19/08/2007

EMPATE NO MARACANÃ: 1 A 1

Por Alexandre Corrêa (textos) e
Alexandre Lops (fotos)
Enviados especiais/Rio de Janeiro

O Internacional empatou com o Botafogo em 1 a 1 na noite deste domingo em partida válida pela 20ª rodada do Brasileirão, a primeira do returno. Ceará marcou o gol do Inter, enquanto André Lima fez o gol de empate. Com o resultado, o time colorado ficou na 10ª colocação. Agora o time colorado terá duas partidas em casa para buscar se aproximar da zona de classificação para a Copa Libertadores.


Ceará marcou contra o Botafogo no Rio

Sem poder contar com Marcão e Edinho, o técnico Abel Braga precisou modificar jogadores em relação ao time que venceu o Goiás no último domingo. Com isso, Sidnei atuou na zaga, enquanto Ceará retornou à lateral-direita, depois de se recuperarem de lesão. Wellington Monteiro retornou ao meio-campo para formar o setor com Magal, Guiñazu e Pinga. O esquema foi mudado também do 3-5-2 para o 4-4-2.

O time carioca que chegou a liderar a competição vinha de quatro partidas em vitória e encarava o confronto como tentativa de recuperação. O técnico Cuca definiu André Lima no ataque no lugar de Dodô, que não pode atuar por lesão. Outra mudança foi a entrada de Renato Silva na vaga de Alex. No gol, o experiente Max recebeu uma oportunidade.


Colorados incentivaram o Inter das arquibancadas do Maracanã

O Maracanã todo reformado para o Pan-Americano com direito a telões estilo Fifa e novo placar eletrônico recebeu um bom público. Na tela de espera, os símbolos e os mascotes dos dois times. O Saci Colorado estava presente lá. A torcida colorada esteve presente com cerca de 500 torcedores localizados atrás de um dos gols. Munidos de faixas, bandeiras e muitas camisetas vermelhas, os torcedores gaúchos fizeram uma bonita festa quando o Inter entrou em campo.

Quando começou o jogo, o plano tático do Inter apresentou um esquema bastante parecido com o que o time venceu o Barcelona. Na frente da linha de quatro defensores, havia três volantes (Wellington Monteiro, Magal e Guiñazu). Pinga fazia a ligação do meio com os dois atacantes Iarley e Adriano.


Ceará chuta para abrir o placar

O Inter surpreendeu o time da casa cedo. Aos 2min, Wellington Monteiro deu grande passe para Ceará, que avançou até a área e chutou forte. A bola passou por baixo do corpo do goleiro Max e entrou. Vantagem colorada no Maracanã. Na comemoração, parte dos jogadores foi abraçar Ceará pelo gol, enquanto outros companheiros cumprimentaram Wellington pela assistência.

Aos 5min40seg, Alex cobrou falta por cima. Depois do gol, o Botafogo tentou pressionar, enquanto o Inter se posicionou mais atrás e buscou os espaços para o contra-ataque. O bloqueio colorado era forte e impedia as conclusões cariocas. Sidnei afastava a bola da área com seriedade e força, enquanto os meio-campistas marcavam bem e roubavam bolas.


Guiñazu mostrou muita raça no meio-campo

Aos 17min25seg, Pinga cobrou falta com perigo. A bola desviou na barreira e passou perto. O Botafogo só foi levar perigo pela primeira vez aos 19min25seg, quando Jorge Henrique fez boa jogada em velocidade pela esquerda, entrou na área e cruzou para André Lima chutar de primeira ao lado do gol. Em seguida, porém, a pressão da equipe da casa aumentou e surgiram lances de perigo contra o Inter.

Aos 25min45seg, Lúcio Flávio cobrou falta e Clemer fez defesa segura para escanteio. Aos 27min35seg, um lance incrível desperdiçado pela equipe carioca. Joílson chutou forte de fora da área, a bola bateu nas duas traves e sobrou para Jorge Henrique livre na área concluir pra fora. Aos 31min45seg, André Lima pegou sobra de escanteio na área, girou e chutou para defesa de Clemer. De tanto tentar, o Botafogo chegou ao empate. Aos 34min40seg, Lúcio Flávio cobrou falta para a área, e a bola sobrou para André Lima, em posição duvidosa na origem do lance, marcar o gol: 1 a 1.


Adriano encara a defesa adversária

Aos 37min, Pinga e Leandro Guerreiro se estranharam no meio-campo, e o juiz Evandro Roman expulsou os dois. Aos 40min30seg, depois de escanteio, Sidnei cabeceou e a zaga salvou na pequena área. Aos 42min, Guiñazu deu grande lançamento para Adriano, que entrou na área, driblou o goleiro e marcou o gol. O juiz anulou o lance por impedimento e ainda deu cartão amarelo. Aos 43min, Túlio concluiu de fora da área e Clemer fez defesa sensacional. Aos 46min, Jorge Henrique matou a bola no peito na área e chutou cruzado ao lado com grande perigo. Foi o último lance importante da primeira etapa.

No intervalo, uma bandeira gigantesca com a palavra ?paz? foi aberta no meio do gramado do Maracanã, tentando conscientizar os torcedores a evitar a violência no futebol.


Abel passa orientações para Iarley à beira do campo

Na abertura da etapa final, o jogo diminuiu um pouco de ritmo e ficou mais equilibrado. O primeiro lance de perigo só foi ocorrer aos 11min40seg quando Alessandro cruzou da direita e Joílson cabeceou ao lado. O Inter respondeu aos 13min com uma cobrança de falta de Ceará que passou perto, também ao lado. Aos 17min30seg, o Botafogo fez duas mudanças ao mesmo tempo: entraram Adriano Felício e Ricardinho e saíram Joílson e Luciano Almeida.

Aos 20min20seg, Lúcio Flávio cobrou no canto e Clemer salvou com grande defesa para escanteio. Aos 23min20seg, Ceará saiu lesionado e entrou Jonas. Aos 24min, Adriano recebeu bom passe, mas acabou adiantando demais e não conseguiu concluir. Um minuto depois, entrou Roger no lugar de Adriano. Aos 25min30seg, Ricardinho chutou e Clemer fez defesa arrojada. Aos 26min20seg, Roger passou por Juninho e recebeu falta violentíssima. O juiz, porém, só deu o cartão amarelo. Aos 27min10seg, Sidnei deixou o gramado para entrada de Mineiro.

Aos 33min25seg, Lúcio Flávio cobrou falta por cima. Aos 35min30seg, saiu Lúcio Flávio e entrou Diguinho no Botafogo. Aos 37min25seg, Iarley recebeu bom lançamento, foi à linha de fundo e cruzou para Roger, na pequena área, que por pouco não alcançou de cabeça. Aos 46min45seg, Alex chutou forte e Max conseguiu defender.



Alex chuta com força...


e o goleiro Max faz boa defesa no final do jogo

Com o empate, o Inter ficou na 10ª colocação e completou o terceiro jogo sem perder no Brasileirão. Agora, a equipe terá duas partidas em casa para buscar se aproximar da zona de classificação para Copa Libertadores da América.

?No primeiro tempo, o Botafogo foi melhor. Na etapa final, jogamos mais. O resultado foi justo?, avaliou Alex.

?No segundo tempo fomos superiores e poderíamos ter obtido um resultado até melhor?, disse o goleiro Clemer.

"Fizemos aquilo que tínhamos treinado e marcamos um gol cedo. O time me agradou, principalmente no segundo tempo, quando conseguimos dominar bem o Botafogo. Infelizmente, em lances capitais, a arbitragem errou e acabou nos prejudicando", afirmou o técnico Abel Braga.

"Agora temos dois jogos no Beira-Rio. A torcida sabe que o time busca a recuperação neste segundo turno e vai nos apoiar na luta pelos seis pontos", afirmou o vice-presidente de futebol Giovanni Luigi.

Botafogo (1): Max; Alessandro, Juninho, Renato Silva e Luciano Almeida (Ricardinho); Leandro Guerreiro, Túlio, Joílson (Adriano Felício) e Lúcio Flávio; Jorge Henrique e André Lima. Técnico: Cuca.

Internacional (1): Clemer; Ceará (Jonas, 23min20seg2°t), Índio, Sidnei (Mineiro, 27min10seg2°t) e Alex; Wellington Monteiro, Magal, Pinga e Guiñazu; Iarley e Adriano (Roger, 25min2°t). Técnico: Abel Braga.

Gols: Ceará (I), aos 2min do primeiro tempo, André Lima (B), aos 34min40seg do primeiro tempo. Cartões amarelos: Alex, Adriano, Wellington Monteiro, Mineiro, Índio, Guiñazu (I), Juninho (B). Expulsões: Pinga (I), Leandro Guerreiro (B). Renda: R$ 166.885,00. Público: 24.679 (21.668 pagantes). Arbitragem: Evandro Rogério Roman, auxiliado por Rogério Carlos Rolim e Gilson Bento Coutinho (trio paranaense). Local: Estádio Maracanã, no Rio.

> Sócio: veja a galeria de fotos!


Outras notícias
Loja Virtual