinais da competição O adversário será o Rio Branco-SP, na próxima terça-feira (22/1), às 16h.


Time júnior colorado comemora mais uma vitória na Copa São Paulo

O jogo

Por Matheus Kern

O jogo que definiria um dos semifinalistas da Copa São Paulo de Juniores pode ser considerado um clássico do futebol brasileiro. Internacional e Santos, além de toda tradição que possuem no futebol profissional, possuem grandes elencos na categoria júnior. Um dos favoritos ao título da competição iria cair.

Com a chuva que caiu sobre a cidade de São Paulo, o gramado do Estádio Nicolau Alayon mostrou que não tinha condições para a prática do futebol: poças gigantescas se formaram em várias partes do campo. "Será difícil a bola rolar, o gramado está muito encharcado", afirmou o goleiro Agenor antes do início da partida. Mesmo com a chuva, o Inter começou melhor. Aos 6min, Rafael Forster ergueu a bola na área em cobrança de falta, a bola desviou na zaga e entrou. 1 a 0 logo no início da partida.

Os ânimos estavam acirrados. Vários princípios de confusão foram contornados pelo árbitro. Por se tratar de um embate entre duas equipes de muita qualidade técnica, com a chuva forte sobrava vontade, mas faltava futebol. Aos 12min veio o empate santista: depois de confusão na área colorado a bola sobrou para Paulo Henrique finalizar. O banco de reservas do Inter reclamou muito de falta sobre o goleiro Agenor, que realmente existiu.

A igualdade no placar refletia a igualdade entre as equipes. Inter e Santos criavam oportunidades como podiam, em bolas alçadas e chutões pra frente. Assim saiu o segundo gol do Santos: enganada pelo quique da bola, a zaga colorada deu espaços para Tiago Luis finalizar no canto de Agenor. Assim saiu também o terceiro gol dos paulistas. Em cobrança de falta, o mesmo Tiago Luis colocou a cabeça na bola para desviar para as redes.

Com o 3 a 1 no placar, os meninos do Inter precisariam voltar para o segundo tempo com outro espírito. "É complicado jogar em um campo como esse, sem conseguirmos trocar um passe sequer. Precisamos mudar nossa forma de jogar, que é muito técnica, para tentarmos igualar o resultado", declarou o técnico Osmar Loss no intervalo do jogo.

Realmente o Inter voltou modificado do vestiário para o segundo tempo. Com outra atitude, os juniores ganharam o meio-campo, e o Santos recuou para garantir o resultado. Aos 10min, chute perigoso de Sandro, defendido pelo goleiro Vladimir. As chances começavam a aparecer, em jogadas de Bryan, Tales e Éderson. Com a diminuição da chuva, aumentou o futebol colorado. Aos 27min, o atacante Da Silva ganhou jogada entre os zagueiros santistas e soltou uma bomba de pé direito. Golaço, no ângulo esquerdo da goleira paulista.

O Inter procurava mais o resultado, enquanto o Santos continuava recuado, sem criar oportunidades. Com a pressão, veio o terceiro gol: A estrela de Da Silva brilhou mais forte mais uma vez, e em cobrança de falta, chutou forte, rasteiro, sem chances para o goleiro, levando ao delírio os colorados presentes no estádio. A igualdade no placar até o final levou a partida para os pênaltis.

Nas penalidades, o Inter mostrou sua força. Com o placar de 6 a 5, os meninos venceram o Santos, um dos favoritos ao título, e alcançaram a tão sonhada vaga para as semifinais. Agora, os comandados de Osmar Loss esperam o vencedor de Fortaleza e Rio Branco. O Inter já está entre os quatro melhores da Copa São Paulo.

Inter (3): Agenor; Léo, Bregalda, Elton (Bryan) e Rafael Forster; Sandro, Paulinho (Pedro), Tales (Natan) e Wagner; Da Silva e Éderson.

Santos (3): Vladimir; Diego Monar, Dudu, Ricardo e Jeferson; Diego Faria (Pedro Paulo), Breitner (Serginho), Paulo Henrique e Carleto; Tiago Luis (Thiago Lopes) e Alemão.

Gols: Rafael Forster (I), aos 6min30seg; Paulo Henrique (S), aos 12min50seg; Tiago Luis (S), aos 24min30seg e aos 34min25seg do primeiro tempo; Da Silva (I), aos 27min50seg e aos 43min45seg do segundo tempo. Cartões amarelos: Bregalda, Sandro, Éderson (I), Breitner, Carleto e Tiago Luis (S). Local: Estádio Nicolau Alayon, São Paulo.   


Outras notícias
Loja Virtual