17/10/2007

MAGRÃO MOTIVADO PARA ENFRENTAR O JUVENTUDE

Depois de marcar dois gols nas duas últimas partidas (contra América-RN e Corinthians), o volante Magrão está entusiasmado para enfrentar o Juventude. O jogador quer manter o bom aproveitamento e sonha em marcar um gol no clássico gaúcho.

Momentos antes de viajar para São Paulo, onde o Inter enfrentaria o Corinthians pelo Brasileirão, Magrão prometeu que marcaria um gol contra o seu ex-clube. A promessa foi feita para os porteiros do vestiário profissional do Beira-Rio, Derly e Alessandro. Dois dias depois do empate no Pacaembu, Magrão indagou os funcionários: "E aí, não disse que ía marcar?! Avisei vocês, hein!", brincou.


Promessa cumprida: Magrão acaba de marcar contra o Corinthians

Tamanha confiança do volante colorado é justificada. Segundo Magrão, desde o início da sua carreira - em 1995, no São Caetano - a história se repete: depois de marcar pela primeira vez, o volante costuma encaixar uma seqüência de gols. Foi assim no São Caetano, Palmeiras, Corinthians e Yokohama Marinos (Japão).

"Isso tudo pode ser psicológico, mas eu acabo pegando confiança. Talvez por isso os gols saiam com mais facilidade. No Japão, por exemplo, eu custei a marcar o primeiro gol. Estava numa fase bem ruim, mas depois que consegui balançar a rede, repeti a dose em várias outras oportunidades", conta Magrão, autor de 11 gols pelo Yokohama Marinos.


Junto à torcida: primeiro gol pelo Inter foi marcado contra o América-RN

A maioria dos 81 gols de Magrão nos seus 12 anos de carreira profissional foi marcada de dentro da área. Foram gols parecidos com os anotados contra América e Corinthians. Contra o time de Natal, o volante desviou de cabeça após cruzamento de Gil. No Pacaembu, Magrão deixou sua marca em um lance de raça: depois de se antecipar ao zagueiro e quase caíndo, conseguiu completar no alto. "Meus gols são sempre nos rebotes, naquelas bolas respingadas no interior da área. Tenho o trabalho de desviar para dentro", observa.


Magrão quer aprimorar as conclusões de fora da área

Agora, o objetivo de Magrão é melhorar o seu aproveitamento nos chutes de longa distância. "Estou treinando muito os chutes de fora da área. O Leomir (auxiliar técnico) me incentivou a arriscar mais de longe", revela. Contra o Juventude, o jogador não esconde o desejo de marcar o seu terceiro gol pelo Inter. "Tenho ouvido muito sobre o clássico. Todos dizem que a rivalidade é muito grande. Estou bastante confiante e motivado para o jogo. Se der, vou deixar a minha marca", promete Magrão.

Fotos: Alexandre Lops


Outras notícias
Loja Virtual