07/01/2008

UMA ATUAÇÃO DE LUXO

Por Alexandre Corrêa (textos e vídeos) e
Alexandre Lops (fotos, vídeos e edição de vídeo) *
Edição final: Felipe Silveira 

Difícil escolher o melhor jogador em campo na vitória de 2 a 1 sobre a Inter, de Milão. Se Nilmar e Fernandão foram decisivos com seus gols, os demais jogadores também foram fundamentais para mais uma conquista internacional do maior clube do Rio Grande do Sul.


Renan agarra a bola observado por Marcão: Inter teve excelente atuação

Taticamente, o Inter esteve muito perto da perfeição. Ao invés do que se podia esperar já que está em um nível inferior fisicamente do que os clubes europeus por ter começado há pouco tempo a temporada, o time colorado utilizou uma tática ofensiva. Marcou pressão o time italiano, impedindo seu toque de bola e forçando o chutão adversário para o ataque. Méritos para o técnico Abel Braga e sua estratégia.

No que diz respeito aos jogadores, a defesa esteve sempre bem postada e ganhou a maioria das jogadas diante da Inter, de Milão. Renan demonstrou porque é um dos poucos goleiros brasileiros que não teme sair do gol e o faz com grande competência. Praticamente todas as bolas alçadas na área a seu alcance foram interceptadas pelo jovem goleiro colorado.

Na defesa, Sidnei e Orozco simplesmente anularam um dos maiores atacantes do mundo, o sueco Ibrahimovic, que só conseguiu vitória pessoal em uma oportunidade na partida. Marcão atuando com um stopper pela esquerda também foi de extrema eficiência, chegando duro e fechando o forte lado direito da Inter, que conta com o lateral da Seleção Brasileira Maicon. Wellington Monteiro, no primeiro tempo, e Jonas, na etapa final, também demonstraram boa presença pelo lado direito. Wellington, inclusive começou a jogada do primeiro gol do Inter, cruzando para a entrada da área onde Fernandão chutou no canto.

O meio-campo esteve combativo e muito forte na marcação, não deixando a Inter jogar. Os volantes Maycon, Magrão e Guiñazu foram excepcionais no combate e na saída para o jogo. Nas meias, Fernandão e Alex trataram de colocar a bola no chão, tocar a bola e buscar os espaços permitidos pelo time italiano.


Nilmar marcou um golaço de meia-bicicleta e decidiu o jogo

E na frente, Nilmar e sua velocidade espantosa deixou atordoados os zagueiros Córdoba e Materazzi, principalmente este último que abusou da violência e merecia ser expulso. Além disso, marcou um dos mais belos gols da sua carreira, em uma meia-bicicleta sensacional.

Com tanto sucesso coletivo, o Inter passou por cima até da péssima arbitragem local que sempre que pôde pendeu para o lado italiano, seja na distribuição de cartões amarelos, seja na marcação das faltas. Nada, porém, que impedisse o Inter de ser brilhante e levantar a taça nos Emirados Árabes.

 * colaboraram com os vídeos Mauren Mansur e Luciano Ramires

Veja também:

>> Inter campeão mais uma vez na Ásia

>> Europa cai diante do Inter de novo

>> Festa no deserto

>> Exclusivo: Galeria de fotos da conquista


Outras notícias
Loja Virtual