04/11/2007

BRASILEIRÃO: INTER VENCE NA VOLTA DE NILMAR

Por Alexandre Corrêa (textos) e Alexandre Lops (fotos)
Enviados especiais/Rio de Janeiro

O Internacional venceu o Vasco da Gama por 2 a 1 na noite deste domingo no Rio de Janeiro. Fernandão marcou os gols da equipe colorada no jogo válido pela 35ª rodada do Brasileirão. Com o resultado, o Inter subiu para décima posição com 48 pontos e permanece na zona de classificação para a Copa Sul-Americana.


Fernandão (E) comemora ao lado de Nilmar: Inter venceu o Vasco da Gama no São Januário

Local geralmente difícil para a chegada dos visitantes, o Inter foi em clima tranqüilo até o Estádio São Januário. Ao contrário de outras oportunidades quando havia pedradas da torcida no ônibus, desta vez o Inter não encontrou este tipo de dificuldade. Na entrada no estádio, o volante Edinho avistou até seus parentes que foram acompanhar o jogo e torcer para o Inter. Edinho é natural de Niterói, cidade próxima ao Rio.


Torcedores marcaram presença na capital carioca

Para buscar a vitória e sem Alex e Marcão, suspensos pelo terceiro cartão amarelo, o técnico Abel Braga promoveu uma série de mudanças na equipe. A principal delas foi a escalação de Nilmar no ataque ao lado de Iarley. O atacante assim reestreou com a camisa colorada depois de sete meses e meio recuperando-se de lesão no joelho. Além da presença de Nilmar, Abel colocou Orozco no time formando um e formando um esquema com três zagueiros: Orozco, Índio e Sorondo. No meio-campo, Granja e Guiñazu foram para as alas, enquanto Fernandão foi recuado para a armação no setor.


Guinãzu atuou na ala esquerda contra o Vasco

O clima no Rio de Janeiro era fechado. Choveu bastante de sábado para domingo e o tempo estava nublado e a temperatura amena no momento da partida. Apesar do céu tomado por nuvens, a torcida do time carioca compareceu em bom número. O Inter, porém, não estava sozinho em São Januário. Cerca de 100 colorados foram ajudar a empurrar a equipe. uvens negras começaram a despejar uma chuva fina cerca de 30 minutos antes do jogo. Com isso, os refletores foram ligados no histórico Estádio de São Januário. Aos poucos a chuva e o vento começaram a ficar mais intensos.

O Inter tinha como opção no banco de reservas o goleiro Renan, o zagueiro Sidnei, os laterais Jonas e Rubens Cardoso, o meia Roger e os atacantes Adriano e Christian. O Inter entrou em campo sob chuva forte e fardado com camisas vermelhas, calções brancos e meias brancas.

?Estou feliz por voltar e espero ajudar o Inter a vencer. Pela minha vontade, acho que poderia jogar os 90 minutos, vamos ver se vai dar?, afirmou Nilmar antes do jogo.


Iarley formou a dupla de ataque com Nilmar

A partida começou com muita chuva e o gramado escorregadio. O Inter começou pressionando. Aos 4min, Iarley cruzou para a área, Fernandão tocou de cabeça para Magrão na área chutar forte na trave. Quase gol colorado!!! No plano tático, Orozco atuava como líbero, enquanto Edinho vigiava o argentino Conca. Guinãzu cuidava dos avanços do lateral-direito Wagner Diniz. Aos 7min15seg, Nilmar ganhou do zagueiro, avançou em velocidade até a área e tentou encobrir o goleiro, mas a bola foi para fora. Por pouco não saiu um golaço de Nilmar.

Os primeiros 10 minutos foram do Inter. Construiu duas grandes oportunidades de gol e ainda não deixou o Vasco construir jogadas, graças à boa marcação. Aos 11min, Sorondo sofreu lesão e teve que deixar o gramado para o atendimento médico. Com isso, o time colorado ficou com 10 atletas por alguns minutos. O uruguaio ainda tentou se recuperar, mas não houve jeito. Sorondo teve que ir para o vestiário no carro-maca. Até que aos 14min40seg entrou Sidnei na vaga do uruguaio.

Aos 15min, Nilmar roubou a bola, driblou o goleiro, mas a zaga conseguiu afastar para escanteio. Quase gol colorado.
 A pressão colorada seguiu forte. Aos 16min, Nilmar recebeu na entrada da área. O atacante deu grande passe para Fernandão na área chutar no cantinho: gooooooool do Inter!!! 


Fernandão (E), Nilmar (C) e Iarley (D) na comemoração do primeiro gol

Aos 21min, o Inter sufocou novamente. Ficou cruzando bolas para a área três vezes consecutivas. Em uma delas, o goleiro Cássio teve que salvar de soco para fora da área. Nilmar ganhava todas as jogadas do seu marcados, o zagueiro Jorge Luiz. Até que aos 24min30seg, o defensor cometeu nova falta em Nilmar e recebeu o cartão amarelo. Um minuto depois, Iarley cruzou da esquerda, Magrão tocou de peito para Índio na área, que chutou na saída do goleiro Cássio, que conseguiu salvar em defesa sensacional.

Aos 28min30seg, Nilmar recebeu na área e cruzou na medida para Iarley cabecear ao lado. Quase o segundo gol colorado. Aos 29min50seg, depois de cobrança de escanteio, a bola foi tocada de Nilmar para Orozco concluir da entrada da área ao lado, com perigo.

O Inter dominava a partida. Além do gol, empilhava chances com destaque para o atacante Nilmar, que deixava enlouquecidos seus marcadores. A chuva não dava trégua, mas o Inter pouco se importava e continuava marcando com eficiência, tocando a bola e jogando bem. Aos 39min, o juiz marcou falta de Orozco inexistente. O zagueiro colombiano foi na bola, mas mesmo assim ainda aplicou o cartão amarelo. Na cobrança, um minuto depois, Andrade chutou por cima.


Magrão deu segurança ao meio-campo colorado

No final do primeiro tempo, o gramado começou a ficar muito encharcado criando poças. Com isso ficou mais difícil controlar a bola e o equilíbrio. Aos 46min, Nilmar roubou a bola dos zagueiros, avançou em velocidade e quando iria entrar na área livre, foi derrubado. Era lance de expulsão e ainda falta perigosíssima para o Inter. O juiz, absurdamente, não marcou nada. Foi o último lance da primeira etapa.

?Foi vergonhoso este último lance do Nilmar. Falta clara e expulsão?, queixou-se o capitão Fernandão.

?Fiquei um pouco ansioso para marcar o gol, mas o importante é a vitória?, avaliou Nilmar.

O primeiro tempo foi de amplo domínio do Inter. Além do gol colorado, chutou uma bola na trave e criou outras cinco grandes chances de ampliar o marcador.

No intervalo, a chuva parou. O Vasco retornou com duas modificações. Entraram Júlio Santos e Romário e saíram Andrade e Rubens Júnior. Com isso, a equipe carioca passou a atuar com três zagueiros e três atacantes.

No começo do segundo tempo, o Vasco tentou pressionar. A 1min, Conca cruzou da esquerda e Romário tentou completar de carrinho, mas não alcançou. Aos 5min30seg, Granja recebeu na área e cruzou, mas a bola passou por dois jogadores colorados, que não conseguiram concluir para o gol.

O Inter seguiu em cima. Aos 6min20seg, Nilmar ganhou em velocidade, entrou na área e concluiu na saída do goleiro, mas a bola passou ao lado e tocou na rede por fora. O Vasco respondeu dois minutos depois, com Wagner Diniz entrando a dribles na área até que Índio salvou de carrinho para escanteio.

Aos 12min, Conca apanhou rebote de escanteio da intermediária e chutou rasteiro para defesa de Clemer. Aos 13min40seg, o Vasco fez boa jogada pela esquerda até que Conca cruzou e Leandro Amaral chutar ao lado com perigo. Os cariocas passaram a pressionar mais. Aos 15min, o técnico Abel Braga retirou Nilmar e colocou Roger.

Em seguida, aos 16min, Conca recebeu na área e concluiu no cantinho para boa defesa de Clemer. O Inter respondeu no minuto seguinte com grande jogada de Edinho, que arrancou até a entrada da área e tocou para Guiñazu na área concluir rasteiro para fora. Aos 20min40seg, Granja cobrou falta, a bola foi rebatida e sobrou para Magrão concluir e Cássio defender.

Com a saída de Nilmar, o Inter tentou se compactar mais do meio pra trás e deixou apenas Iarley na frente para os lances de contra-ataque. Aos 26min, a última modificação do Inter. Deixou o campo Iarley para a entrada de Adriano. Na seqüência, saiu Jorge Luiz no Vasco e entrou Perdigão.


Fernandão foi decisivo na importante vitória fora de casa

O jogo ficou mais cadenciado por alguns minutos, sem muitas chances. Apenas alguns chutes de fora da área de ambos os times. Até que aos 31min20seg, Roger entrou na área e Júlio Santos cortou a bola com a mão. Pênalti!!! Na cobrança, aos 33min50seg, Fernandão chutou no canto esquerdo e ampliou para 2 a 0. Foi o sexto gol do capitão colorado na competição. Na comemoração, a torcida colorada cantou: ?Internacional, Libertadores, Recopa e Mundial?.

Aos 34min40seg, o Vasco teve boa chance quando Alan Kardec tocou para Romário, que tentou completar de peixinho, mas não alcançou. O time carioca tentou reagir aos 39min10seg, quando Júlio Santos recebeu na área e tentou girar, mas a bola foi para fora.


Roger entrou no segundo tempo e sofreu um pênalti

O Inter marcava bem, segurava a bola e buscava o contra-ataque com Adriano, arrefecendo qualquer tentativa do Vasco. Nas arquibancadas, a torcida do Vasco ficava em silêncio enquanto os colorados cantavam ?ai, ai, ai, tá chegando a hora...?

Quando o jogo parecia controlado, o Vasco conseguiu marcar o seu gol. Aos 45min45seg, Leandro Bonfim acertou um belo chute de fora da área no canto. A bola tocou na trave e entrou. Gol do Vasco. Nada que impedisse a vitória colorada, porém. Inter 2 a 1. Com a vitória, o time subiu para a 10ª colocação, entrando de vez na zona de classificação para a Copa Sul-Americana.

?Vitória importantíssima. Estou muito feliz pelo time e pela torcida?, festejou Guiñazu.

?O talento do Nilmar é incrível. Ele é fora-de-série. Com que ele joga, merece a Seleção Brasileira?, elogiou Fernandão, autor dos dois gols.

"Foi um resultado muito importante obtido fora de casa. Mostramos muita qualidade e rapidez. Chegamos várias vezes na cara do gol e o placar até poderia ter sido maior", avaliou o presidente Vitorio Piffero.

"Foi uma atuação extremamente convicente. Agora o desafio é manter a regularidade", afirmou o vice-presidente de futebol Giovanni Luigi.

"O time teve muita determinação e coragem. Mudamos o esquema e tivemos um desempenho muito bom. Não é fácil jogar no São Januário, mas não nos intimidamos e criamos inúmeras oportunidades de gol. O espírito coletivo do time foi muito forte, e destaques individuais como Nilmar, Fernandão e Granja fizeram a diferença. O Nilmar tem cheiro de gol e deixou a zaga do Vasco tonta. Precisávamos de uma vitória, e ela veio com uma grande atuação", analisou o técnico Abel Braga.

Vasco (1): Cássio; Wagner Diniz, Luizão, Jorge Luiz (Perdigão) e Rubens Júnior (Júlio Santos); Andrade (Romário), Amaral, Leandro Bonfim e Conca; Leandro Amaral e Alan Kardec. Técnico: Valdir Espinosa.

Internacional (2): Clemer; Índio, Orozco e Sorondo (Sidnei, 14min40seg1ºt); Granja, Edinho, Magrão, Fernandão e Guiñazu; Nilmar (Roger, 15min2ºt) e Iarley (Adriano, 26min2ºt). Técnico: Abel Braga.

Gols: Fernandão (I, 2), aos 16min do primeiro tempo e aos 32min15seg do segundo tempo, Leandro Bonfim (V), aos 45min45seg2ºt). Cartões amarelos: Guiñazu, Iarley, Orozco (I), Jorge Luiz, Luizão, Conca (V). Renda: R$ 170.300,00. Público: 20.935. Arbitragem: Lourival Dias Lima Filho (BA), auxiliado por Roberto Braatz (PR) e Cleriston Barreto Rios (SE). Local: Estádio de São Januário, no Rio.


Outras notícias
Loja Virtual