05/12/2007

RETROSPECTIVA DO MUNDIAL: PARTE I

Inter parte para o Japão (5/12/2006)

A mobilização da torcida começou cedo naquela terça-feira, dia 5 de dezembro. Duas horas antes do embarque, cerca de 200 torcedores se concentraram em frente ao hotel onde e delegação almoçou antes de rumar para o aeroporto. Os fiéis colorados não mediram esforços para incentivar o grupo que partiu para o Japão e gritaram um por um os nomes dos jogadores. O hino do clube também foi cantando intensamente pela massa vermelha.


Centenas de torcedores ficaram concentrados em frente ao hotel do Inter

"Não tem energia melhor do que essa. Vamos carregados de positividade para Tóquio", vibrou o técnico Abel Braga.

"É o momento que todo jogador sonha em viver um dia", resumiu o volante Perdigão.

Por volta das 12h45min, a delegação iniciou o deslocamento para o aeroporto. Os jogadores passaram por um corredor formado por torcedores e seguranças antes de subirem no ônibus. Logo em seguida, cerca de 100 motocicletas e 200 carros com bandeiras do Inter iniciaram a carreata que escoltou a delegação.


Torcedores escoltaram a delegação até o aeroporto

O trajeto foi marcado por muita festa dos colorados. Por onde o ônibus passava, era saudado por esperançosos torcedores. Nas esquinas e nas sacadas dos edifícios, bandeiras do Inter tremulavam.


Pátio do antigo terminal do Salgado Filho foi tomado por colorados

Na chegada ao aeroporto, o ônibus foi interceptado por cerca de 2 mil torcedores. Com dificuldade, o veículo avançou em meio a multidão até o terminal antigo, onde o avião fretado pelo Inter aguardava na pista. Para retribuir o consistente apoio dos colorados, Abel e os jogadores dirigiram-se até ao alambrado de segurança para se despedir do público.

"Agora temos que fazer a nossa parte no Japão. A torcida nos impressionou com esta manifestação positiva. Vamos muito felizes para o Mundial", afirmou o goleiro Clemer.


Torcida fez a festa antes do embarque do Inter

Antes de embarcar, a delegação foi recebida pela governador do Estado, Germano Rigotto, que entregou bandeiras do Rio Grande do Sul aos jogadores. Rigotto prometeu torcer pelo Inter na jornada no Japão: "Vou ficar torcendo daqui. Vocês estão levando o nome do Brasil mas o nome do Rio Grande do Sul especialmente", afirmou.


Colorados estavam no clima do Japão

Fotos: Daniel Boucinha


Outras notícias
Loja Virtual