18/12/2007

INTER É VICE-CAMPEÃO BRASILEIRO SUB-20 SOB APLAUSOS DA TORCIDA

O Internacional foi derrotado por 1 a 0 pelo Cruzeiro, na noite desta terça-feira, no Estádio Passo D'Areia, na final do 2º Campeonato Brasileiro Sub-20. A decisão foi marcada pelo forte equilíbrio, mas aos 24min do segundo tempo, Joabe, de pênalti, marcou para o time mineiro. O Inter pressionou até o final da partida, mas não conseguiu chegar ao empate e adiou o sonho do bicampeonato. A torcida colorada, que compareceu em peso ao estádio, aplaudiu o time ao final do jogo, homenageando os garotos pela luta na final e pela bela campanha na competição com as melhores equipes do país.


Inter, de Fernando, enfrentou o Cruzeiro na final do 2º Brasilerão

A equipe treinada por Osmar Loss estava invicta na competição: em sete jogos disputados, foram seis vitórias, dezoito gols marcados e cinco sofridos.


Atacante Guto marcou seis gols na competição

O jogo (Por André Baibich)

O clima no Passo D´Areia era de uma decisão da equipe principal. O torcedor colorado que tomou conta do estádio fez um espetáculo impressionante, saudando a entrada da equipe em campo e homenageando com cânticos cada um dos jogadores do Inter, assim como faz nas partidas do time profissional.

A equipe colorada começou pressionando o Cruzeiro, que se fechou atrás e marcou forte. A primeira oportunidade do Inter veio aos 5 minutos de jogo, quando Ramon e Walter tabelaram pelo lado esquerdo e Ramon concluiu forte, por cima. Aos 7, Tales chegou à linha de fundo pelo lado esquerdo e cruzou para Guto, que finalizou de primeira para fora.

O Cruzeiro teve uma chance isolada aos 12 minutos. Maicon cabeceou com perigo ao lado do gol colorado. Aos 19, Walter passou no meio de dois marcadores e chutou. A zaga desviou para escanteio. Na cobrança, a defesa cruzeirense cortou e no rebote Fernando chutou forte para grande defesa de Rafael.

Aos 30 minutos, em contra-ataque puxado por Ramon, a bola sobrou para Walter, que dominou e chutou prensado com o zagueiro cruzeirense, fazendo bola ir para escanteio. A equipe mineira respondeu aos 32, em um chute de Vinicius defendido com segurança por Agenor.

As duas últimas chances coloradas no primeiro tempo viriam em contra-ataques. Aos 35 minutos, Walter prendeu a bola e levantou com categoria para Guto, que finalizou com um belo voleio, por cima do gol. Aos 38, a bola sobrou novamente para Guto, que chutou forte para defesa segura de Rafael.

Após um primeiro tempo de muita marcação e movimentação das duas equipes, o placar do intervalo era de 0 a 0.

No segundo tempo, o Inter pressionou e tomou a iniciativa, enquanto o Cruzeiro continuava recuado e marcando com muita dedicação. Quando o Inter conseguia furar o bloqueio mineiro, chegava com perigo. A primeira oportunidade veio aos 8 minutos, quando Guto tocou para Ramon, que ajeitou e bateu por cima do gol.

Aos 16 minutos, Ramon cobrou falta e a bola sobrou para Diogo, que bateu de primeira por cima. Aos 22, Diogo foi lançado por Walter e mais uma vez concluiu sobre o gol. Aos 24min, o Cruzeiro contra-atacou com Bernardo, que tocou para Zé Eduardo. O volante mineiro foi derrubado na área. O pênalti foi cobrado e convertido por Joabe: Cruzeiro 1 a 0.

Um minuto após o gol, Diogo fez grande jogada e tocou para Sandro, que finalizou de fora da área para a linha de fundo. Aos 29, Diogo fez outra boa jogada e finalizou por cima. Aos 32, Eder, que entrou na segunda etapa, bateu forte de perna esquerda para boa defesa de Rafael.

Os últimos minutos foram de pressão total do Inter, que teve escanteios e faltas laterais como oportunidades para empatar. O goleiro Agenor chegou a subir para tentar o cabeceio em duas oportunidades. A última grande chance veio aos 46, quando a bola sobrou para Sandro, que chutou prensado na zaga.

O apito final foi acompanhado por aplausos e gritos de incentivo do torcedor colorado, em reconhecimento à grande campanha que garantiu ao Inter o vice-campeonato. ?O trabalho foi bem realizado e a campanha foi muito boa. Talvez se tivéssemos aproveitado melhor as oportunidades, o resultado seria outro?, avaliou o técnico colorado Osmar Loss.

O Inter atuou com a seguinte formação: Agenor; Diogo (Pedro), Pessanha, Titi e Fernando (Hélder); Sandro, Paulinho (Fernando Gabriel), Tales (Léo) e Ramon; Walter (Eder) e Guto.

> Clique aqui e confira a campanha do Inter no 2º Brasileirão Sub-20

Fotos: Daniel Boucinha/FGF


Outras notícias
Loja Virtual