28/10/2007

FILME SOBRE A CONQUISTA DO MUNDIAL SERÁ LANÇANDO NO DIA 9 DE NOVEMBRO NOS CINEMAS

Está chegando o dia! O filme GIGANTE - Como o Inter conquistou o mundo será lançado nos cinemas gaúchos no dia 9 de novembro. Os colorados poderão rememorar os magníficos momentos da heróica jornada do Inter no Japão assistindo ao filme oficial sobre a conquista do Mundial FIFA, em 2006. O documentário poderá ser encontrada em DVD a partir do dia 20 de novembro.

>> CLIQUE AQUI e assista ao trailler


Cartaz do filme que estréia no dia 9 de novembro 

>>Saiba mais sobre o filme:

Gigante ? como o Inter conquistou o mundo veio para ficar. O time responsável pelo filme só poderia ser formado por ?craques?: a direção é de Gustavo Spolidoro, a montagem é de Giba Assis Brasil, e o roteiro é de Luis Augusto Fischer. Produzido pela G7 Cinema e TGD Filmes, em parceria com ESPN, UOL e Abril, o filme será lançado em DVD ainda em novembro.

Depois do tão sonhado título da Libertadores da América, o Colorado finalmente estava no Japão para disputar o Mundial de Clubes. Quase cem anos de história encontravam seu destino: o clube nascido com um nome que era também uma vocação estava a uma partida de realizar o sonho mais internacional possível ? chegar ao supremo pódio do futebol do planeta. Só que a partida final era contra o todo-poderoso Barcelona, de uma das mais ricas regiões da rica Europa, um clube  com condições de comprar os melhores jogadores de todos os cantos do mundo e formar uma quase seleção mundial.

Eram 90 minutos entre a expectativa e a glória. Noventa minutos em que os  aguerridos brasileiros  do Inter iam medir forças e habilidade com a legião do Barça. E o Inter venceu . Venceu de maneira definitiva, no peito, na raça e na bola. Venceu o maior time do mundo, para ser o verdadeiro Campeão Mundial de Clubes FIFA.

Gigante ? como o Inter conquistou o mundo conta a mais gloriosa jornada do Colorado. Aqui estão os lances principais das duas partidas no Japão, os magníficos gols dos meninos Pato e Luiz Adriano e de Adriano Gabiru, mais os depoimentos dos heróis do título, reportagens feitas no calor da hora,  imagens dos bastidores e da volta a Porto Alegre, sem esquecer  a Libertadores, que comprou a passagem para Tóquio. Um filme para nunca mais esquecer o ponto sublime da senda de vitórias do orgulho do Brasil, o Colorado das Glórias, o Celeiro de Ases, o Sport Club Internacional.

Gustavo Spolidoro já nasceu colorado, em 2 de maio de 1972. Membro de uma família 100% colorada, é herdeiro das cadeiras A-130 e A-132, que estão com a família desde a fundação do estádio Beira-Rio. Formado em Comunicação Social pela PUC/RS, dirigiu 14 curtas nas mais diversas bitolas e formatos, com destaque para os curtas, Velinhas, de 1998, exibido no Festival de Berlim, Outros, de 2000, vencedor de 14 prêmios no Brasil e exterior, e Início do Fim, 2005, que participou da Competição de SUNDANCE/ 2006 e de ROTTERDAM/ 2006. Desde 2004, é sócio da produtora Clube Silêncio, onde dirigiu seu primeiro longa, Ainda Orangotangos, com estréia prevista para este segundo semestre. É Coordenador de Curadoria do CineEsquemaNovo ? Festival de Cinema de Porto Alegre e professor de Cinema da PUC/RS. É o produtor executivo do longa Cão sem dono, de Beto Brant e Renato Ciasca, co-produção da Drama Filmes e Clube Silêncio.

Luís Augusto Fischer é neto, filho, sobrinho, irmão, primo, tio, padrinho e pai de colorados de fé. Nascido em 58, era menino quando aprendeu a dor de ser solidário ao clube do coração nos momentos de baixa. Mas quando chegou aos 10 anos acompanhou a construção do Beira-Rio, que inaugurou uma das eras mais espetaculares que um time pode conhecer, em qualquer parte ou época: octacampeão gaúcho e tricampeão nacional no país do futebol, com um time que, como sempre ocorre nas grandes fases do Colorado, combinava a garra das equipes do sul com as virtudes do jogo brasileiro. Professor de literatura e escritor, tem em sua biblioteca uma das mais notáveis relíquias que um torcedor do Inter pode ter: o álbum de figurinhas da inauguração do Beira-Rio, completo como devem ser as lembranças da felicidade.

Felicidade que chegou ao ponto sublime com o Mundial de Clubes, acontecida no mesmo ano em que nasceu seu filho, Benjamim, que com poucas semanas de vida percebeu como é bom ser colorado.

Giba Assis Brasil nasceu num dia 5 de abril - um dia depois do 48º aniversário do Inter, um dia antes do que viria a ser, 12 anos depois, o aniversário do Beira-Rio. Gilberto e Mercedes, os pais, sabiam o que estavam fazendo. Quando não está torcendo pro Inter, Giba é montador de cinema e televisão. Já montou 7 longas e mais de 40 curtas. Ganhou alguns prêmios, é sócio da Casa de Cinema de Porto Alegre e professor de cinema no CRAV da Unisinos. É casado e apaixonado por uma gremista (Ana) mas tem dois filhos (Antônio e Teresa) que escolheram o colorado por livre e espontânea vontade, sabendo que seriam campeões do mundo.


Outras notícias
Loja Virtual